Gerência Geral da Polícia Científica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Gerência Geral da Polícia Científica (GGPOC) é o Departamento Técnico-Científico do Estado de Pernambuco. Tem como função coordenar as atividades desenvolvidas pelas perícias criminais do estado através dos seus respectivos órgãos. É vinculada a Polícia Civil, de maneira que seu CNPJ pagador é o desta polícia e os cargos que a compõem são ocupados por servidores policiais civis, a exemplo dos médicos legistas e dos auxiliares de médico legista.

A Polícia Científica de Pernambuco é subordinada diretamente à Secretaria de Defesa Social - SDS e trabalha em estreita cooperação com as demais polícias estaduais. A instituição tem como gerente geral o Dr. Francisco Aristófane Coelho Sarmento Filho e administra três órgãos:

Fachada do IML, em Recife

Instituto de Criminalística Professor Armando Samico (ICPAS/PE)[editar | editar código-fonte]

Gestor: Bel. Evson da Costa Lira

O IC realiza perícias técnico-científicas em:

  • locais de morte;
  • acidente de trânsito;
  • desabamentos;
  • incêndios;
  • balística;
  • etc.

Instituto de Identificação Tavares Buril (IITB)[editar | editar código-fonte]

Gestor: Bel. Jandir Carneiro

O II/PE realiza perícias técnico-científicas na área da identificação humana através das papilas dérmicas e da representação facial humana. É responsável pela identificação civil do Estado de Pernambuco (através de emissão de carteira de identidade), identificação necropapiloscópica, levantamento de impressões digitais em local de crime (patrimonias e contra à vida), identificação neonatal(podoscópica), identificação criminal(guardando o acervo criminal do Estado) e emissão de antecedentes criminais estadual. Foi pioneiro na reprodução de retrato falado em 3D no Brasil. Produz pelos seus peritos laudos papiloscópicos, prosopográficos e iconógraficos em suas respectivas áreas de atuação. Conta com aproximadamente 300 peritos papiloscópicos atuando no Estado.

Instituto de Medicina Legal de Pernambuco Antônio Persivo Cunha (IMLAPC/PE)[editar | editar código-fonte]

Gestor: Bel. Clóvis César Mendoza

O IML/PE realiza perícias técnico-científicas:

  • em pessoas vivas (traumatológicas, sexológicas e etc);
  • em cadáveres (tanatoscópicas);
  • toxicológicas em material orgânico.

Carreiras da Gerência Geral da Polícia Científica[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Outras instituições[editar | editar código-fonte]