Geraldine Doyle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Geraldine Doyle
Cartaz que fez de Geraldine Doyle uma ícone americana
Nome completo Geraldine Hoff Doyle
Nascimento 31 de julho de 1924
Inkster
Morte 26 de dezembro de 2010 (86 anos)
Lansing
Nacionalidade  Estados Unidos

Geraldine Hoff Doyle (Inkster, 31 de julho de 1924 - Lansing, 26 de dezembro de 2010) foi uma modelo estadunidense, ícone da mulher trabalhadora durante a Segunda Guerra Mundial[1] .

Geraldine ficou famosa ao mundo, quando foi utilizada como modelo para o cartaz que chamava as mulheres americanas ao trabalho enquanto a força operária do país estava em combate, durante a conflito que ficou conhecido como a Segunda Guerra Mundial[2] .

Geraldine era uma tocadora de violoncelo. Temendo uma lesão na mão pela máquina de prensar metal, ela deixou a fábrica depois de ter trabalhado por apenas duas semanas. [3] Durante o breve tempo que ela trabalhou lá, um fotógrafo da United Press International tirou uma foto dela. Esta imagem foi então trabalhada pelo artista gráfico J. Howard Miller.

Logo depois de sair do trabalho como prensadora de metal, Geraldine Hoff conheceu e casou-se com o dentista Leo Doyle em 1943. O casal teve seis filhos (um filho, Gary, morreu em 1980) e permaneceram casados até sua morte em fevereiro de 2010.

Faleceu, aos 86 anos de idade.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Morre Geraldine Doyle, ícone da mulher trabalhadora da II Guerra Terra - 30 de dezembro de 2010
  2. Morre Geraldine Doyle Portal UOL - 30 de dezembro de 2010
  3. NBC News (23/12/2010). Geraldine Doyle, inspiration for 'Rosie the Riveter,' dies at 86 NBC News. Página visitada em 21/07/2014.