Geraldo Vandré no Chile

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Geraldo Vandré no Chile
Álbum de estúdio de Geraldo Vandré
Lançamento 1969
Gênero(s) MPB
Guarânia
Duração 14:54
Idioma(s) Espanhol
Formato(s) Compacto Simples
Gravadora(s) Banco Benvirá
Cronologia de Geraldo Vandré
Último
Último
Canto Geral
(1968)
Das Terras de Benvirá
(1973)
Próximo
Próximo

Geraldo Vandré no Chile é um compacto simples gravado pelo cantor e compositor Geraldo Vandré, no Chile, em 1969. Depois do III Festival Internacional da Canção, da TV Globo, no qual o cantor participou, com a música Pra Não Dizer que Não Falei das Flores em outubro de 1968, Vandré passou a procurar auxílio para sair do Brasil pois era perseguido pela ditadura militar. No carnaval de 1969, ele conseguiu se autoexilar para o Chile, onde encontrou alguns artistas chilenos, participou de festivais de música e gravou este disco.[1]

Neste compacto simples, há apenas duas músicas, uma para cada lado: "Caminando" e "Desacordonar". "Caminando" é uma tradução não-literal para o espanhol de "Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores". "Desacordonar" (com o subtítulo de "El Hombre del Asadón") é uma guarânia, inédita em português, onde se pode perceber um tom de lamento, e trata das questões agrárias e das condições de vida dos camponeses. Em ambas as canções só há a voz e o violão de Geraldo Vandré, com contracantos ocasionais pelo próprio cantor.

Faixas[editar | editar código-fonte]

LADO A

  1. Caminando (Geraldo Vandré)

LADO B

  1. Desacordonar (Geraldo Vandré)

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Geraldo Vandré é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.