Gerard Manley Hopkins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gerard Manley Hopkins

Gerard Manley Hopkins (Stratford, Londres, 28 de Julho de 1844- 8 de Junho de 1889), um padre jesuíta, foi um dos maiores poetas da literatura inglesa.

Sua primeira grande obra foi o poema "O naufrágio do Deutschland" (1875), ao qual seguiram-se poemas líricos como "O francelho", "A calhandra enjaulada"", "O Oxford de Duns Scotus", e "Henry Purcell". Em 1877 escreveu seus trágicos "Sonetos Obscuros", o primeiro dos quais é "Carrion Comfort" (c. 1885). Sua obra completa foi publicada em 1930.

Os impulsos homoeróticos de Hopkins, dirigidos sobretudo a Digby Mackworth Dolben, um colega de Eton, parecem ter tido uma influência decisiva sobre o tom, qualidade e mesmo com o conteúdo da sua poesia. O autor de uma biografia de Hopkins, Robert Bernard Martin[1] afirma que o encontro com Dolben, por ocasião do 17.º aniversãrio de Hopkins, foi provavelmente o momento mais marcante emocionalmente da vida de Hopkins, sobre o qual escreveu abundantemente nos seus diários e a quem dedicou inúmeros poemas, incluindo muitos de caracter elegíaco, considerados dos melhores de Hopkins, após a morte por afogamento de Dolben em 1867.

Referências

  1. Robert Bernard Martin, "Digby Augustus Stewart Dolben," DNB


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.