Gerente de operações

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde agosto de 2010).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.

Gerente de operações é o profissional responsável pela Gerência de operações (ou administração da produção) de uma organização. Exerce responsabilidade particular de administrar algum ou todos os recursos envolvidos pela função produção (reunião de recursos destinados à produção de bens e serviços) da organização.

Responsabilidades diretas[editar | editar código-fonte]

  • Entendimento dos objetivos estratégicos da produção: o gerente de operações deve saber onde a sua operação se situa no contexto da organização. Deve-se saber os objetivos de desempenho da produção: qualidade, velocidade, confiabilidade, flexibilidade e custo.
  • Desenvolvimento de uma estratégia de produção para a organização: O gerente de operações deve saber colocar a sua estratégia de produção a serviço da estratégia global da empresa. Envolve também reconciliação da pressão dos requisitos do mercado com a capacidade dos recursos da produção.
  • Projeto (design) dos produtos, serviços e processos de produção. "Projeto", nesse sentido, é a atividade de definir a forma física, o aspecto e a composição física de produtos, serviços e processos.
  • Planejamento e Controle de Produção (PCP). Planejamento e controle é a atividade de decidir sobre o melhor emprego dos recursos de produção, assegurando, assim, a execução do que foi previsto. Inclui Gerência da cadeia de suprimento (supply chain management), Planejamento de Requisição de materiais (MRP, ou materials requirement planning, planejamento e controle just-in-time, e também planejamento e controle de operações de projeto.
  • Melhoria do desempenho da produção. Aqui se insere a administração da qualidade total (total quality management, ou TQM.

Responsabilidades indiretas[editar | editar código-fonte]

Inclui a interação com as áreas de marketing, e o relacionamento com as demais áreas da organização:

  • Com a função marketing, recebe como entrada as exigências de mercado, e como saída o entendimento das capacitações e restrições dos processos de produção.
  • Com a função desenvolvimento de produto / serviço, recebe como entrada a idéia de novos produtos e serviços, e como saída a informação de capacitações e restrições dos processos de produção.
  • Com a função contábil-financeira, recebe como entrada pedidos de dados para análise financeira para desempenho e decisões, e fornece como saída os dados relevantes.
  • Com a função de recursos humanos, recebe como entrada o desenvolvimento de recrutamento e treinamento, e fornece como saída o entendimento das necessidades de recursos humanos.
  • Com a função de informação, tecnologia e suporte técnico, recebe como entrada o fornecimento de sistemas para projeto, planejamento e controle e melhoria, e fornece como saída o entendimento das necessidades de sistema e infra-estrutura.

Também é responsabilidade indireta do gerente de operações a interação e o conhecimento sobre o contexto em que a produção se insere: a globalização (internacionalização), proteção ambiental (adequação às normas e padrões técnicos), responsabilidade social (segurança de funcionários e relação com vizinhos da organização), consciência tecnológica (tecnologia de processo e tecnologias gerais de grande impacto: por exemplo, a internet), gestão do conhecimento (documentação, aprendizado, etc), proteção da produção, entre outras.

Certificação profissional[editar | editar código-fonte]

Embora seja uma área de conhecimento já estabelecida, o profissional da gerência de operações ainda não tem à sua disposição uma organização internacional que certifique-o de acordo com padrões estabelecidos na indústria (como é o caso da certificação PMP-PMI para gerentes de projeto). Há no entanto algumas iniciativas nesse sentido, como o recente esforço da associação britânica The Institute of Operations Management para estabelecer um padrão para a área e certificar profissionais que aderem a ele.

Nos Estados Unidos a APICS - Association for Operations Management - www.apics.org - oferece a Certificação CPIM - Certified in Production and Inventory Management, ou Gerência de Operações. No Brasil existe o escritório da ABAI - Associação Brasileira de Administração Industrial. www.abai.com.br

Ver também: