Gertrude Bell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Gertrude Margaret Lowthian Bell, OBE (14 de Julho de 1868 – 12 de julho de 1926 (57 anos)) foi uma escritora britânica, viajante, política, administradora, arqueóloga e espiã que explorou, mapeou e se tornou altamente influente na política do Império Britânico devido a suas viagens a Grande Síria, Mesopotâmia, Ásia menor e Arábia. Junto com T. E. Lawrence, Bell ajudou a dinastia Hachemita a se estabelecer onde atualmente é a Jordânia assim como no Iraque. Ela teve um papel maior no estabelecimento e ajuda na administração do estado do Iraque, utilizando sua perspectiva única de se suas viagens e relações com líderes tribais por todo o Oriente Médio. Durante sua vida ela foi altamente respeitada e confiável pelos oficiais britânicos e teve uma imensa quantidade de poder para uma mulher na época. Ela também tem sido descrita como "um dos poucos representantes do Governo de Sua Majestade lembrado pelos árabes com algo que se assemelha a afeição".[1]

Referências

  1. Meyer, Karl E. and Shareen B. Brysac. Kingmakers: The Invention of the Modern Middle East. New York: W.W. Norton & Co, 2008, p. 162.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Meyer, Karl E. and Shareen Blair Brysac, Kingmakers: the Invention of the Modern Middle East(W.W. Norton, 2008) ISBN 978-0-393-06199-4.
Ícone de esboço Este artigo sobre arqueologia ou arqueólogos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre o Reino Unido é um esboço relacionado ao Projeto Europa. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.