Gianvito Martino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Gianvito Martino (Bergamo, 9 de Agosto de 1962) é um neurocientista Italiano.

Vida e obra[editar | editar código-fonte]

Estudou Medicina e Neurologia na Universidade de Pavia e efectuou períodos de estudo e investigação junto do Karolinska Institutet de Estocolmo e na Universidade de Chicago.

Dirige o departamento de neurociência do Istituto Scientifico San Raffaele de Milão e é professor de biologia na Università Vita-Salute San Raffaele. É também professor honorário da Queen Mary University de Londres.

Tem mais de cento e cinquenta artigos científicos publicados em revistas internacionais[1] .

Para a editora San Raffaele coordenou juntamente com Edoardo Boncinelli,

Il Cervello. La scatola delle meraviglie (O Cérebro. A caixa das maravilhas) (2008).

Publicou:

La medicina che rigenera. Non siamo nati per invecchiare (A medicina que regenera. Não nascemos para envelhecer) (2009)

Identità e mutamento. La biologia in bilico (Identidade e mutamento. A biologia em balanço) (2010), vencedor da X edição do Prémio “Fermi” cidade de Cecina para a divulgação científica.


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://www.topitalianscientists.org/Top_italian_scientists_VIA-Academy.aspx