Gil Martins Felippe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gil Felippe
junho de 2009
Nome completo Gil Martins Felippe
Nascimento
São Carlos
Nacionalidade  Brasil
Ocupação Cientista especializado em Fisiologia Vegetal, escritor

Gil Martins Felippe (São Carlos, SP) é um cientista brasileiro especialista em Fisiologia Vegetal, e escritor. Assina seus livros mais recentes como Gil Felippe. É filho de Bernardina Martins Felippe (Porto Ferreira, SP, 15 de julho de 1909 - 22 de janeiro de 1995), professora primária, e Virgilio Felippe (Guarda, Portugal, 22 de maio de 1904-14 de julho de 1996), contador e funcionário da antiga Companhia Paulista de Estradas de Ferro. Atualmente vive em São Paulo, SP.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Gil Felippe é PhD pela Universidade de Edimburgo, Escócia, Grã-Bretanha, onde também fez seu pós-doutorado, na área de Botânica, com especialização em Fisiologia Vegetal, área Desenvolvimento. O PhD foi feito sob a orientação do Professor John E. Dale.

Os cursos primários, secundário e de professor normalista foram feitos no Instituto de Educação Dr. Álvaro Guião em São Carlos, SP. Fez o curso de graduação em História Natural na Universidade de São Paulo - USP.

Foi Biologista do Instituto de Botânica de São Paulo; Professor colaborador do Departamento de Botânica da Universidade de São Paulo, em São Paulo; Pesquisador do Departamento de Botânica da Universidade de Edimburgo, na Escócia; Professor Titular do Departamento de Fisiologia Vegetal, da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e Professor Visitante do Instituto de Botânica de São Paulo.

Na UNICAMP foi professor no Curso de Graduação da disciplina de Fisiologia do Desenvolvimento, orientou trabalhos de Iniciação Científica e teses de Mestrado e Doutorado, além de atuar em pesquisa. Teve participação ativa em Congressos Nacionais e Internacionais. Publicou 168 artigos cientificos. Orientou 17 teses de mestrado e 12 teses de doutorado. É aposentado como Professor Titular da Universidade Estadual de Campinas desde 1991.

Atualmente dedica-se integralmente à atividade de escritor.

Atividade atual[editar | editar código-fonte]

Escritor de livros, em que transfere conhecimentos científicos para a sociedade em geral desde 1998.

Comunidade cientifica[editar | editar código-fonte]

Foi um dos fundadores da Associação Paulista de Biologistas e presidente de ética dessa entidade (1975-1977).

Fundador da Sociedade Botânica de São Paulo e seu primeiro presidente (1981 - 1982), e presidente entre 1989 e 1993. Antes havia sido Diretor da Regional de São Paulo da Sociedade Botânica do Brasil (1980 - 1981).

Sócio Benemérito e Membro Remido da Sociedade Botânica do Brasil.

É um dos fundadores da Revista Brasileira de Botânica. Foi Editor Chefe da Revista Brasileira de Botânica (1980-1982; 1989-1993).

Pertenceu à Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, à Society for Experimental Biology da Grã-Bretanha e à Federation of European Societies of Plant Physiology.

Foi pesquisador nível 1A do CNPq de 1977 a 1999.

É Membro Titular da Academia de Ciências do Estado de São Paulo desde 1977.

Foi Coordenador da área de Biologia da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP (1982) e Coordenador de Ciências Agrárias do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq, comitê de Zoologia e Botânica (1982-1985).

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

  • O saber do sabor – as plantas nossas de cada dia. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Editora Salamandra, Lisboa e Capacitas, São Paulo, 192p, 1998.
  • Entre o jardim e a horta – as flores que vão para a mesa. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Editora Senac, São Paulo, 286p, 2003.
  • No Rastro de Afrodite: plantas afrodisíacas e culinária. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Ateliê Editorial e Editora Senac, São Paulo, 310p, 2004.
  • Frutas – sabor à primeira dentada. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Editora SENAC, São Paulo, 302p, 2005.
  • O saber do sabor – as plantas nossas de cada dia. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Segunda Edição. Editora Setembro, Holambra, 157p, 2006
  • Grãos e sementes – a vida encapsulada. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Editora SENAC, São Paulo, 430p, 2007.
  • Do Éden ao Éden – jardins botânicos e a aventura das plantas.(co-autor Lilian Penteado Zaidan). Editora SENAC, São Paulo, 318p, 2008.
  • Árvores frutíferas exóticas. Editora Sarandi, São Paulo, 64p, 2008.
  • Amaro Macedo – o solitário do cerrado (co-autor Maria do Carmo Duarte Macedo). Ateliê Editorial, Cotia, 224p, 2009.
  • Venenosas - plantas que matam também curam. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Editora SENAC, São Paulo, 352p, 2009.
  • Árvores frutíferas brasileiras. Editora Sarandi, São Paulo, 64p, 2009.
  • Amendoim - história, botânica e culinária. Editora SENAC, São Paulo, 232p, 2011.
  • O rio na parede. Ateliê Editorial,São Paulo, 85p, 2012.
  • Gaia: o lado oculto das plantas - Tubérculos, rizomas, raízes e bulbos. Edições Tapioca, São Paulo, 118p, 2012.
  • Cães, gatos e plantas - o veneno ao alcance das patas. Editora Setembro, Holambra, 160p, 2012.

Prêmios recebidos[editar | editar código-fonte]

- O livro No rastro de Afrodite – plantas afrodisíacas e culinária recebeu dois prêmios do Gourmand World Cookbook Awards em 2004, como melhor livro de história da culinária no Brasil e como melhor ilustração em um livro de culinária no Brasil.

- O livro Grãos e sementes – a vida encapsulada recebeu dois prêmios do Gourmand World Cookbook Awards em 2007 como melhor livro de um único assunto de culinária no Brasil e como melhor ilustração em um livro de culinária no Brasil.

Tese de PhD[editar | editar código-fonte]

  • Effects of a quaternary ammonium compound and gibberellic acid on the growth of Phaseolus. Ph.D. Thesis. University of Edinburgh. 128p, 1967.

Livros técnicos[editar | editar código-fonte]

  • Fitocromo e crescimento vegetal (tradução de "Phytochrome and plant growth" de R.E. Kendrick e B. Frankland). EPU e EDUSP, São Paulo, 76p, 1981.
  • Anatomia do vegetal em desenvolvimento (revisão técnica da tradução de "Developmental plant anatomy" de A.R. Gemmell). EPU e EDUSP, São Paulo, 73p, 1981.
  • Luz e vida vegetal (tradução de "Light and plant life" de J.M. Whatley e F.R. Whatley). EPU e EDUSP, São Paulo, 101p, 1981.
  • Fisiologia do desenvolvimento vegetal (co-autores I.F.M. Válio, M.F.A. Pereira, R.R. Sharif e S.R.V. Santos). Editora Campus, Rio de Janeiro, 66p, 1983.
  • Fisiologia do desenvolvimento vegetal (co-autores I.F.M. Válio, M.F.A. Pereira, R.R. Sharif e S.R.V. Santos). Editora da UNICAMP, Campinas, 64p, 2º edição, 1985.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Biblioteca Digital da UNICAMP - Dissertações e Teses defendidas no Instituto de Biologia - IB <http://libdigi.unicamp.br/document/list.php?tid=35>. Última consulta em 17 de julho de 2009.
  • Conselho Regional de Biologia - sobre o livro "Frutas - Sabor À Primeira Dentada" <http://www.crbio1.org.br/acontece/geral.asp?action=acontece&area=sup&menu=livros&id=377>. Última visita em 1 de junho de 2009.
  • Conselho Regional de Biologia - sobre o livro "ENTRE O JARDIM E A HORTA – As flores que vão para a mesa" <C:\Documents and Settings\Gil\Desktop\Sobre Gil\Conselho Regional de Biologia.mht>. Última visita em 1 de junho de 2009.
  • Currículo do Sistema de Currículos Lattes - Gil Martins Felippe <http://lattes.cnpq.br/7615400101218093>. Última atualização em 12/2009.
  • Editora SENAC - sobre Gil Martins Felippe <http://www.editorasenacsp.com.br/autor_new.cfm?id=1329>. Última consulta em 1 de julho de 2009.
  • Felippe, G. M. . Anatomia do vegetal em desenvolvimento - Revisão. 1. ed. São Paulo: EPU / EDUSP, 1981. v. 1. 73 p.
  • Felippe, G. M. . Árvores Frutíferas Exóticas. 1. ed. São Paulo: Sarandi, 2008. v. 1. 64 p, ISBN 9786599018217
  • Felippe, G. M. . Entre o jardim e a horta - as flores que vão para a mesa. 1ª ed. São Paulo: Editora SENAC, 2003. v. 1. 286 p., ISBN 85-7359-319-9
  • Felippe, G. M. . Entre o jardim e a horta: as flores que vão para a mesa. 2ª ed. São Paulo: Editora SENAC, 2004. v. 1. 286 p.
  • Felippe, G. M. . Fitocromo e Crescimento Vegetal - Tradução. 1. ed. SAO PAULO: EPU / EDUSP, 1981. v. 1. 76 p.
  • Felippe, G. M. . Frutas - sabor à primeira dentada. 1ª ed. São Paulo: Editora SENAC, São Paulo, 2005. v. 1. 302 p., ISBN 85-7359-421-7
  • Felippe, G. M. . Grãos e Sementes - A vida encapsulada. 1. ed. São Paulo: Editora SENAC São Paulo, 2007. v. 1. 430 p., ISBN 978-85-7359-540-6
  • Felippe, G. M. . Luz e Vida Vegetal - Tradução. 1. ed. SAO PAULO: EPU / EDUSP, 1982. v. 1. 101 p.
  • Felippe, G. M. . No rastro de Afrodite – plantas afrodisíacas e culinária. 2º ed. São Paulo: Ateliê Editorial e Editora SENAC, 2005. v 1 311p. ISBN 85-7480-232-8 (Ateliê) e ISBN 85-7559-397-9 (Editora Senac São Paulo)
  • Felippe, G. M. . O Saber do Sabor - As plantas nossas de cada dia. 1. ed. Lisboa (Portugal) e São Paulo: Editora Salamandra (Lisboa) e Editora Capacitas Internacional (São Paulo), 1998. 193 p.
  • Felippe, G. M. . O Saber do Sabor - As plantas nossas de cada dia. 2º. ed. Holambra, SP: Editora Setembro, 2005. v. 1. 157 p., ISBN 85-99249-02-9
  • Felippe, G. M. ; MACEDO, M. C. D. . Amaro Macedo - o solitário do cerrado. 1. ed. São Paulo: Ateliê Editorial, 2009. v. 1. 224 p., ISBN 978-85-7480-430-9
  • Felippe, G. M. ; VÁLIO, I. F. M. ; PEREIRA, M. F. A. ; SHARIF, R. R. ; VIEIRA, S. R. . Fisiologia do Desenvolvimento Vegetal. 1. ed. CAMPINAS: UNICAMP, 1985. v. 1. 66 p.
  • Felippe, G. M. ; ZAIDAN, L. B. P. . Do Éden ao Éden -jardins botânicos e aventura das plantas. 1. ed. São Paulo: Editora SENAC São Paulo, 2008. v. 1. 318 p., ISBN 978-85-7359-759-2
  • Folha On-Line - Botânico ensina a florescer as refeições <http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u2960.shtml>. Última consulta em 28 de junho de 2009.
  • Gazeta do Povo, Caderno Rascunho - A vida que segue <http://rascunho.gazetadopovo.com.br/a-vida-que-segue/>. Última consulta em 11 de junho de 2013.
  • Horta, Nina. Dezenove mangaritos. Folha de São Paulo, Ilustrada, p 4, 2 de julho de 1999.
  • Horta, Nina. Escritores tiram do forno seus pratos quentes. Folha de São Paulo, Ilustrada, p 4, 12 de setembro de 1998.
  • Horta, Nina. Por onde andarás ioimbina? Folha de São Paulo, Ilustrada, p 4, 15 de agosto de 2001.
  • Instituto de Biociências - Universidade de São Paulo. Graduados pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras <http://www.ib.usp.br/ibhistoria/50anos/1934grad.htm>. Última visita em 18 de julho de 2009.
  • Instituto de Botânica - histórico da Seção de Fisiologia e Bioquímica de Plantas <http://www.ibot.sp.gov.br/INSTITUTO/fisio.htm>. Última consulta em 14 de julho de 2009
  • Jornal do Conselho regional de Biologia (1ª região - SP,MT, MS). Ano VII, nº 95, 2002. p. 5-6-7, 8 e capa.
  • Lancellotti, Silvio. Professor ensina a alquimia das plantas. O Estado de São Paulo, Caderno 2, p 25, 31 de agosto de 1998
  • Melo Lopes, Isaias. Com o tempero da ciência. Revista Gula, São Paulo, nº 71, p. 18, setembro de 1998
  • Ferri, M. G. Fisiologia Vegetal 2. São Paulo: E.P.U. & EDUSP, 1979. v1. 392p.
  • Membros da Academia de Ciências do Estado de São Paulo (ACIESP) <http://www.acadciencias.org.br/membros-biociencias.html>. Última visita em 17 de julho de 2009.
  • Nogueira, E. Uma História Brasileira da Botânica. 1. ed. São Paulo: Marco Zero Editora, 2000. 225 p., ISBN 85-279-0211-7
  • O Biólogo nº 5 - 2008. <http://issuu.com/mteles13/docs/revista_05_2008/6>. Última visita em 16 de julho de 2009
  • O Biólogo nº 8 - 2008. <http://issuu.com/mteles13/docs/obiologo/10>. Última visita em 16 de julho de 2009
  • Pesquisa Google Acadêmico - Felippe G <http://scholar.google.com.br/scholar?q=Felippe+G&hl=pt-BR&lr=&btnG=Pesquisar&lr⇒. Última visita em 1 de junho de 2009.
  • Sistema NOU-RAU - Biblioteca Digital da UNICAMP <http://libdigi.unicamp.br/document/list.php?tid=7>. Última visita em 1 de junho de 2009.
  • Sociedade Brasileira de Fisiologia Vegetal - Luiz Fernando Gouveia Labouriau <http://www.sbfv.org.br/arquivos/labourian.pdf>. Última consulta em 18 de julho de 2009
  • Universidade Estadual de Campinas - 500 teses na Biologia Vegetal <http://www.unicamp.br/unicamp/divulgacao/2004/06/04/pos-em-biologia-vegetal-registra-mais-de-500-teses>. Última visita em 15 de julho de 2009.