Gilson Domingos Rezende Agostinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gilsinho
Gilsinho.jpg
Informações pessoais
Nome completo Gilson Domingos Rezende Agostinho
Data de nasc. 18 de Setembro de 1977 (37 anos)
Local de nasc. Taubaté, SP,  Brasil
Altura 1,78 cm
Informações profissionais
Clube atual Brasil Taubaté
Posição Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1999-2002
2002-2003
2003-2004
2005-2007
2008
2009
2010
2011
Brasil Taubaté
Brasil São Bento
Brasil Londrina
República Popular da China Wuhan Huanghelou
República Popular da China Henan Jianye
Brasil Taubaté
Brasil São Bento
Brasil Taubaté
87 (22)
14 (9)
8 (0)
75 (28)
27 (2)
? (?)
? (?)
? (9)

Gilson Domingos Rezende Agostinho, conhecido como Gilsinho (Taubaté, 18 de setembro de 1977), é um futebolista brasileiro que atua como atacante . É um dos maiores ídolos da história do Esporte Clube Taubaté.

Gilsinho também defendeu as cores de XV de Jaú, São Bento de Sorocaba e Londrina, além do Wuhan Huanghelou e do Henan Jianye, ambos da China.

Trajetória na China[editar | editar código-fonte]

No ano de 2005, Gilsinho destacou-se jogando pelo Taubaté e chamou a atenção dos chineses, que levaram o atacante para atuar pelo Wuhan Huanghelou, clube da cidade de Wuhan, localizada na província de Hubei, China.

Pelo Wuhan Huanghelou, Gilsinho marcou vinte gols em vinte e seis partidas na temporada de 2005, e levou o clube (então recém-promovido à primeira divisão nacional) ao título de campeão da Copa da China, um feito à época inédito para a equipe de Wuhan.

Em 2006, fez dez gols em catorze partidas na liga e ajudou o clube a se manter na primeira divisão, mesmo brigando por motivos políticos com o treinador chinês Pei Encai, que não apreciava o futebol de estrangeiros e deixou Gilsinho de fora de algumas partidas ao longo da temporada.

Atuou pelo Wuhan até o final de 2007, quando se transferiu para o Henan Jianye, também integrante da primeira divisão do futebol chinês. Permaneceu no time de Henan até o final de 2008.

O tão esperado retorno[editar | editar código-fonte]

No dia 6 de abril de 2009, contrariando a maioria das previsões, o retorno de Gilsinho ao Esporte Clube Taubaté, seu time do coração, foi anunciado.

Mesmo com 31 anos e recebendo propostas muito superiores de clubes do Paulistão e da Série B do Brasileiro, Gilsinho aceitou retornar para sua cidade natal, a fim de ajudar no processo de reestruturação do clube que o revelou para o futebol.

O Esporte Clube Taubaté, clube de tradição na região do Vale do Paraíba, disputa hoje a terceira divisão do futebol Paulista.

O acesso do Taubaté em 2009 e o "até logo"[editar | editar código-fonte]

Em 8 de novembro de 2009, Gilsinho marcou dois gols na vitória do Taubaté sobre o Palestra de São Bernardo, e garantiu o acesso do Burro da Central à Série A3 do Campeonato Paulista.

Não só com esses gols e o acesso, mas também com as atuações ao longo do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, Gilsinho escreveu de vez seu nome na história do Esporte Clube Taubaté.

Após o acesso, Gilsinho não renovou contrato com o Taubaté e retornou para outro clube por onde passou com sucesso: O São Bento, de Sorocaba, pelo qual disputou a Série A-2 do Campeonato Paulista em 2010.

O bom filho à casa torna, novamente[editar | editar código-fonte]

Após problemas com salários atrasados em sua segunda passagem pelo São Bento, Gilsinho rescindiu contrato com o clube sorocabano.

Em novembro de 2010, Gilsinho foi contratado novamente pelo Esporte Clube Taubaté para a disputa da Série A-3 do Campeonato Paulista de 2011, juntamente com seu irmão Gisiel.

Futebol em família[editar | editar código-fonte]

Gisiel, irmão mais novo de Gilsinho, também é futebolista profissional e atua como goleiro pelo Esporte Clube Taubaté. Gisiel também atuou por Mirassol e Guarani.

Seu pai Luís Benício Agostinho não chegou ao profissionalismo, mas foi um respeitado ponta-esquerda no futebol amador de Taubaté, sua cidade natal.

Quando não está atuando profissionalmente, Gilsinho gosta de jogar como goleiro, e até demonstra um certo domínio da posição.

Seu filho Luís Guilherme, nascido em 1996, também é futebolista e atua pelas equipes de base do Corinthians.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]