Gjøa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gjøa
Gjøa em 1903
Carreira   Bandeira da marinha que serviu
Estaleiro Knut Johannesson Skaala, Rosendal[1]
Lançamento 1872
Comissionamento 1872
Descomissionamento 1909
Características gerais
Tipo de navio Saveiro (casco de madeira)
Deslocamento 45 t (Arqueação)
Comprimento 21,3 m [2]
Boca 6,3 m
Calado 2,3 m
Propulsão Velas (armadas em 1 mastros e 1 gurupés)
motor de dois cilindros, tipo Dan (de 1901), com potência de 13 hp
Armamento desarmado
Tripulação 7 tripulantes
Gjøa.

Gjøa foi um veleiro do tipo chalupa, utilizado por Roald Amundsen, explorador polar norueguês. O nome Gjøa foi dado ao barco, em homenagem a esposa do primeiro armador do navio Asbjørn Sexe (1839-1915).[1]

O Gjøa foi a primeira embarcação que navegou pela Passagem do Noroeste. Com uma tripulação de seis pessoas, liderada pelo norueguês Roald Amundsen, o navio atingiu o Oceano Pacífico em 1906, após uma viagem de mais de três anos.[3]

Em seus primeiros 28 anos de vida a embarcação foi utilizada como barco de pesca de arenque.

O barco foi adquirido pela comunidade norueguesa de San Francisco em 1909 e permaneceu exposto no Golden Gate Park[4] , até que foi adquirido em 1972 pelo Museu Marítimo norueguês (Norsk Maritimt Museum)[5] . O Museu está localizado na península de Bygdøynes, Frogner em Oslo.[1]

Armadores[editar | editar código-fonte]

Armador Período utilização
Asbjørn Sexe 1872-1887 barco pesqueiro
HC Johannesen 1887-1901 barco pesqueiro
Roald Amundsen 1901-1909 barco de expedição ártica

Referências

  1. a b c Fram Museum. The polar ship Gjøa (em inglês). Página visitada em 27 de fevereiro de 2011.
  2. Adventurers - One Step Ahead of the Creditors (em inglês). Athropolis Productions. Página visitada em 31 de maio de 2012.
  3. Universitetsbiblioteket i Tromsø (2001). Nordvestpassasjen (em norueguês). Página visitada em 27 de fevereiro de 2011.
  4. 100 years since "Gjøa" arrived in San Francisco (em inglês). Royal Norwegian Embassy in Washington (18 de outubro de 2006). Página visitada em 31 de maio de 2012.
  5. Hamilton Barrett. The Roald Amundsen Monument - Or The Ship That Isn't There (em inglês). Western Neighborhoods Project. Página visitada em 31 de maio de 2012.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Gjøa
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.