Glaciar dos Bossons

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Glaciar dos Bossons
O glaciar vista de Chamonix
Tipo Glaciar de vale
Localização Alta Saboia  França
Coordenadas 45° 52′ N 6° 52′ E
Área 9.9 km2
Comprimento 7,8 km
Término Rio Ródano
Estado em regressão
Glaciar dos Bossons está localizado em: França
Glaciar dos Bossons
Localização do glaciar na França

O glaciar dos Bossons (em francês: Glacier des Bossons) é a maior cascata de gelo da Europa, que desce do cume do Monte Branco.

Localização[editar | editar código-fonte]

O glaciar nasce na vertente francesa do Monte Branco entre as "Roches Rouges" (4364 m), e o dôme du Goûter (4304 m), e desce no vale de Chamonix, perto da localidade de Bossons, que lhe deu o nome.

A sua língua terminal retirou-se muito, mas descia até ao vale e atingia os 1200 m na década de 1980.

Desastres[editar | editar código-fonte]

Houve dois acidentes aéreos no glaciar. Um foi em 3 de novembro de 1950, quando um avião da Air India se despenhou causando a morte dos 48 ocupantes; o outro foi em 24 de janeiro de 1996, quando um outro avião da mesma companhia que fazia a ligação entre Bombaim e Nova Iorque se despenhou quase no mesmo local e fez 117 mortos, sem nenhum sobrevivente. Entre as vítimas deste segundo acidente estava o físico indiano Homi Jehangir Bhabha, percursor do programa nuclear indiano.

Imagens[editar | editar código-fonte]

Imagens da regressão do glaciar (em francês)

Referências