GlaxoSmithKline

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
GlaxoSmithKline
Ver logótipo (imagem protegida por copyright ?)
Tipo Privada
Fundação 2000 (junção das Glaxo Wellcome e SmithKline Beecham)
Sede Brentford, Reino Unido
Pessoas-chave Sir Chris Gent, Presidente
Jean-Pierre Garnier, CEO
Julian Heslop, CFO
Empregados 100,019 (31/12/2004)
Produtos fármacos
Lucro Green up.png 6.9 mil milhões GBP (2005)
Faturamento Green up.png 21,66 mil milhões GBP (2005)
Página oficial www.gsk.com

A GlaxoSmithKline (GSK) (LSE: GSK, NYSEGSK) é uma companhia farmacêutica multinacional britânica; empresa produtora de produtos biológicos, de saúde e vacinas, sediada em Londres, Reino Unido. É quarta maior empresa farmacêutica do mundo medida em 2009 por vendas de medicamentos de prescrição (após a Pfizer, Novartis e Sanofi).[1]

A GSK tem um portfólio de produtos para as áreas das principais doenças, incluindo asma, câncer, controle de vírus, infecções, saúde mental, diabetes e problemas digestivos.[2] Ela também tem uma grande divisão de saúde que produz e comercializa produtos e medicamentos nutricionais e de saúde bucal.[2] [3]

Teve um volume de vendas de 21,66 mil milhões de libras e um lucro de 6,9 mil milhões de libras em 2005. Esta presente em mais de 130 países, empregando mais de 100,000 pessoas em todo o mundo, das quais 40,000 pertencem ao departamento de vendas e marketing.A sede da companhia fica em Brentford Middlesex, no Reino Unido. A base de operações fica em Filadélfia, nos Estados Unidos. Futuro prometedor com o lançamento do Medicamento, TYKERB, no mercado oncológico, já aprovado no FDA.[carece de fontes?] A empresa tem sida controversa e notória pelos seus casos de corrupção.[4] [5] [6] [7] [8]

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

A GlaxoSmithKline foi um dos patrocinadores da Payton Coyne Racing entre 1997 e 1998. O nome da empresa aparencia numa faixa azul-esverdeada nos carros de Dennis Vitolo e Gualter Salles. Depois que a Payton Coyne abandonou o azul, a ex-Smith Kline Beecham nunca mais patrocinaria nenhum carro da Champ Car.[carece de fontes?]

Produtos[editar | editar código-fonte]

Produtos atuais da GSK incluem (em negrito as marca vendidas no Brasil):

Referências

  1. "The 20 largest pharmaceutical companies", Reuters, 26 March 2010. Página visitada em 24 April 2012.
  2. a b Our company GlaxoSmithKline plc. Visitado em 25 August 2010.
  3. CH India Comms. Horlicks Gsk-ch.in. Visitado em 2 April 2012.
  4. Benjamin Shobert (4). Three Ways To Understand GSK's China Scandal (HTML) (em inglês) Forbes Forbes. Visitado em 17 de outubro de 2014.
  5. Shelley Jofre (13). UK drug company Glaxo 'paid bribes to Polish doctors' (HTML) (em inglês) BBC BBC. Visitado em 17 de outubro de 2014.
  6. GlaxoSmithKline to pay $3bn in US drug fraud scandal (HTML) (em inglês) BBC BBC (2). Visitado em 17 de outubro de 2014.
  7. Ramy Inocencio (25). GlaxoSmithKline's China network caught in massive bribery scandal (HTML) (em inglês) CNN CNN. Visitado em 17 de outubro de 2014.
  8. LAURIE BURKITT (14). Glaxo's ex-China chief accused of bribery (HTML) (em inglês) The Wall Street Journal Market Watch. Visitado em 17 de outubro de 2014.
  9. a b c d e f g h i Produtos da GSK.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.