Glicério (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Glicério
Bandeira de Glicério
Brasão de Glicério
Bandeira Brasão
Hino
Fundação Não disponível
Gentílico glicerense
Prefeito(a) Enéas Xavier da Cunha (PMDB)
(2009–2012)
Localização
Localização de Glicério
Localização de Glicério em São Paulo
Glicério está localizado em: Brasil
Glicério
Localização de Glicério no Brasil
21° 23' 02" S 50° 12' 39" O21° 23' 02" S 50° 12' 39" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Araçatuba IBGE/2008[1]
Microrregião Birigui IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Brejo-Alegre, Brauna, Coroados, Penápolis
Distância até a capital 443 km
Características geográficas
Área 274,124 km² [2]
População 4 577 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 16,7 hab./km²
Altitude 400 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,761 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 48 221,824 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 10 621,55 IBGE/2008[5]
Página oficial

Glicério é um município brasileiro do estado de São Paulo.

História[editar | editar código-fonte]

Deu-se em 1906 a instalação do "Povoado de Castilho", o que seria hoje a cidade de Glicério. O nome do povoado originou-se da presença da família Castilho, que devido à fecundidade do solo da Noroeste, começou aqui, a construir os primeiros ranchos.

Em pleno progresso o povoado transformou-se em Distrito de Paz, pela Lei nº 1.747 de 19/11/20.

Em 30 de dezembro de 1925, pela Lei nº 2.144, o povoado passou à categoria de município, desmembrando-se do município de Penápolis, com o nome de Glicério, em homenagem ao Gen. Francisco Glicério Cerqueira Leite (*1846/+1916 - Chefe do Partido Republicano Paulista. Propagandista da República. Ministro da Agricultura e Obras Públicas. Fundador do Partido Republicano Federal. Senador, Ministro da Justiça-Interino, general honorário do Exército), sendo incorporados os Distritos de Braúna (São Paulo), Herculândia, Juritis, Luiziânia, Parnaso, Quintana e Tupã, que posteriormente se emanciparam. Com exceção de Juritis que ainda é um distrito.

A 1ª Câmara do Município ficou constituída pelos senhores: Manoel Tavares de Oliveira, Estácio Nunes da Silva, Enoch José de Castilho, Antenor de Paula Pereira, Francisco Thomaz Garcia e Urias Vicente de Araújo, sendo o 1º Prefeito Estácio Nunes da Silva.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 21º22'34" sul e a uma longitude 50º12'21" oeste, estando a uma altitude de 400 metros. Sua população estimada em 2007 pelo IBGE era de 4 398 habitantes. O município está localizado na Região de Governo de Araçatuba (estadual).

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

População Total: 4.428

  • Urbana: 3.095
  • Rural: 1.333
  • Homens: 2.241
  • Mulheres: 2.187

Densidade demográfica (hab./km²): 16,15

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 18,73

Expectativa de vida (anos): 69,76

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,04

Taxa de Alfabetização: 88,29%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,761

  • IDH-M Renda: 0,680
  • IDH-M Longevidade: 0,746
  • IDH-M Educação: 0,857

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

  • Rio Tietê
  • Ribeirão Bonito
  • Córrego Água Limpa.

Rodovia[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]