Glicose-6-fosfato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde Outubro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Glicose-6-fosfato
Alerta sobre risco à saúde
Glucose-6-phosphate-skeletal.png Beta-D-glucose-6-phosphate-3D-balls.png
Outros nomes Éster de Robinson, G-6-P
Identificadores
Número CAS 56-73-5,
5996-17-8 (sal de potássio)
PubChem 5958
MeSH Glucose-6-phosphate
SMILES
Propriedades
Fórmula molecular C6H13O9P
Massa molar 260.136
Riscos associados
Frases R R34
Frases S S26 S27 S36/37/39 S45
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

A glicose-6-fosfato é um açúcar (glicose) fosforilado no carbono nº 6. Este composto é muito comum nas células: a vasta maioria da glucose que entra na célula fica fosforilada desta forma.

Devido à sua proeminente posição na química celular, a glicose-6-fosfato possui destinos muito variados dentro da célula. Pertence ao início de duas das maiores vias metabólicas:

Em adição a estas vias metabólicas, a glicose-6-fosfato também pode ser convertida em glicogénio ou amido para armazenamento. Este armazenamento dá-se no fígado e nos músculos, sob a forma de glicogénio para a maioria dos animais multicelulares e de amido intracelular ou grânulos de glicogénio para a maioria do resto dos organismos.

Ver também[editar | editar código-fonte]