Glomerulonefrite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Glomerulonefrite
Fotomicrografia de uma biópsia de rim de um paciente com glomerulonefrite crescêntica mostrando uma formação crescêntica fibrocelular proeminente e uma proliferação mesangial moderada em um glomérulo. Coloração de hematoxilina e eosina.
Classificação e recursos externos
CID-10 N00, N01, N03, N18
CID-9 580-582
DiseasesDB 5245
MeSH D005921
Star of life caution.svg Aviso médico

Glomerulonefrites ou glomerulopatias são afecções que acometem o glomérulo, estrutura microscópica do rim formada por um emaranhado de capilares e que é a principal estrutura renal responsável pela filtração do sangue.

Causas[editar | editar código-fonte]

As doenças glomerulares são consequência de uma ampla variedade de fatores: distúrbios imunológicos, doenças vasculares, doenças metabólicas e algumas entidades hereditárias. As glomerulopatias que aparecem isoladamente são classificadas como primárias, e quando estão associadas a doenças sistêmicas (lupus, diabetes ou outras) são classificadas como secundárias.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Histologicamente, são classificadas em várias entidades, uma vez que a glomerulonefrite pode ter diversas apresentações clínicas. Raramente essas patologias evoluem para insuficiência renal terminal em questão de semanas; geralmente sua evolução é mais lenta. Quando ocorre piora rápida da função renal, elas são classificadas como glomerulonefrites rapidamente progressivas, independentemente do tipo histológico.

Glomerulopatias primárias:

Glomerulopatias secundárias

Glomerulopatias hereditárias

Termos histológicos[editar | editar código-fonte]

Considerando todos os glomérulos presentes no tecido renal temos os seguintes termos:

  • Lesão generalizada: todos os glomérulos do rim estão acometidos.
  • Lesão focal: apenas alguns glomérulos estão acometidos.

Considerando apenas um glomérulo temos:

  • Lesão segmentar: ocorre quando parte ou segmento do glomérulo está acometido.
  • Lesão difusa (global): todo o tufo capilar de um glomérulo está lesado.

Quadro Clínico[editar | editar código-fonte]

As conseqüências da agressão glomerular são basicamente: proteinúria, hematúria, queda da filtração glomerular, retenção de sódio e hipertensão. Dependendo da intensidade e do tipo da agressão, pode haver predomínio de um sinal sobre outro, dando origem a diferentes apresentações clínicas: síndrome nefrítica, síndrome nefrótica, não-nefrítica e não-nefrótica.

A síndrome nefrítica é definida como o aparecimento de edema, hipertensão arterial e hematúria (geralmente macroscópica). Síndrome nefrótica é caracterizada por proteinúria de 24 horas maior que 3,5 gramas em adultos ou 50 mg/kg em crianças, edema, hipoalbuminemia e hipercolesterolemia. Na apresentação não-nefrítica e não-nefrótica são classificados aqueles casos que não se encaixam nas classificações descritas anteriormente.