Glorith

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Glorith
Placeholder male superhero c.png

Dados da publicação
Publicado por DC Comics
Primeira aparição Adventure Comics #338 (novembro de 1965)
Criado por Mort Weisinger
Jerry Siegel
John Forte
Afiliações Senhor do Tempo
Situação presente falecida
Habilidades Manipulação do tempo
Feitiçaria
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Glorith de Baaldur é uma personagem fictícia dos quadrinhos da DC Comics. É uma vilã do futuro, inimiga da Legião dos Super-Heróis. Sua primeira aventura foi na revista Adventure Comics #338 (novembro de 1965), criada por Mort Weisinger,Jerry Siegel e John Forte. Durante muito tempo tida como uma personagem menor, Glorith assumiu um posto relevante em reformulações que visavam acertar a cronologia da Legião dos Super-Heróis, problemática depois que Superboy fora retirado das origens do Superman, após a Crise das Infinitas Terras (1985).

Biografia ficcional[editar | editar código-fonte]

Pré Crise[editar | editar código-fonte]

A original Glorith de Baaldur foi uma guerreira do Senhor do Tempo enviada por ele através do tempo até o século XXX. Ela tentou destruir a Legião transformando os heróis em crianças. Contudo, os legionários-mirins conseguiram derrotá-la e como punição o Senhor do Tempo a reduziu a protoplasma.1 Essa história foi publicada no Brasil na revista "Superboy-Bi" número 5 de dezembro de 1967-janeiro de 1968, sob o título de "A ameaça dos sinistros superbebês". 2

Remoção do Senhor do Tempo[editar | editar código-fonte]

Após a minissérie Crise das Infinitas Terras, John Byrne lançou na revista The Man of Steel uma história em seis partes que recontava a origem do Superman. Na versão desse artista, aceita como verdadeira pelos editores da DC, Superman não começara a carreira de super-herói até chegar a idade adulta. Kal-El (Superman) nunca tinha sido Superboy e com isso não podia servir como a inspiração para a criação da Legião dos Super-Heróis do século XXX. Assim, foi revelado que o Senhor do Tempo criou um Universo Compacto de um instante do tempo no passado, alterando os eventos até que uma Terra paralela fosse formada, completando seu plano com a transformação de Kal-El em Superboy. A Legião foi manipulada e tentou viajar ao século XX para convidar Superboy a entrar para o grupo e na verdade chegou ao mundo compacto. Assim ficou estabelecido nessa nova cronologia que Superman e Superboy eram indivíduos diferentes..3 O Senhor do Tempo tentou destruir o Mundo Compacto, mas Superboy salvou o planeta sacrificando sua própria vida na luta.4

Com o "Mundo Compacto" a história da origem da Legião estava preservada até que os editores da DC decidiram por retirar Superboy da continuidade da Legião. Keith Giffen, Tom e Mary Bierbaum produziram a aventura na qual Brainiac 5 descobriu que a essência do Senhor do Tempo encontrava-se na mente de Mon-El. (O vilão tinha sido dado como destruído pelo Homem Infinito quando um grupo de legionários planejara uma vingança pela morte de Superboy). Mon-El então assassinou o Senhor do Tempo no Universo Compacto..5 Com a morte do vilão a existência do Universo Compacto foi apagada e sem o Superboy, a Legião nunca foi formada na nova realidade. Sem a Legião para impedir seus planos, o feiticeiro Mordru conseguiu dominar todo o universo conhecido. Nessa cronologia alterada, Glorith aparece como a "Primeira Esposa" de Mordru. Outra das esposas, Mysa (a "Feiticeira Branca" da Legião) começou a ter visões da realidade anterior e percebeu a importância do Senhor do Tempo contra o domínio de Mordru. Mysa com Andrew Nolan (o legionário Ferro) e Rond Vidar conceberam um plano para usar Glorith para restaurar a cronologia e derrotar Mordru. Mordru chegou a descobrir o plano mas era tarde demais para impedi-los 6

Glorithverso[editar | editar código-fonte]

Com a nova cronologia, a história da Legião foi mudada. Mon-El (agora chamado de "Valor") substituiu Superboy como a inspiração dos legionários. A Super-Moça do século XX foi trocada pela heroína do século XXX Laurel Gand de Daxam. As manipulações do Senhor do Tempo foram substituídas pelas de Glorith. Ao lado dos Domíniuns, ela foi a principal vilã durante o intervalo dos "Cinco Anos" da cronologia da Legião.

Glorith frequentemente mexia na história da Legião. Na cronologia do "Glorithverso", ela foi a responsável pela morte de An Ryd (o crime pelo qual Ultra Rapaz fora acusado),7 por Brainiac 5 ter ficado temporariamente insano 8 e pelo genocídio e destruição do planeta Daxam (um evento que substituiu a morte do Superboy na história da Legião).9

Ultra Boy começou a suspeitar que Glorith tinha manipulado a linha do tempo e para detê-la ele planejou com Mordru um ataque à vilã. Glorith descobriu o plano e para punir Ultra Boy, enviou sua namorada Moça Fantasma ou Etérea a milhares de anos no passado (onde ela sofreu de amnésia e se juntou a L.E.G.I.Ã.O. como a heroína Phase até acabar por morrer)..10 Para manter o equilíbrio ela tirou do século XX o Durlaniano (o único amigo do fundador da L.E.G.I.Ã.O., Vril Dox II) e o mandou para o século XXX..11 Após um vírus remover permanentemente a capacidade de transformação, o Durlaniano ficou congelado na forma humana e assumiu o nome de R. J. Brande.12 Nessa identidade ele ficou rico e se tornou o principal benfeitor da Legião dos Super-Heróis.

Glorith tentou ainda seduzir Valor no século XX. Ao ser rejeitada, ela baniu o herói para a Zona Bgztl Buffer (o equivalente no "Glorithverso" a Zona Fantasma) até que ele conseguiu escapar no século XXX com a ajuda da Legião..13 Ao continuar a interferir na linha do tempo, Glorith acabou por fazer com que o Senhor do Tempo reaparecesse, desequilibrando o Tempo e iniciando o cataclisma maior da Zero Hora em 1994. Depois desse evento, a continuidade da Legião foi totalmente reformulada.

Glorith não reapareceu na continuidade da Legião Pós Zero Hora, embora o personagem Lori Morning tivesse alguma semelhança com ela.

Pós Crise Infinita[editar | editar código-fonte]

Na minissérie Final Crisis: Legion of Three Worlds, Mordru uma vez disse "aqueles que morreram de dor e tortura por minhas mãos!" e Glorith era uma das três a quem ele se referira.14

Poderes e habilidades[editar | editar código-fonte]

Glorith tinha completo controle do seu próprio tempo. Ela podia congelar, alterar e separar partes do tempo e paradoxalmente, podia criar dimensões compactas como o Senhor do Tempo. Viajava no tempo e enviava pessoas para outras épocas. Diferentemente do vilão, seus poderes eram parcialmente baseados em magia. Com isso ela era capaz de manipular e controlar as mentes das pessoas.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Adventure Comics #338 (novembro de 1965)
  2. Guia dos quadrinhos, acessado em 11-03-2012.
  3. Action Comics #591 (agosto de 1987)
  4. Legion of Super-Heroes (vol. 3) #38 (setembro de 1987)
  5. Legion of Super-Heroes (vol. 4) #5 (março de 1990)
  6. Legion of Super-Heroes (vol. 4) #6 (abril de 1990)
  7. Superboy and the Legion of Super-Heroes #239 (maio de 1978), Legion of Super-Heroes Anual (vol. 4) #1 (1990)
  8. Superboy and the Legion of Super-Heroes #250-251 (abril-maio de 1979), Legion of Super-Heroes Anual (vol. 4) #1 (1990)
  9. Legion of Super-Heroes Anual (vol. 4) #1 (1990)
  10. L.E.G.I.O.N. '89 #9 (novembro de 1989), Legion of Super-Heroes Anual (vol. 4) #1 (1990)
  11. L.E.G.I.O.N. '89 #9 (novembro de 1989); L.E.G.I.O.N. '91 #23 (janeiro de 1991)
  12. Secrets of the Legion of Super-Heroes #3 (março de 1981); L.E.G.I.O.N. '91 #23 (janeiro de 1991)
  13. Legion of Super-Heroes Anual (vol. 4) #2 (1991)
  14. Final Crisis: Legion of Three Worlds #2 (novembro de 2008)