God of War

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
God of War
Capa norte-americana
Desenvolvedora SCE Santa Monica Studio
Publicadora(s) Sony Computer Entertainment
Capcom (Japão)
Produtor Shannon Studstill
Designer David Jaffe (designer chefe)
Escritor(es) Marianne Krawczyk
Alexander Stein
David Jaffe
Keith Fay
Compositor(es) Gerard Marino
Mike Reagan
Cris Velasco
Ron Fish
Artista Dave Matthews (chefe de artista de personagens)
Motor Kinetica
Plataforma(s) PlayStation 2
PlayStation 3 (Collection e Saga)
PlayStation Vita (Collection)
Série God of War
Data(s) de lançamento PlayStation 2

God of War Collection

    Gênero(s) Hack and slash
    Ação-aventura
    Modos de jogo Jogador único
    Número de jogadores 1
    Classificação BBFC (Reino Unido)
    Inadequado para menores de 17 anos i ESRB (América do Norte)
    Inadequado para menores de 18 anos i PEGI (Europa)
    Mídia DVD-9(PS2)
    Blu-ray, NVG Card e download (Collection & Saga)
    Controles Dual Shock 2
    Idioma inglês
    Último
    Último
    Chains of Olympus
    Ghost of Sparta
    Próximo
    Próximo

    God of War é um jogo eletrônico de ação para os consoles PlayStation 2, PlayStation 3 e PSP Collect feito pela divisão de Santa Mônica da Sony Computer Entertainment. Por isso exclusivo dos consoles da Sony Computer Entertainment.

    Lançado em Março de 2005, foi a primeira cota da série God of War, que é baseado na mitologia grega. O protagonista do jogo é um guerreiro chamado Kratos um (semi-deus) que tem consigo ódio e Fúria.

    A história faz parte de uma saga, com a vingança como tema central. Neste capítulo, Kratos deve impedir o deus da Guerra, Ares, de destruir a cidade de Atenas, encontrando a Caixa de Pandora.

    Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

    Com uma câmera em terceira-pessoa, o jogador controla o personagem Kratos em um jogo que mistura elementos de combate, plataforma e quebra-cabeças. O jogador normalmente tem de guiar Kratos através de uma longa série de testes, provas e labirintos para atingir os objetivos.

    As armas principais de Kratos são as Blades of Chaos (Lâminas do Caos em português) e, como arma secundária, a Blade of Artemis (Lâmina de Artemis), a qual também pode ser adquirida.

    A mágica também pode ser evoluída com quatro diferentes tipos de ataques disponíveis: Poseidon's Rage (A Ira de Poseidon), Medusa's Gaze (O Olhar de Medusa), Zeus' Fury (A Fúria de Zeus) e Army of Hades (Exército de Hades). A relíquia Poseidon's Trident (Tridente de Poseidon) também pode ser obtida, a qual permite Kratos respirar debaixo da água. Kratos também utiliza temporariamente a Blade of the Gods (Lâmina dos Deuses) durante a batalha final contra Ares.

    Uma habilidade especial chamada "Rage of the Gods" (Ira dos Deuses) também é adquirida, fornecendo invulnerabilidade temporária e aumentando os danos de ataque. Tal habilidade pode ser carregada ao matar outros inimigos.

    Expansões de Vida e Magia - as Gorgon Eyes (Olhos de Górgona) e as Phoenix Feathers (Plumas de Fênix) respectivamente - são encontradas durante o jogo dentro de baús. Seis de cada se fazem necessárias para atualizar as Barras de Vida e Magia respectivamente. Outros baús encontrados no jogo, contendo esferas (Orbs), são marcados com a cor correspondente de suas esferas (verde, azul e vermelho). Green Orbs (Esferas Verdes) recuperam vida, Blue Orbs (Esferas Azuis) magia e Red Orbs (Esferas Vermelhas) experiência, que são revertidas em atualizações para as armas e habilidades mágicas.

    Red orbs também podem ser coletadas matando inimigos e destruindo certos objetos inanimados. O combate inclui uma apresentação quick-time, que é inciada quando o jogador tira muita vida do inimigo podendo apertar um botão,(o círculo no controle) quando este aparecer em cima da cabeça do inimigo. O jogador então pressiona os botões para aplicar os comandos correspondentes assim que estes aparecerem na tela, e se efetuados com sucesso, finalizando a partida, e se mal efetuados resultando em danos. Uma manobra de "agarrar" pode ser usada em inimigos menores que rendem mais pontos de experiência em forma de Red Orbs.

    Um mini-jogo quick-time de sexo é também incluso (um encontro com duas donzelas no navio de Kratos). Um modo Desafio (dez testes chamados "Challenge of the Gods" (Desafios dos Deuses) também estão inclusos nos bônus do jogo, que podem destrancar roupas secretas e vídeos por-trás das câmeras.

    Enredo[editar | editar código-fonte]

    Kratos não e só um general espartano, é também Semi deus a serviço dos deuses Gregos do Olimpo. É revelado,em uma série de flashblacks, que Kratos foi um Capitão militar no exército de Esparta. Um guerreiro feroz, que guiava seu exército através de muitas vitórias, até que ele encontra com uma horda invasora de bárbaros. O Espartano é oprimido pelo grande número de inimigos, e está prestes a ser morto pelo Rei Bárbaro, quando, em um momento de desespero, ele clama pelo Deus da Guerra, Ares, e jurando ter uma vida de servidão à Ares, se este livrá-lo da morte e der-lhe poder para acabar com os inimigos.

    God of War
    (Cronologia Fictícia)

    Ascension
    Chains of Olympus
    God of War
    Ghost of Sparta
    Betrayal
    God of War II
    God of War III

    Ares ouve a oração de Kratos, e entrega as Lâminas do Caos (um par de lâminas anexadas em correntes, forjadas no fundo do Tártaro) ao seu novo servo. Kratos então retorna para confrontar o Rei Bárbaro e decapta o seu inimigo. Um vitorioso Kratos então triunfa em guerras por toda a Grécia, e eventualmente, enquanto lidera um ataque a uma vila ocupada por adoradores de Atena. Ares engana Kratos colocando sua filha e sua mulher na vila, a quem Kratos acidentalmente mata. Embora Ares achasse que fazendo isso Kratos se tornaria um guerreiro perfeito, este, por sua vez, renuncia sua servidão a Ares. O oráculo (da agora destruída vila) amaldiçoa Kratos, e anexa as cinzas de sua família morta em sua pele, fazendo com que sua pele fique branca. Agora conhecido como o "Fantasma de Esparta", Kratos é atormentado por pesadelos do seu horrível ato e compromete-se a dez anos de servitude aos outros deuses do Olimpo. Finalmente, cansado de sua servitude, Kratos convoca Atena, que afirma a Kratos que se ele realizar uma tarefa final - o assassinato de Ares - ele será livrado de seus pesadelos e magoas. Atena então designa a Kratos a tarefa de matar Ares, pois Zeus havia proibido a intromissão divina.

    Kratos é guiado pela deusa Atena até a cidade de Atenas, que está sendo sitiada por escravos de Ares. Kratos abre caminho batalhando até o oráculo de Atenas, que foi sequestrado por Harpias. Antes disso, tem um encontro com um estranho coveiro, que encoraja Kratos a continuar com sua tarefa. Encontrando o oráculo, Kratos descobre que a única maneira de matar Ares é localizando e usando a Caixa de Pandora, um artefato que dá a um mortal poderes de um deus.

    Após atravessar o Deserto das Almas Perdidas, Kratos convoca o Titã Cronos. Cronos possui o Templo de Pandora anexado em suas costas - um castigo imposto por Zeus a Cronos na Grande Guerra - Kratos escala o Templo durante três dias antes de atingir a entrada, e ao entrar supera uma série de armadilhas mortais e um exército de monstros. Kratos finalmente encontra a Caixa de Pandora, mas ao tentar sair do Templo com o artefato ele é assassinado por Ares, que tem certeza de que seu ex-servo foi destruído. Enquanto um grupo de harpias leva a Caixa à Ares, Kratos está a cair no Hades (Submundo ou Mundo Inferior, o inferno dos gregos). Kratos, no entanto, luta para sair do submundo, e com a ajuda do coveiro misterioso, que menciona que Atena não é o único deus olhando por ele, escapa e retorna a Atenas.

    Ao recuperar a Caixa de Pandora de Ares, Kratos a abre e usa o seu poder para tomar os poderes de um deus. Apesar dos melhores esforços de Ares para acabar com Kratos, tanto fisicamente quanto mentalmente, incluindo ser despojado das Lâminas do Caos, perder os Poderes Divinos, e lutar contra uma Horda de Clones e perder sua família novamente, Kratos sobrevive e mata seu inimigo com a lendária Lâmina dos Deuses. A cidade de Atenas é salva, e apesar da deusa Atena dizer que seus pecados foram perdoados, ela o informa de que seus pesadelos nunca irão cessar. Kratos então tenta cometer suicídio, lançando-se no Mar Egeu da montanha mais alta de toda a Grécia - como última tentativa de se livrar de seus pesadelos - mas Atena intervém, dizendo que não caberia a ele Kratos tirar a própria vida, pois a morte de Ares teria sido um grande ato. Ela então o leva de volta para o Monte Olimpo. Como recompensa por seus serviços aos deuses, Atena lhe concede as Athena's Blades (Lâminas de Atena), e Kratos se torna o novo deus da guerra.

    Lançamento[editar | editar código-fonte]

    God of War foi lançado em 22 de Março de 2005 na América do Norte e em 21 de Junho de 2005 na Europa e também está presente na lista de Jogos de PlayStation 2 da Sony Greatest Hits.

    O jogo e a sua sequência - God of War II - foram lançados na América do Norte em 17 de Novembro de 2009 como parte da God of War Collection, apresentando versões de ambos os jogos para o hardware do PlayStation 3 com um gráfico remasterizado e com suporte para o Troféus PlayStation.[2] Foi lançado em 18 de Março no Japão, em 29 de Abril de 2010 na Austráia e no Reino Unido em 30 de Abril de 2010.[3] Em 2 de Novembro de 2010, God of War: Collection foi lançado como um download digital na PlayStation Store (o primeiro produto contendo material de PS2 disponível para download).[4] E para PCX

    Recepção[editar | editar código-fonte]

     Recepção
    Resenha crítica
    Publicação Nota
    1UP.com A+[5]
    GameSpot 9.3/10[6]
    GameSpy 5/5[7]
    IGN 9.8/10[8]
    Pontuação global
    Publicação Nota média
    GameRankings 93%[9]
    Metacritic 94/100[10]

    As primeiras duas cotas da série God of War para PlayStation 2 venderam juntas um total de 8 milhões de cópias.[11]

    God of War ganhou o prêmio de "Jogo do Ano" pela Academy of Interactive Arts & Sciences (AIAS), e listado na sétima posição do "Top 25 Jogos para PlayStation 2 de Todos os Tempos" pela IGN em 2007.[12]

    Um análise da CNN diz que "'God of War' é o tipo de jogo que faz com que você se lembre do porque de jogar jogos."[13]

    Prêmios[editar | editar código-fonte]

    O jogo ganhou mais de uma dúzia de "Prêmios de Jogo do Ano".[14]

    Série[editar | editar código-fonte]

    O sucesso do God of War permitiu que o desenvolvimento de novos jogos fosse possível, em que cada capítulo da série entrasse no tema vingativo da saga. Cada novo jogo providência novas informações sobre as origens de Kratos e seu relacionamento com sua família e os Deuses.

    Outras mídias[editar | editar código-fonte]

    Filme[editar | editar código-fonte]

    Uma adaptação para um filme do jogo foi anunciada em 2005.[15] O criador David Jaffe confirme que um roteiro completo foi escrito por David Self e será enviado a um "diretor famoso". Jaffe também confirmou que a Universal Studios estava por trás da criação do filme de God of War, mas não sabia de seu estado atual,[16] e finalmente expressou dúvidas sobre se o lançamento do filme algum dia aconteceria.[17]

    Livro[editar | editar código-fonte]

    Uma dramatização do jogo foi escrita por Matthew Stover e Robert E. Vardeman, lançada em 25 de Maio de 2010 por Del Rey Books.[18]

    Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

    Em 1º Março de 2005, God of War: Original Soundtrack from the Video Game - composta por Gerard K. Marino, Ron Fish, Winifred Phillips, Mike Reagan, Cris Velasco e Winnie Waldron - foi lançada em CD (58 minutos e 55 segundos de reprodução) pela SCEI como um produto exclusivo da Sony Connect Music Store. Muitas das faixas possuem vozes sobre, que são do jogo.

    Lista de faixas
    N.º Título Compositor(es) Duração
    1. "Escape from Madness"   Marino 0:38
    2. "The Vengeful Spartan"   Marino 1:21
    3. "Kratos and the Sea"   Marino 2:21
    4. "Have Faith"   Marino 1:21
    5. "The Splendor of Athens"   Reagan 2:09
    6. "This City Will Be Your Grave"   Marino 0:24
    7. "Ares Destroys Athens"   Reagan 1:13
    8. "Mind the Cyclops"   Reagan 2:09
    9. "Athenian Battle"   Reagan 3:07
    10. "Exploring the Ruins"   Marino 2:02
    11. "Athens Rooftops Fighting"   Marino 2:39
    12. "Save the Oracle Challenge"   Marino 1:35
    13. "Kratos' Evil Past"   Marino 2:01
    14. "Too Late"   Marino 1:58
    15. "The Great Sword Bridge of Athena"   Marino 2:17
    16. "What the Oracle Spoke"   Marino 1:09
    17. "The Story of Chronos"   Marino 1:17
    18. "Battle the Lethal Sirens"   Reagan 2:28
    19. "The Temple of Pandora"   Fish 0:36
    20. "Pandoran Cyclopes Attack"   Fish 1:42
    21. "The Architect's Mysteries"   Fish 2:00
    22. "Zeus' Wrath Divine"   Velasco 3:04
    23. "The Underwater World of Poseidon"   Phillips 3:04
    24. "Minotaur Boss Battle"   Velasco 1:57
    25. "Burning Visions"   Fish 1:15
    26. "Pandoran's Box"   Phillips 1:00
    27. "Hades, God of the Underworld"   Velasco 1:13
    28. "The Fury of Ares"   Fish 2:26
    29. "Duel With Ares"   Reagan, Velasco 2:26
    30. "Enthroned on Mount Olympus"   Phillips 1:57
    31. "God of War End Title"   Marino 5:06
    Duração total:
    58:55

    Referências

    1. Hight, John (17 de Novembro de 2009). God of War Collection Launches Today for PS3! Sony Computer Entertainment. Visitado em 19 de Novembro de 2009.
    2. Caiazzo, Anthony (31 de Agosto de 2009). God of War Collection – Blu-ray Disc Compilation Available This Holiday Season! Sony Computer Entertainment of America. Visitado em 31 de Agosto de 2009.
    3. God of War Collection Australia.
    4. Caiazzo, Anthony (20 de Outubro de 2010). God of War: Collection on the PlayStation Store 11/2 SCEA. Visitado em 20 de Outubro de 2010.
    5. 1UP Staff (20 de Março de 2005). God of War (PS2) 1UP. Visitado em 31 de Março de 2008.
    6. Navarro, Alex (2005-03-21). God of War Review GameSpot. Visitado em 2008-03-31.
    7. Padilla, Raymond M. (2005-03-22). God of War (PS2) GameSpy. Visitado em 2008-03-31.
    8. Sulic, Ivan (2005-03-18). God of War Review IGN. Visitado em 2005-03-22.
    9. God of War Reviews Game Rankings. Visitado em 16 de Dezembro de 2010.
    10. God of War (PS2: 2005) MetaCritic. Visitado em 16 de Dezembro de 2010.
    11. Ben Fritz and Alex Pham (16 de Março de 2010). Sony's timing tricky for God of War III The LA Times. Visitado em 16 de Março de 2010.
    12. IGN PlayStation Team (16 de Março de 2007). The Top 25 PS2 Games of All Time IGN.com. Visitado em 18 de Março de 2007.
    13. Lane, Tom (7 de Abril de 2005). Review: 'God of War' Zeus of adventure games CNN. Visitado em 31 de Março de 2008.
    14. Sony Computer Entertainment Inc (26 de Fevereiro de 2008). Sony Computer Entertainment America to Unleash Kratos in Limited-Edition God of War PSP Entertainment Pack. Press release.
    15. Games to Film: God of War, IGN.com
    16. Gametrailers.com - Game Head - David Jaffe meets Uwe Boll
    17. John, Tracey (4 de Março de 2010). God of War Movie Update: Designers Have 'No Creative Control' UGO Entertainment. Visitado em 28 de Abril de 2010.
    18. Del Ray announces first God of War novel for March 2010 Joystiq (13 de Junho de 2009). Visitado em 4 de Janeiro de 2010.

    Ligações externas[editar | editar código-fonte]