Godzilla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Godzilla
Personagem de Godzilla (série de filmes)
Gojira 1954 Japanese poster.jpg
Pôster japonês do filme "Gojira", de 1954
Espécie "Godzillassauro" gigante
Poder(es) Lança um raio atômico incinerador pela boca.
No desenho animado dos anos 70 lança fogo pela boca.
Afiliações Mothra
Rodan
Anguirus
Ultraman
Minilla
Baragon
Varan
Kumonga
Manda
Gorossauro
Jet Jaguar
King Caesar
Moguera
Inimigo(s) Ultraman
Anguirus
King Kong
Mothra
Rodan
Zilla
King Ghidorah
King Caesar
Ebirah
Kamacuras
Kumonga
Gabara
Hedorah
Gigan
Megalon
Mechagodzilla
Titanossauro
Biollante
Battra
SpaceGodzilla
Destoroyah
Orga
Megaguirus
Baragon
M.U.T.O.s, fêmea e macho
Altura 50-108 metros[1]
Criado por Ishirō Honda
Primeira aparição Godzilla
Última aparição Godzilla (2014)
Interpretado por Haruo Nakajima
Katsumi Tezuka
Seiji Onaka
Hiroshi Sekita
Shinji Takagi
Isao Zushi
Toru Kawai
Kenpachiro Satsuma
Tsutomu Kitagawa
Mizuho Yoshida
CGI
Peso 20 000-90 000 toneladas[1]
Projecto Cinema  · Portal Cinema

Godzilla (ゴジラ, Gojira?) ([ɡoꜜdʑiɽa] ( ouvir)) é um monstro gigante fictício que apareceu inicialmente em filmes japoneses de ficção científica, terror e tokusatsu, ou filme de efeitos especiais, gênero que inaugurou com seus longa-metragens. Nos primeiros filmes era interpretado por um ator fantasiado (suitmation). Ele foi visto pela primeira vez em 1954 no filme "Gojira", produzido pela Toho Film Company Ltd. Até o momento a Toho produziu 28 filmes sobre Godzilla. Em 1998, a TriStar Pictures produziu uma nova versão situada na cidade de Nova Iorque, com o monstro redesenhado e chamado de Zilla.

Godzilla foi uma criação do produtor Tomoyuki Tanaka, do diretor Ishirō Honda, do mago dos efeitos Eiji Tsuburaya (que mais tarde viria a ser o pai da família Ultra) e do compositor Akira Ifukube.

Godzilla é a personificação do medo das armas nucleares. Criado por uma explosão nuclear, seu imenso tamanho, força, terror e destruição evoca a fúria das bombas atômicas lançadas em Hiroshima e Nagasaki. No decorrer da série, o grande monstro se desenvolveu como um personagem com características ora de um vilão, ora de um herói, frequentemente salvando Tóquio e posteriormente outras cidades de invasões de outros daikaijūs e de alienígenas.

Para muitas pessoas em todo o mundo, Godzilla é um aspecto característico da cultura popular japonesa. Ele ainda é um dos monstros mais reconhecidos no mundo, apesar da sua popularidade ter enfraquecido ao longo dos anos. Godzilla remanesce como uma importante faceta dos filmes japoneses, incorporando o "kaiju", ou monstro gigante, no gênero tokusatsu.

Nos filmes japoneses, Godzilla é retratado como algum tipo de dinossauro gigante com escamas cinzas e ásperas, um poderoso rabo e várias placas ósseas dorsais. Sua origem varia de um filme para o outro, mas é quase sempre descrito como uma criatura pré-histórica e seus primeiros ataques ao Japão têm ligações com o início da Era Atômica. Em particular, a mutação causada por radiação atômica — fúria liberada pelo homem dividindo os átomos — é apresentada como uma explicação para seu grande tamanho e poderes estranhos. A aparência de Godzilla foi inspirada por várias espécies de dinossauros. Especificamente, ele tem o corpo de um tiranossauro, embora o porte ereto, os longos braços de um iguanodonte e as placas ósseas dorsais de um estegossauro.

Godzilla chegou aos EUA pela primeira vez em 1956 no filme "Godzilla, o Rei dos Monstros!", uma americanização do original "Gojira" no qual novo roteiro e novas cenas, estreladas por Raymond Burr como o repórter Steve Martin, foram acrescentados, criando-se um antecedente que seria feito anos mais tarde com produções da Saban Entertainment: "Power Rangers" e "Masked Rider".

Técnica de suitmation[editar | editar código-fonte]

Todos os filmes do Godzilla até 1998 foram filmados usando a tradicional técnica suitmation (manipuladores de bonecos fantasia). Os bonecos são feitos de látex retardante de incêndio, o que evita queimaduras de seus manipuladores. Os dentes são feitos de madeira e resina. O manipulador pode ver através de buraquinhos no pescoço do boneco. Cabos e baterias são instalados nos bonecos para a movimentação do rosto. Fios de náilon usados por manipuladores assistentes movem o rabo.

Rugido[editar | editar código-fonte]

Os rugidos do Godzilla, que são suas marcas registradas, foram feitos por Akira Ifukube tocando um contrabaixo com um objeto de borracha.

Aparições em outras mídias e formatos[editar | editar código-fonte]

Certamente Godzilla fez um estrondoso sucesso no mundo inteiro, sendo muito homenageado e parodiado em vários filmes, séries, livros e desenhos animados.

Godzilla cosplayer at WonderCon 2009 1

Gabe McIntosh cosplaying as Godzilla at WonderCon 2009. This particular costume won Best Re-Creation at the Masquerade competition.

Quadrinhos[editar | editar código-fonte]

Godzilla também foi produzido como histórias em quadrinhos, inclusive uma série da Marvel Comics de autoria de Doug Moench publicada entre 1977 e 1979 e que faz parte do Universo Marvel, a continuidade principal da editora Marvel. Mais recentemente a Dark Horse Comics lançou novas histórias.

Desenhos animados[editar | editar código-fonte]

Godzilla foi o personagem principal em duas séries de desenhos animados:

Televisão[editar | editar código-fonte]

  • No programa de televisão transmitido pelo canal Cartoon Network, Skunk Fu, no episódio Arte de controlar os sonhos Skunk transforma-se numa criatura parecida com o Godzilla e às vezes ouve-se o seu rugido de marca e os Macacos Ninja fundem-se num gorila gigante que lembra muito King Kong, o que parece uma homenagem ao filme King-Kong VS Godzilla.
Godzilla Simpsons SVG godzilla image taken from the The Simpsons series.

* Num episódio de The Simpsons, Maggie vê Homer e Marge na forma de King Homer (King Kong) e Mãezilla (Godzilla), também numa referência ao filme King Kong VS Godzilla.

  • No episódio de South Park "Prostitutas de Baleias", para espantar os japoneses, os protetores de baleias usam um boneco gigante do Godzilla.
  • Próximo a estreia do filme de Godzilla em 2014, várias empresas resolveram lançar comerciais onde seus produtos interagem de alguma forma com o monstro. Foi o caso da FIAT que num dos comerciais nos Estados Unidos, onde o kaiju, que come praticamente tudo na cidade, passa a comer carros apenas da FIAT: Godzilla engole FIAT. Porém, quando Godzilla engole um FIAT 500L, uma versão maior e de quatro portas do tradicional FIAT 500, o monstro acaba cuspindo o carro. E daí se salvam os passageiros, o motorista e o carro. Foi uma grande "sacada" de marketing, onde há promoção de dois produtos de uma única vez.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências