Going Under

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
"Going Under"
Single de Evanescence
do álbum Fallen
Lançamento 9 de setembro de 2003
Formato(s) CD single
Gravação 2003
Gênero(s) Metal alternativo, nu metal
Duração 3:34
Gravadora(s) Wind-up Records
Composição Amy Lee, Ben Moody, David Hodges
Produção Dave Fortman
Cronologia de singles de Evanescence
Último
Último
"Bring Me to Life"
(2003)
"My Immortal"
(2003)
Próximo
Próximo

"Going Under" é uma canção da banda de rock americana Evanescence. Foi lançada em 9 de setembro de 2003 como segundo single do álbum de estreia Fallen. Foi escrita por Amy Lee, Ben Moody e David Hodges, com a produção feita por Dave Fortman. Inicialmente planejado para ser o primeiro single de Fallen, o lançamento da trilha sonora do filme Daredevil alterou a decisão, resultando no lançamento de "Bring Me to Life".

A canção contém influências de rock e metal, entre outros. Sua principal instrumentação consiste em bateria e guitarras construídas em torno do vocal soprano de Lee. A canção recebeu críticas mistas e positivas de críticos da música. Apesar de não adentrar a Billboard Hot 100, "Going Under" chegou a quinta posição na Billboard Alternative Songs. A canção também traçou no top quarenta em cada país e foi certificado disco de Platina pela Australian Recording Industry Association.

O videoclipe foi dirigido por Philipp Stölzl e filmado em maio de 2003 na Alemanha. O vídeo mostra Lee realizando um concerto junto com a banda, enquanto os fãs estão se transformando em zumbis. Ela desenhou os dois vestidos que usa no vídeo. É classificado no número 12 na lista de "Os 15 Videoclipes Mais Assustadores" publicada pela Billboard. O Evanescence adicionalmente a canção na setlist da turnê Fallen Tour, The Open Door Tour e Evanescence Tour.

Antecedentes e lançamento[editar | editar código-fonte]

Ben Moody (foto) co-escreveu a canção junto com Amy Lee e David Hodges.

"Going Under" foi escrita por Amy Lee, Ben Moody e David Hodges, enquanto a produção foi realizada por Dave Fortman. Foi a última canção escrita para o álbum Fallen embora uma versão demo foi gravada antes do lançamento do disco, e contou com o som um pouco diferente na música e nos vocais de Lee. Uma versão acústica foi gravada logo após o lançamento de Fallen, junto com várias outras canções. De acordo com Amy Lee, "Going Under" é sobre a recuperação de relacionamento abusivo, como ela relatou em diversas entrevistas. Em entrevista à MTV News, Lee explicou ainda o significado e a inspiração por trás da canção:

"As letras são sobre sair de um relacionamento ruim, e quando você está no fim de sua corda, quando você está no ponto em que você percebe que algo tem de mudar, que você não pode continuar a viver na situação que você está vivendo. É legal, é uma canção muito forte".

O single do Reino Unido de "Going Under" contém a versão do álbum, e uma versão ao vivo gravada na rádio WNOR em Norfolk, Virgínia. Uma versão acústica de "Going Under" e da canção "Heart-Shaped Box" da banda Nirvana gravado na rádio WXDX-FM em Pittsburgh também são incluídas no single. A quarta faixa é o videoclipe da canção. Tim Sendra do Allmusic não ficou satisfeito com o cover do Nirvana, dizendo que os vocais de Lee "são excessivamente dramáticos e servem para fazer da música uma piada de mau gosto".

Videoclipe[editar | editar código-fonte]

Amy Lee cantando durante o vídeo com um espartilho vermelho que custou 2500 dólares.

O videoclipe de "Going Under" foi filmado em Berlim, Alemanha, em maio de 2003 e foi dirigido por Philipp Stölzl, o mesmo diretor do clipe de "Bring Me to Life". O vídeo mostra a banda tocando em um concerto, onde o público se transforma em zumbis. Cenas adicionais envolvem Lee debaixo d'água, o que representa a letra "drowning in you / afogando em você". O vídeo mostra Lee usando os vestidos que ela desenhou para usar no videoclipe, ela também costurou o vestido branco usado nas cenas subaquáticas do vídeo, tudo enquanto se recuperava de uma doença em um hotel em Los Angeles, Califórnia, que foi o local original para as filmagens. Ela descreveu o vestido branco durante uma entrevista à MTV News, "ele é branco e tem um monte de pedaços. Isso me lembra algúem morto usando essa roupa. É um vestido longo, rasgado. Diferentes pedaços de tecidos, flutuando na água". O espartilho vermelho que Lee desenhou foi feito sob medida por um designer e custou 2500 dólares. Lee explicou ainda a moda e seu estilo no vídeo, "eu uso muitas coisas badaladas no palco, eu gosto de misturar alguns elementos básicos para minha roupa: rock — você sabe, metal, correntes e essas coisas — misturada com fadas, drama e moda vitoriana. Honestamente, eu só uso o que eu gosto. Você sabe por quê? Porque eu posso. Eu sou uma estrela do rock".

O vídeo começa com Lee em uma sala enquanto se prepara para um concerto. Várias maquiadoras aplicam cosméticos nela. Seus rostos começam a mudar e tornam-se distorcidos. Enquanto isso, o guitarrista Ben Moody é mostrado sendo oprimido por vários repórteres e fotógrafos em uma conferência de imprensa. Ele, assim como Lee, mostra-se chocado pelo fato de seus rostos se parecerem como o de zumbis. Estas cenas são seguidas por Lee caminhando para o palco onde a banda começa tocando a música. Quando Lee olha para as pessoas na multidão, eles se transformam em zumbis demoníacos. No entanto, ela continua cantando a canção e durante a ponte, ela mergulha no meio da multidão, aparecendo debaixo d'água (que representa a letra "going under, drowning in you / estou afundando, afundando em você"). Várias cenas mostram ela sob a água, rodeada por águas-vivas brilhantes. Moody navega na multidão durante seu solo de guitarra, enquanto abaixo dele é visto Lee e a água-viva. No final do solo, Lee e Moody são jogados de volta ao palco pela multidão, que agora volta ao normal. No fim do vídeo, Lee olha Moody, quando ela novamente ele se transforma em um demônio.

O videoclipe foi classificado na posição de número 12 na lista de "Os 15 Videoclipes Mais Assustadores" publicada pela Billboard. Foi dito ainda: "Evanescence compara as armadilhas da fama à assombração por fantasmas neste clipe. A cantora Amy Lee é cercada por um bando de mulheres velhas sinistras, enquanto a multidão se transforma em uma legião de zumbis, que eventualmente supera as visões, mostrando que o guitarrista Ben Moody é um demônio também". De acordo com Joe D'Angello da MTV News, as cenas de Lee se afogando no vídeo, mostram uma "heroína angustiada e emocionalmente forjada".

Uso na mídia[editar | editar código-fonte]

A canção "Going Under" pode ser ouvida nos créditos do jogo eletrônico Enter the Matrix e também dispõe do trailer e filme Tristan & Isolde (2006). A canção também foi usada em anúncios promocionais para a série Angel e The Grid. Foi lançada também como conteúdo para download no Rock Band Network.

Faixas[editar | editar código-fonte]

CD single (9 de setembro de 2003)
N.º Título Duração
1. "Going Under" (versão do álbum) 3:34
2. "Going Under" (versão acústica ao vivo) 3:12
3. "Heart-Shaped Box" (cover de Nirvana, versão acústica ao vivo) 2:47
4. "Going Under" (videoclipe oficial) 4:00

Posições nas paradas musicais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]