Gokishichidō

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gokishichidō: Tōsandō
Hokurikudō
San’indō Tōsandō Tōkaidō
San’yōdō Kinai
Saikaidō Nankaidō
 

Gokishichidō (五畿七道? Gokishichidō, lit. cinco províncias e sete circuitos) era o nome das antigas unidades administrativas organizadas no Japão durante o Período Asuka (538–710 d.C.), como parte do sistema de direito e governo importado dos chineses. Embora essas unidades tenham perdido seu caráter administrativo depois do Período Muromachi (1336–1573), permaneceram como importantes unidades geográficas até o século XIX.[1] O Gokishichidō consistia em cinco províncias em Kinai (畿内) ou “região da capital”, mais sete(道) ou “circuitos”, cada um contendo suas próprias províncias.

Cinco províncias[editar | editar código-fonte]

As cinco províncias de Kinai eram áreas do entorno da capital imperial (primeiramente Heijō-kyō em Nara, posteriormente Heian-kyō em Kyoto). Elas eram:

Sete circuitos[editar | editar código-fonte]

Os sete ou circuitos eram unidades administrativas partindo da região de Kinai em diferentes direções. Para cada uma das sete regiões, havia uma estrada ligando as capitais de suas províncias, conectando as capitais provinciais à capital imperial. Os sete eram:

Gokaidō[editar | editar código-fonte]

As estradas Gokishichidō não devem ser confundidas com as Cinco Rotas de Edo (五街道 Gokaidō), que eram as cinco maiores estradas até Edo durante o Período Edo (1603–1867). Tōkaidō era uma das cinco rotas, mas as outras não.

Perímetros regionais[editar | editar código-fonte]

Algumas poucas regiões japonesas, como Hokuriku e Sanyō, mantiveram seus nomes Gokishichidō. Outras partes do Japão, como Hokkaidō e as ilhas Ryukyu, nunca foram incluídas no Gokishichidō, pois não foram colonizadas pelo Japão até o século XIX, e as divisões geográficas do Gokishichidō, bem como os domínios han (藩), deram lugar ao sistema de prefeituras. Inicialmente o governo tentou organizar Hokkaidō como um oitavo (vide o nome), mas logo foi consolidada como uma prefeitura simples. Ver o artigo Províncias do Japão.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. a b c Titsingh, Isaac. (1834). Annales des empereurs du japon, p. 57.
  2. Titsingh, p. 66.
  3. a b Titsingh, p. 65.
  4. Titsingh, pp. 65-66.

Referências[editar | editar código-fonte]