Golpe de Estado na Iugoslávia em 1941

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Golpe de Estado de 27 de Março de 1941 foi um golpe militar praticamente sem derramamento de sangue por parte de oficiais do exército iugoslavo que derrubaram o regente Paulo Karađorđević e proclamaram a maioridade de Pedro II da Iugoslávia. Um novo governo foi formado com o General Dušan Simović a frente, que após alguns dias teve que enfrentar a invasão da Iugoslávia pelas tropas das potências do Eixo, e exilar-se devido a rápida derrota militar .

O golpe militar ocorrido em 27 de março de 1941 em Belgrado, Reino da Iugoslávia, foi executado por um grupo de altos oficiais do exército iugoslavo liderados pelo Brigadeiro-General de Aviação Militar Borivoje Mirković. O golpe foi bem sucedido e eles conseguiram derrubar o governo regencial de três membros reais: Principe Paulo Karadjordjević, Dr. Radenko Stanković, Dr. Ivo Perović, o primeiro-ministro Dragiša Cvetković e o vice-primeiro-ministro Vlatko Mačekwho, tinham dois dias antes, assinado o Protocolo de Viena sobre o adesão do Reino da Iugoslávia ao Pacto Tripartite. Os conspiradores militares trouxeram ao poder o rei Pedro II Karadjordjević e formaram o governo cujo líder encontrava-se um deles, o comandante da Força Aérea General Dušan Simović, e para primeiro-ministro Slobodan Jovanović. Os conspiradores militares foram estimulados para o golpe por parte de alguns partidos políticos anti-nazistas da oposição e as promessas militares do Reino Unido, que estava, então em guerra com a Alemanha nazista.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.