Goma-laca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Goma-laca em forma liquida.
Revestimento de madeira envernizado com Goma-laca

Goma-laca é uma resina secretada pelo inseto Kerria lacca, encontrado nas florestas da Índia e Tailândia. O material bruto é refinado em diversos graus para diferentes propósitos. As duas melhores variedades disponíveis no mercado são a goma-laca laranja, que nos chega em forma de flocos laranja-marrom finos e translúcidos e a goma-laca branca ou alvejada. Tanto a goma-laca branca quanto a laranja são solúveis no álcool.

Utilidade[editar | editar código-fonte]

Como verniz, a goma laca seca rapidamente, formando uma película dura, forte e flexível, sendo útil para envernizar pisos e móveis. Se aplicada com pincel, a superfície apresenta um acabamento ligeiramente áspero. A goma-laca não é muito utilizada na pintura permanente devido à sua tendência para escurecer com o tempo. Entretanto, quando é diluída com álcool puro até formar uma solução extremamente fina, seu amarelecimento não é significativo. Pode ser utilizada para impermeabilizar superfícies porosas e como camada isolante entre películas de tinta em certas técnicas (sobretudo na pintura à têmpera); é também vendida como fixativo barato para desenhos a carvão e outros tipos de desenhos. Sua total insolubilidade nas essências minerais e na essência de terebintina torna-a valiosa como camada isolante na pintura comum decorativa ou de paredes. A goma-laca que foi diluída por diversas vezes perde as suas propriedades de secagem quando guardada, portanto é melhor não ser conservada nestas condições. É também utilizada com muita frequência no acabamento de instrumentos musicais uma vez que lhes proporcionam uma sonoridade melhor do que se fosse finalizados com outro substituto sintético. É usada com alguma frequência no reparo de canetas tinteiro, como adesivo de vedação do sistema de alimentação de tinta.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]