Governador-geral das Índias Orientais Neerlandesas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Governador-geral das Índias Orientais Neerlandesas (em neerlandês: Gouverneur-generaal van Nederlands-Indië) era o máximo representante dos Países Baixos nas Índias Orientais Neerlandesas entre 1610 e o reconhecimento neerlandês da independência da Indonésia em 1949.

Os primeiros governadores-gerais foram nomeados pela Companhia Neerlandesa das Índias Orientais (Vereenigde Oostindische Compagnie, ou VOC). Depois da VOC ter sido extinta oficialmente em 1800,[1] as possessões territoriais da VOC foram nacionalizadas pelo governo neerlandês como Índias Orientais Neerlandesas, colónia dos Países Baixos. Os governadores-gerais eram designados pelo governo neerlandês.

No período de controlo britânico (1811-16), a posição equivalente era a de Tenente-Governador (Lieutenant-Governor), e o mais notável foi Thomas Stamford Raffles. Entre 1942 e 1945, enquanto Hubertus Johannes van Mook era Governador-geral nominal, a zona esteve sob controlo japonês, e foi governada por dois governadores, em Java e Samatra. Depois de 1948, e nas negociações para a independência, a posição era a de Alto Comissário da Coroa nas Índias Orientais Neerlandesas.

Lista de governadores-gerais[editar | editar código-fonte]

Companhia Neerlandesa das Índias Orientais[editar | editar código-fonte]

Governadores-gerais das Índias Orientais Neerlandesas (1610–1709).

Índias Orientais Neerlandesas[editar | editar código-fonte]

Governadores-gerais das Índias Orientais Neerlandesas (1797–1851).
Governadores-gerais das Índias Orientais Neerlandesas (1851–1931).

Ver também[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. M.C. Ricklefs. A History of Modern Indonesia Since c.1300, 2nd Edition. [S.l.]: MacMillan, London, 1991. 110 pp. 0-333-57689-6

Ligações externas[editar | editar código-fonte]