Governo de Nova Toledo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gobernación de Nueva Toledo
Governo de Nova Toledo

Governo Colonial Espanhol

Banner of the Inca Empire.svg
1529 – 1542 Flag of Cross of Burgundy.svg
Flag Brasão
Cruz de Borgonha utilizado pelos Colonizadores como Bandeira Brasão de Armas de Carlos V da Espanha
Localização de Nova Toledo
Mapa dos Governos de 1534, Nova Toledo é a segunda na ordem Norte-Sul
Continente América do Sul
Capital Cusco (Reivindicado por Diego de Almagro)
Língua oficial Espanhol
Religião Católico
Governo Monarquia
Rei
 • 1529 - 1542 Carlos I
Governador
 • 1529 - 1538 Diego de Almagro
História
 • 26 de Julho de 1529 Carta Real criando os Primeiros Governos
 • 21 de Maio de 1529 Carta Real de Carlos V
 • 12 de Junho de 1537 Entrada de Almagro em Cusco
 • 26 de Junho de 1541 Assassinato de Francisco Pizarro
 • 20 de Novembro de 1542 Real Cédula criando o Vice-Reino do Peru
Moeda Peso

O Governo de Nova Toledo foi uma das quatro divisões administrativas criadas na América do Sul pelo Rei da Espanha Carlos I em 1534, em substituição dos governos criados em 1529 para Francisco Pizarro e Simón de Alcazaba e Sotomayor. O Governo de Nova Toledo foi criado para Diego de Almagro, que não havia sido favorecido na primeira divisão de terras.

A cédula real foi enviada em 21 de Maior de 1534, outorgando a Diego de Almagro uma fração de 200 léguas em direção norte-sul que começava aproximadamente no paralelo 14° S, ficando ao sul do Governo de Nova Castela dada a Pizarro.

O governo tinha como limite oriental a linha do Tratado de Tordesilhas, que dava aos espanhóis um pequeno trecho de saida para o Oceano Atlântico, pertencente ao Governo de Nova Andaluzia, dada a Pedro de Mendoza, no ocidente se achava o Oceano Pacífico.

No momento que foi comunicado da criação do Governo, Diego de Almagro se dirigia para Cusco para tomar pose do cargo de tenente e governo da cidade, cargo pelo qual foi nomeado.

Em 1535 Almagro estava fazendo expediçoes para o sul (atual Chile), recorrendo por dois anos seu governo atrás de riquezas, nas quais não encontrou, encontrando apenas deserto estereis e habitantes hostis, por está razão Almagro e seu exercito retornaram ao Perú, em 1537, ocupando a cidade de Cusco, pois considerava a cidade pertencente ao seu governo e triunfando na Batalha de Abancay, em 12 de Julho de 1537, aprisionando Hernando Pizarro e Gonzalo Pizarro.

Estourando uma Guerra Civil voltaram a se enfrentar na Batalha de Salinas, nos arredores de Cuzco. Os Almagristas foram derrotas e Diego de Almagro foi processado, condenado a morte e executado por Hernando Pizarro, na praça maior de Cuzco em 8 de Julho de 1538.

Depois da morte de Almagro, Pizarro autorizou a Pedro de Valdivia, que nomeou Tenente Governador, para conquistar e povoar o Chile.

Enfurecidos, os partidários de Almagro se agruparam em torno de seu filho Diego de Almagro el Mozo, e a mando de Juan de Rada invadiram a residencia de Francisco Pizarro em Lima e o mataram em 26 de Junho de 1541.

Em consequencia da Guerra Civil, foi criado pelo Rei Carlos I da Espanha o Vice-Reino do Perú pela Real Cédula firmada em Barcelona em 20 de Novembro de 1542, colocando dentro da nova entidade as terras de Nova Castela e de Nova Toledo, pondo fim em ambas.