Governo dos Cem Dias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Guerra da Sétima Coligação
Guerras Napoleônicas
Sadler, Battle of Waterloo.jpg
A batalha de Waterloo, por William Sadler.
Data 20 de março - 8 de julho de 1815
Local França e Bélgica, Europa
Desfecho Vitória da Coligação, Segundo tratado de Paris;
Combatentes
Flag of the United Kingdom.svg Reino Unido
Flag of the Kingdom of Prussia (1803-1892).svg Reino da Prússia
Flag of the Habsburg Monarchy.svg Império Austríaco
Rússia Império Russo
 Suécia
 Espanha
Flag of Hanover 1837-1866.svg Hanôver
Flagge Herzogtum Nassau (1806-1866).svg Nassau
Flagge Herzogtum Braunschweig.svg Brunswick
Flag of the Netherlands.svg Países Baixos
 Portugal
Bandiera del Regno di Sicilia 4.svg Sicília
Flag of the Kingdom of Sardinia.svg Sardenha
Flag of the Grand Duchy of Tuscany (1840).svg Toscana
Swiss flag Bachmann 1815.png Suíça
Flag of France.svg Império Francês
Flag of the Kingdom of Naples (1811).svg Reino de Nápoles
Comandantes
Reino Unido Duque de Wellington
Flag of the Kingdom of Prussia (1803-1892).svg Gebhard von Blücher
Flag of the Habsburg Monarchy.svg Frederick Bianchi
França Napoleão I
França Marquis de Grouchy
França Louis Davout
Flag of the Kingdom of Naples (1811).svg Joaquim Murat
Forças
800 000 – 1 000 000 combatentes[1] 280 000 combatentes[2]

O período conhecido como os Cem Dias (também chamado de Cem Dias de Napoleão ou Governo dos Cem Dias) marca o período do retorno do imperador francês Napoleão I ao poder, após sua fuga do exílio na ilha de Elba. Ele chegou em Paris em 20 de março de 1815. Determinados a remove-lo do trono de uma vez por todas, diversas potências europeias, como a Inglaterra, Rússia, Prússia e Áustria, formaram uma nova coalizão (a Sétima Coligação) contra a França. A volta de Napoleão aconteceu ao mesmo tempo em que o Congresso de Viena estava em andamento. Em 13 de março, sete dias antes do imperador francês marchar na capital, os dignitários europeus em Viena declararam Bonaparte oficialmente um fora da lei.[3]

Este período viu o último grande conflito das Guerras Napoleônicas, após a derrota de Napoleão na batalha de Waterloo. Os aliados marcharam em Paris novamente e mais uma vez reinstauraram a monarquia dos Bourbon no poder. Bonaparte foi levado ao exílio novamente. Desta vez, os britânicos decidiram exila-lo ainda mais longe do continente europeu, o mandando para a ilha de Santa Helena, onde ele ficaria até sua morte em maio de 1821.[4]

Referências

  1. Chandler, David (1966). The Campaigns of Napoleon. New York: Macmillan.
  2. Chesney, Charles Cornwallis (1868). Waterloo Lectures: a study of the Campaign of 1815. Londres: Longmans Green e Co.
  3. Chandler, David. Dictionary of the Napoleonic Wars. [S.l.]: Wordsworth editions, 1999. ISBN 1-84022-203-4
  4. Hamilton-Williams, David. Waterloo New Perspectives: the Great Battle Reappraised. [S.l.]: Wiley, 1996. ISBN 0-471-05225-6

Ver também[editar | editar código-fonte]