Grécia no Festival Eurovisão da Canção 2008

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Festival Eurovisão da Canção 2008
País  Grécia
Selecção Nacional
Nome do Evento Final Nacional
Processo de Selecção 60% Televoto/SMS
40% Júri
Data(s) da Selecção 27 de Fevereiro de 2008
Representante Escolhido(a) Kalomira
Canção Escolhida Secret Combination
Performance Final
Resultado da Semi-final 1º lugar (156 pontos)
Resultado da Final 3º lugar (218 pontos)

A Grécia participou no Festival Eurovisão da Canção 2008, com a música Secret Combination e acabou em terceiro lugar. A música foi escrita por Konstantinos Pantzis, com letra de Poseidonas Giannopoulos, e foi interpretada pela cantora e artista Kalomira, uma cantora americana, com descêndencia grega, que ganhou antes do Festival, um concurso de talentos grego. Secret Combination, foi escolhida pelo público através de televoto, tudo processado pela televisão anfitriã Ellinikí Radiofonía Tileórasi (ERT). Três artistas, Chrispa, Kostas Martakis, e Kalomira, cantaram cada um uma canção na ERT, durante um espetáculo que foi realizado em Fevereiro de 2008, como parte do processo de selecção de uma canção para Belgrado. A actuação de Kalomira, com a música "Secret Combination" durante a competição foi vista visualmente como sedutora,[1] e depois do espetáculo a músia “entrou” em vários blogs Europeus, e acabou mesmo por ser a número #1 na Grécia e em Chipre.

Esta foi a vigésima nona aparição da Grécia no concurso anual, e igualando a sua segunda melhor posição de sempre, quando em 2001 e 2004, também ficaram em terceiro lugar. A Grécia alcançou a sua melhor posição, quando ganhou o Festival Eurovisão da Canção 2005.

Depois da Eurovisão[editar | editar código-fonte]

"Secret Combination" tornou-se numa das músicas mais famosas por toda a Europa, chegando mesmo a ser número um na Grécia e em Chipre, e ficando num bom lugar das tabelas noutros países.[2] [3]

Durante uma conferência de imprensa em Atenas depois da final do concurso, Kalomira disse que "it was an honor…to represent Greece in this contest" (foi uma honra… poder representar a Grécia no festival) e agradeceu à Grécia pelo suporte que lhe deram desde o momento que ela anunciou que iria concorrer no festival.[4] Contudo, mais tarde, ela disse que regressou aos Estados Unidos da América por que sentiu "mal tratada" pela sua tabela de recordes e disse ainda que não foi paga por vários espetáculos que fez com a Heaven durante a sua estadia na Europa e que teve que pagar muitas coisas do seu próprio bolso.[5] Numa entrevista com a Downtown Magazine, o pai de Kalomira constatou que ela foi tratada "como porcaria" pela Heaven Music e que deveria ou não continuar com a sua carreira, mas isso já teria que ser ela a decidir.[6] Em reposta, Makis Pounetzis, o novo CEO da Heaven Music, veio a público dizer que estava "surpreendido" com as declarações de Kalomira e que não poderia dar alguma explicação, tanto que ele disse que o contrato dela seria pago caso ela escolhesse voltar e cantar novamente.[4]

Referâncias[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

  1. "'Secret Combination' storms into UK TOP 40", 'London Greek Radio', 28 May 2008. Página visitada em 2008-05-29.
  2. Greek Top 50 Singles (em Greek) IFPI. Página visitada em 2008-05-11.
  3. Super FM Airplay Charts (em Greek). Página visitada em 2008-08-17.
  4. a b Floras, Stella (2008-07-31). Greece: Kalomira puts career on ice ESCToday. Página visitada em 2008-08-08.
  5. Konstantopoulos, Fotis (2008-08-03). Kalomira Sarantis speaks out for the first time Oikotimes. Página visitada em 2008-08-13.
  6. Φως στο τούνελ για το Καλομοιράκι (em Greek) MAD TV (2008-07-29). Página visitada em 2008-08-03.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • The Eurovision Song Contest: The Official History, John Kennedy O'Connor, Carlton Books Ltd, ISBN 1-84442-994-6

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]