Gracilinanus aceramarcae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaRato-gambá-americano
Taxocaixa sem imagem
Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Didelphimorphia
Família: Didelphidae
Género: Gracilinanus
Espécie: G. aceramarcae
Nome binomial
Gracilinanus aceramarcae
(Tate, 1931)
Distribuição geográfica
Aceramarca Gracile Mouse Opossum area.png

Gracilinanus aceramarcae ou rato gambá americano (Gracilinanus aceramarcae) é um pequeno rato que é geralmente encontrado na América do Sul. Já foram encontrados depósitos de fósseis na América do Norte que datam de 70 a 80 milhões de anos. Pensa-se que eles tenham entrado na América do Sul e na Europa pela América do Norte mas à 10 a 20 milhões de anos atrás ficaram extintos em ambas as regiões. À 3 milhões de anos atrás, quando o istmo do Panamá se reformou ligando o norte com o sul estes se reintroduziram-se.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Este roedor é pequeno com cerca de 135 milímetros e a cauda com cerca de 90 a 150 milímetros. O seu peso varia mas normalmente é entre 23 a 34 gramas. A sua coloração é castanho-avermelhado ou castanho-acizentado e em baixo creme. Na parte de trás a colorização é uniforme. À volta do olho tem uma forma de um anel que geralmente é um castanho-escuro. A sua cauda é fina e contém normalmente escamas.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

Este roedor é arborícola e consomem geralmente fruta, insectos e pequenos invertebrados que encontra no chão da floresta.

Habitat[editar | editar código-fonte]

Esta éspecie não vem muito para ao pé dos humanos sendo encontrada apenas a altitudes de 2600 a 3300 metros em florestas tropicais na Cordilheira dos Andes. A espécie é conhecida apenas por locais que estão em declínio por tanto a destruiçao do habitat resultante da compensação generalizada é a principal ameaça.


Referências[editar | editar código-fonte]

MacDonald, D. (ed.). 2002. The New Encyclopedia of Mammals. Oxford University Press. Oxford

Nowak, R. M. 1999. Walker’s Mammals of the World. Sixth edition. The Johns Hopkins University Press, Baltimore and London.