Graeme Le Saux

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Le Saux
Le Saux
Le Saux em 2011.
Informações pessoais
Nome completo Graeme Pierre Le Saux
Data de nasc. 17 de Outubro de 1968 (45 anos)
Local de nasc. Jersey
Nacionalidade Jersiano e inglês
Altura 1,78 m
Esquerdo
Informações profissionais
Clube atual Inglaterra Wembley FC
Número 31
Posição Lateral/Volante
Clubes de juventude
1986-1987
1987-1989
Jersey St. Paul
Inglaterra Chelsea
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1987–1993
1993–1997
1997–2003
2003–2005
2012-
Inglaterra Chelsea
Inglaterra Blackburn Rovers
Inglaterra Chelsea
Inglaterra Southampton
Inglaterra Wembley FC
90 (8)
129 (7)
140 (4)
44 (1)
0 (0)
Seleção nacional
1990
1991-1992
1994-2000
Flag of England.svg Inglaterra Sub-21
Flag of England.svg Inglaterra B
Flag of England.svg Inglaterra
4 (0)
2 (0)
36 (1)

Graeme Pierre Le Saux (Jersey, 17 de outubro de 1968) é um futebolista jersiano que defendeu a Seleção Inglesa entre 1994 e 2000. Atua como lateral-esquerdo, mas também se desloca para o meio-campo ou até para a ponta-esquerda. Parte de seu nome é derivada da língua francesa: "Pierre" é a versão francesa para o português "Pedro" e o inglês "Peter"; "Le Saux" seria a versão em francês para o bretão Ar Saoz, que curiosamente quer dizer literalmente "O Inglês".

Uma carreira cheia de polêmicas[editar | editar código-fonte]

Após passar pelo St. Paul, time da ilha de Jersey, Le Saux mudou-se para o Chelsea, iniciando sua trajetória pelos Blues dois anos depois, contra o Portsmouth, e tendo participado do título da Segunda Divisão no mesmo ano. Sua trajetória pelo Chelsea terminou de forma brusca, quando se irritou após ter deixado o campo na partida contra o Southampton, chegando a atirar a camisa no gramado. Em 1993, o Blackburn Rovers por 700 mil libras.

Esteve presente nas campanhas do vice e do título inglês do Blackburn, tendo atuado durante grande parte das partidas. Uma fratura no tornozelo prejudicou Le Saux em parte da temporada 1995-96, além de ter comprometido sua participação na Eurocopa de 1996, a qual não foi convocado.

Em agosto de 1997, o jogador retornaria ao Chelsea, onde não repetiria o mesmo sucesso da primeira passagem, tendo perdido vários jogos ora por lesão, ora por suspensão. Apesar de ter feito parte dos elencos campeões da Recopa Europeia de 1998 e da FA Cup de 2000, perderia ambas as finais, por conta de lesões.

Negociado com o Southampton em 2003, em um negócio que envolvia a cedência de Wayne Bridge ao Chelsea, Le Saux jogaria mais duas temporadas (44 partidas e um gol marcado) antes de se aposentar pela primeira vez, em 2005.

Volta aos gramados[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2012, Le Saux, aos 43 anos, retorna aos gramados ao assinar com o Wembley FC, que disputa a nona divisão inglesa. Além dele, seus compatriotas Martin Keown, David Seaman, Ray Parlour e Carl Leaburn, o norte-americano Brian McBride e o argentino Claudio Caniggia assinaram com a agremiação, comandada pelo ex-técnico da Seleção Inglesa, Terry Venables.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Le Saux, que jogara pelas Seleções Sub-21 e B da Inglaterra, fez sua estreia pelo time principal em 1994. A lesão contraída na temporada 1995-96 o impediu de disputar a Eurocopa de 1996, mas, já recuperado, participaria da Copa de 1998, sendo não só o único jogador vindo da ilha de Jersey, mas também de todas as Ilhas do Canal, a figurar numa Copa.

Seu único gol com a camisa do English Team foi marcado em 1995, numa partida contra o Brasil. Entre 1994 e 2000, Le Saux participaria de 36 jogos.

Controvérsias acerca de sua sexualidade[editar | editar código-fonte]

Apesar de ser heterossexual (ele é casado e tem 2 filhos, Lucas e Georgina), Le Saux foi prejudicado por boatos de homossexualidade durante sua carreira. Ele atribuiu isso a sua falta de entusiasmo para o 'típico' estilo de jogador de futebol, a sua formação universitária. Isto levou ao abuso de torcedores rivais e até mesmo jogadores.

Em uma dessas ocasiões, em uma partida da Premier League entre Chelsea e Liverpool, em 27 de fevereiro de 1999, Le Saux se envolveu em uma série de insultos com Robbie Fowler, atacante do Liverpool. Com Le Saux preparando para dar um pontapé livre, Fowler, repetidamente curvado, apontou o seu traseiro em direção ao jogador do Chelsea. Apesar das provocações, o lateral, que se recusou a dar o pontapé livre, foi reservado para o atraso do jogo. Mais tarde, ele atingiu Fowler à beira da grande área do Chelsea, mas o incidente não foi visto pelo árbitro. Em entrevista ao The Times, Le Saux disse sobre o incidente: "Mais do que qualquer coisa na minha carreira, que me ofendeu. O que ele fez foi errado e ele nunca tenha admitido isso. Ele ainda fala como se fosse um bocado de um riso".

Apesar de ainda continuar jogando, muitos escritores teorizou que essas provocações infundadas foram atrás de temperamento.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2007, já aposentado, Le Saux publicou sua autobiografia, Left Field - A Footballer Apart.

Bandeira de InglaterraSoccer icon Este artigo sobre futebolistas ingleses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.