Grajaú Tênis Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Grajaú Tênis Clube é um clube social e desportivo, localizado na arborizada avenida Engenheiro Richard, bairro do Grajaú, Rio de Janeiro.

Foi ao redor do Grajaú Tênis Clube que cresceu o bairro, quando o clube ainda era apenas um barracão de futebol e se chamava Grajaú Futebol Clube. Em 1925, ganhou seu nome atual.1

Os seus associados dispõem de quadras de tênis, ginásio, piscina, pista de patinação e áreas para a recreação.

Este clube sempre primou pelos seus destaques esportivos em futebol de salão, natação, tênis e pelos seus conjuntos musicais que animavam as noites de sexta e sábado dos jovens que tinham a sorte de freqüentar este clube.

No futebol de salão tínhamos como destaque o time várias vezes campeão carioca que formava com Paulinho Careca, Julinho, Trepinha, Cesar e Rick. Mais tarde, o GTC revelaria Sergio Sapo, um dos maiores jogadores de futsal de todos os tempos. Com Sapo, o GTC ganhou seu último título estadual, em 1995, em final contra o Flamengo. No mesmo ano, Sergio Sapo encerrou a carreira em jogo com a presença de Zico e Junior no ginásio que o consagrou. Hoje, Sergio Sapo mantém uma escolinha de futebol no clube.

A natação era o xodó do clube com sua equipe comandada pelos professores Mauricio e Atila. A equipe principal era formada por Luiz Alberto, Fabio, Salatiel, Birinha, Tina, Veruska, Izabel, Alzira, Clarice e Reinaldo Biluca. Dentre esses nadadores tinham destaque a Izabel (que mais tarde tornou-se a Izabel da Seleção de Volei do Brasil), o Salatiel (que no auge da sua forma brigou com seus tecnicos e se transferiu para o Tijuca Tenis) e o Reinaldinho Bil que representou o Clube no Sul Americano no Rio de Janeiro competindo nos quatro estilos sendo premiado com medalhas no golfinho e no crawl.

No tênis os melhores eram o Bruno Risadinha que dividia as medalhas das quadras com o Reinaldo Bil mas com vantagem para o Bruninho que era o primeiro do ranking.

As bandas do GTC eram todas de frequentadores do clube e tinham como destaque o Red Snakes (a melhor delas), Amitz (o dos "meninos maus" do bairro) e o D.D.Sharps (conjunto do pessoal da natação onde cantavam Bil e Neilinha e era liderado pelo Guilherminho e pela a Dulce Pequena que mais tarde passaram a ser conhecidos artisticamente como Guilherme Lamounier e Dulce Quental e fizeram nome na música popular brasileira) .

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]