Gramática do russo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Declinação na língua russa. Por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Verifique ambas (1, 2) e não se esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central. (desde julho de 2013)

A gramática russa (грамматика русского языка Pronúncia russa: [ɡrɐˈmatʲɪkə ˈruskəvə jɪzɨˈka] ou, русская грамматика [ˈruskəjə ɡrɐˈmatʲɪkə]) engloba:

A língua falada foi influenciada pela literatura, mas ainda preserva suas formas características. Os dialetos contam com mecanismos gramaticais alternativos, dos quais alguns são arcaicos ou descendentes de antigas formas descartadas pela língua literária.

Substantivos[editar | editar código-fonte]

A declinação nominal é sujeita a seis casos gramaticais - nominativo, genitivo, dativo, acusativo, instrumental e preposicional - em dois números (singular e plural), e obedecendo ao gênero gramatical (masculino, feminino e neutro). Já foram identificados até 10 casos adicionais em livros de linguística, [1] [2] [3] embora todos sejam incompletos (não se aplicam a todos os substantivos) ou corrompidos (corruptelas quase idênticas de um dos seis casos simples). Os casos adicionais mais reconhecidos são o caso locativo (в лесу, в крови, в слезах), partitivo (сапог, чулок, вольт) e várias formas do caso vocativo (Господи, Боже, отче). Os adjetivos, pronomes e os números cardinais além dos dois primeiros variam por gênero.

Não há artigos definidos ou indefinidos na língua russa. O sentido de um substantivo é determinado pelo contexto em que ele se encontra. Há algumas formas de expressar se um artigo é definido ou indefinido, elas são:

  1. Uso de um objeto direto no genitivo ao invés do acusativo em negação significa que o substantivo é indefinido, compare: "Я не вижу книги" ("Eu não vejo livros" ou "Eu não vejo livro algum") e "Я не вижу книгу" ("Eu não vejo o livro").
  2. O uso do numeral um às vezes significa que o substantivo é indefinido, exemplo: "Почему ты так долго?" - "Да так, встретил одного друга, пришлось поговорить" ("Por que você demorou tanto?" - "Veja bem, eu encontrei um amigo e tive que conversar").
  3. Ordem de palavras também pode ser usada para esse objetivo, compare "В комнату вбежал мальчик" ("Um garoto correu pra dentro da sala") e "Мальчик вбежал в комнату" ("O garoto correu pra dentro da sala").
  4. O uso de plural ao invés de singular pode significar que o substantivo é indefinido: "Вы купите это в магазинах." - "Вы купите это в магазине." ("Você pode comprar isso em uma loja." literalmente: "...em lojas" - "Você pode comprar isso na loja.")

A categoria de animacidade é importante na declinação nominal e adjectival russa. Especificamente, a forma acusativa em muitos contextos tem duas formas possíveis, dependendo da animacidade do substantivo referido. Para referentes animados (pessoas e animais), a forma acusativa é geralmente idêntica à forma genitiva. Para referentes inanimados, a forma acusativa é idêntica à forma nominativa. Este princípio é relevante para a substantivos singulares masculinos da primeira declinação (ver abaixo) e adjetivos, e para todos os plurais (sem distinção de gênero). Nas tabelas abaixo, este comportamento é indicado pela abreviação "N ou G" (nominativo ou genitivo) na linha correspondente ao caso acusativo.

No idioma russo existem três declinações, chamadas primeira, segunda e terceira declinação. A primeira declinação (a segunda em gramáticas escolares russas) é usada para substantivos masculinos e para a maioria dos substantivos neutros. A segunda declinação (a primeira em gramáticas escolares) é usada para a maioria dos substantivos femininos e para vários substantivos masculinos com a mesma forma que aqueles do gênero feminino, como папа (pai) ou (дядя). (tio). A terceira declinação é usada para substantivos femininos terminados em ь e para substantivos neutros terminados em мя.

Primeira declinação[editar | editar código-fonte]

A maior parte dos substantivos da primeira declinação são femininos, alguns são masculinos. A mesma terminação se aplica para ambos gêneros.

Singular Plural
Nominativo -ия 1 -ии
Genitivo 1 -ии - -ий
Dativo -ии -ам -ям -иям
Acusativo -ию N or G
Instrumental -ой2 -ей3 -ией -ами -ями -иями
Preposicional -ии -ах -ях -иях
  1. Depois de uma consoante sibilante ou velar (г, к, or х), и é escrito.
  2. Depois de uma sibilante, о é escrito quando ela leva acentuação tônica; е é escrito quando a sibilante não é tônica.
  3. Depois de uma consoante leve, ё é escrito quando tônica; е quando não é tônica.


Exemplos: рабо́та - trabalho, ба́ня - casa de banho, кни́га - livro, ли́ния - linha

Singular Plural
Nominative рабо́та ба́ня кни́га ли́ния рабо́ты ба́ни кни́ги ли́нии
Genitive рабо́ты ба́ни кни́ги ли́нии рабо́т ба́нь книг ли́ний
Dative рабо́те ба́не кни́ге ли́нии рабо́там ба́ням кни́гам ли́ниям
Accusative рабо́ту ба́ню кни́гу ли́нию рабо́ты ба́ни кни́ги ли́нии
Instrumental рабо́той ба́ней кни́гой ли́нией рабо́тами ба́нями кни́гами ли́ниями
Prepositional рабо́те ба́не кни́ге ли́нии рабо́тах ба́нях кни́гах ли́ниях

Segunda declinação - substantivos masculinos[editar | editar código-fonte]

Substantivos terminados em consoantes são marcados na seguinte tabela com - e a respectiva terminação.

Singular Plural
Nominativo - -ий 1 -ии
Genitivo -ия -ов2 -ей -ев3 -иев
Dativo -ию -ам -ям -ям -иям
Acusativo N ou G N ou G
Instrumental -ом -ем3 -ем3 -ием -ами -ями -ями -иями
Preposicional -ии -ах -ях -ях -иях
  1. Após um sibilante (ж, ч, ш, ou щ)[4] ou uma consoante velar (г, к, ou х), é escrito um и. E а para algumas palavras (глаз — глаза, доктор — доктора, etc.).
  2. Após um sibilante, é escrito ей.
  3. Após uma consoante fraca, a letra ё é escrita quando for a sílaba tônica; е quando não for tônica.


Exemplos

фильм - filme, писа́тель - escritor, геро́й - herói, коммента́рий - comentário
Singular Plural
Nominative фи́льм писа́тель геро́й коммента́рий фи́льмы писа́тели геро́и коммента́рии
Genitive фи́льма писа́теля геро́я коммента́рия фи́льмов писа́телей геро́ев коммента́риев
Dative фи́льму писа́телю геро́ю коммента́рию фи́льмам писа́телям геро́ям коммента́риям
Accusative фи́льм писа́теля геро́я коммента́рий фи́льмы писа́телей геро́ев коммента́рии
Instrumental фи́льмом писа́телем геро́ем коммента́рием фи́льмами писа́телями геро́ями коммента́риями
Prepositional фи́льме писа́теле геро́е коммента́рии фи́льмах писа́телях геро́ях коммента́риях

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. (russo) Zaliznyak A. A. "Русское именное словоизменение." Moscow.: Science, 1967
  2. (russo) Uspenskij V. A. "К определению падежа по А. Н .Колмогорову // Бюллетень объединения по проблемам машинного перевода." Issue. 5. Moscow., 1957 online copy
  3. (russo) Klobukov E. V. "Семантика падежных форм в современном русском литературном языке. (Введение в методику позиционного анализа)" Moscow: Moscow State University Press, 1986.
  4. Le Fleming, Svetlana & Kay, Susan E. Colloquial Russian: the Complete Course for Beginners, Routledge, 2007 ISBN 978-0-415-42702-9, page25