Gran turismo (automobilismo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Um Grã-turismo moderno, o BMW M6 2013
Um Grã-turismo clássico, o Ferrari 250 GTO 1962

Um grã-turismo, ou GT é um automóvel de luxo e alto desempenho, projetado para ser dirigido por longas distâncias. O formato mais comum é o cupê de duas portas, com dois lugares ou com a configuração 2+2.

O termo deriva do italiano gran turismo, homenagem à tradição do grand tour (inglês para "grande viagem"), usado para representar automóveis capazes de realizar grandes jornadas de grande distância em alta velocidade com conforto e elegância.

Características[editar | editar código-fonte]

Os GT diferem dos automóveis esportivos de dois lugares basicamente por serem mais largos, mais pesados e enfatizar o conforto em relação ao desempenho. Historicamente, a maioria dos GT tem motor dianteiro e tração traseira, o que proporciona mais espaço na cabine que os carros com motor central. Suspensões mais macias, capacidade de carga maior e características luxuosas acrescentam à experiência de condução desses carros.

A sigla GT[editar | editar código-fonte]

A sigla GT, que tornou-se popular na indústria automotiva, surgiu da tradição italiana de nomear seus luxuosos esportivos como grã-turismo. Os fabricantes como Alfa Romeo, Ferrari e Lancia foram os primeiros, nos anos 1920.

Algumas variações da sigla GT são:

  • GTO (Gran Turismo Omologato) - designa um GT homologado para corridas (usado por Ferrari, Pontiac e Mitsubishi).
  • GTS (Gran Turismo Spider) - um GT conversível (spider), como o Ferrari 348 GTS.
  • GTB (Gran Turismo Berlinetta) - um GT com estilo de cupê, como o Ferrari 328 GTB]
  • GTV (Gran Turismo Veloce) - um GT veloz, como o Alfa Romeo GTV6.
  • GTI ou GTi (Gran Turismo Iniezione) - um GT com injeção de combustível, usado pela primeira vez no Golf GTI.
  • GTE (Grand Touring Estate) - um GT camioneta, como o Reliant Scimitar GTE.
  • GT/E (Einspritzung - alemão para injeção de combustível) - usado no Opel Manta GT/E.
  • GTA (Gran Turismo Alleggerita) - um GT com peso reduzido, como o Alfa Romeo GTA.
  • GTAm (Gran Turismo Alleggerita Modificata) - um GT modificado e de peso reduzido, como o Alfa Romeo GTAm.
  • GTC (Gran Turismo Compressore/Compact/Cabriolet/Coupe/Crossover) - exemplos: Alfa Romeo 6C 1750 GTC (Compressore), Opel Astra (compact), Bentley Continental GTC (cabriolet), Ferrari 330 GTC (coupe), Opel Antara GTC (crossover).
  • GTD (Gran Turismo Diesel) - um GT movido a diesel/gasóleo, usado pela Volkswagen nas versões esportivas do Golf e, mais recentemente, do Scirocco.
  • GTR ou GT-R, (Gran Turismo Racing) - um GT de corridas, como o McLaren F1 GTR e o Nissan GT-R.
  • HGT (High Gran Turismo) - usado pela FIAT em algumas versões esportivas, como o Brava HGT.

A definição/classificação no automobilismo[editar | editar código-fonte]

Em algumas classificações do automobilismo profissional, como as categorias de Turismo promovidas pela FIA, o carro GT é definido como "um automóvel aberto ou fechado que tenha não mais que uma porta em cada lado e um mínimo de dois assentos em cada lado da linha central-longitudinal do carro, assentos estes que devem ser cruzados pelo mesmo plano transversal. Este carro deve estar apto para ser perfeitamente usado em vias públicas e adaptado para circuitos de corrida ou percursos fechados". Os carros GT são divididos em ordem decrescente de potência nas categorias GT1 (antiga GT) e GT2 (antiga N-GT) na maioria dos campeonatos. As categorias GT3 e GT4 também têm campeonatos próprios, sendo usadas em diversos campeonatos nacionais de Turismo.

Exemplos de GT[editar | editar código-fonte]

Um verdadeiro grã-turismo é um veículo de luxo de alto desempenho, projetado para viagens de longa distância em altas velocidades, com conforto e estilo. O fato de um fabricante atribuir a sigla GT a um modelo como estratégia de marketing, não faz deste carro um grã-turismo. Alguns exemplos de verdadeiros GT são: