Grand Theft Auto IV: The Lost and Damned

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grand Theft Auto IV: The Lost and Damned
250px
Grand Theft Auto IV: The Lost and Damned
Produtora Rockstar North (Rockstar Games)
Editora(s) Take-Two Interactive
Xbox Live Marketplace
Designer Dan Houser
Sam Houser
Motor RAGE
Euphoria (motor de movimento)[1]
Plataforma(s) PlayStation 3, Xbox 360,Microsoft Windows
Série Grand Theft Auto
Data(s) de lançamento XBLM: 17 de fevereiro de 2009
Disco: Primavera boreal de 2009
Gênero(s) Tiro em terceira pessoa, ação-aventura
Modos de jogo Single-player, multiplayer
Classificação BBFC (Reino Unido)
Inadequado para menores de 18 anos i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 18 anos i DEJUS (Brasil)
Inadequado para menores de 17 anos i ESRB (América do Norte)
Inadequado para menores de 15 anos i OFLCA (Austrália)
Inadequado para menores de 18 anos i PEGI (Europa)
Inadequado para menores de 18 anos i USK (Alemanha)
Requisitos mínimos Grand Theft Auto IV para Xbox 360, uma conexão de internet ativa, Live Gamertag, e Disco rígido com 1,78 GB de espaço livre.
Controles Gamepad
Idioma inglês
Hardware
Vídeo 720p

Grand Theft Auto IV: The Lost and Damned é a primeira de duas expansões episódicas para as versões para Playstation 3, Xbox 360 e PC de Grand Theft Auto IV, desenvolvidas pela Rockstar North. Foi lançado em 17 de fevereiro de 2009.[2] É o terceiro pacote de expansão na série Grand Theft Auto (o primeiro sendo Grand Theft Auto: London, 1961, lançado em 1999), e o décimo segundo lançamento no total.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

A jogabilidade de The Lost and Damned é similar à do jogo principal, com algumas inovações. Uma delas é uma série de "checkpoints" nas missões, que permitem ao jogador, no caso de uma morte ou de um fracasso, retomar a missão do momento em que esta terminou, tornando desnecessárias novas viagens até o local da missão e novas tentativas de partes já cumpridas. Contudo, isso só funciona ao acionar-se a mensagem de texto que chega à Johnny pelo celular logo depois do fim da missão. Chegar ao ponto de início da missão recomeça-a a partir da primeira animação.

Além deste recurso, o jogo traz novas armas (lança-granadas, meio taco de bilhar, pistola automática, bombas-tubo e duas novas espingardas) e alguns novos veículos. A habilidade de Johnny com motos é superior à de Niko, mas a habilidade com veículos de quatro rodas é inferior.

Por meio de seu celular, o jogador pode ligar para seus amigos para sair ou para requisitar serviços, como motos, armas, e ajuda armada. Uma novidade da expansão é a série de guerras de gangues, semelhantes àquelas de Grand Theft Auto: San Andreas, mas sem a possibilidade de se conquistar territórios. A cada dez guerras vencidas, uma nova arma ficará disponível no clube The Lost ou na casa do jogador, dependendo do quanto ele tenha progredido no jogo.

Nas guerras e em algumas missões, Johnny é acompanhado de seus colegas de gangue. Cada um deles evolui a cada batalha, ganhando experiência, e é substituído em caso de morte. Em entrevista ao site IGN, o presidente da Rockstar North afirmou que a expansão possui um terço do número de missões principais do jogo principal.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A história começa com Johnny Klebitz e os membros da gangue de motociclistas The Lost Motorcycle Club (da qual Johnny é o vice-presidente) circulando pelas ruas de Alderney. No momento, Johnny é o presidente em exercício, pois o presidente oficial, Billy Grey, passou o último ano em um tratamento de recuperação de dependentes químicos compulsório, após ser preso por porte de drogas. Durante sua liderança, Johnny fez uma série de negócios em Liberty City para possibilitar a continuidade do tráfico de drogas e armas que sustenta a gangue, após a administração fraca de Billy ter levado a gangue a uma situação financeira difícil.

Assim que é liberado do tratamento, Billy retorna ao comando da gangue e recomeça uma série de crimes, aumentando a tensão existente entre ele e Johnny. Enquanto Johnny prefere manter a gangue agindo silenciosamente, evitando conflitos com outras gangues, Billy opta por ações violentas e irracionais. Desta forma, Billy quebra o acordo com a gangue The Angels of Death e inicia uma guerra com ela.

Eventualmente, Billy acaba preso durante um negócio frustrado com um grupo de traficantes orientais, e Johnny assume a liderança da gangue, agora dividida entre o grupo que apóia Johnny, e o grupo que apóia Brian Jeremy, um membro ainda leal a Billy que acredita que Johnny tenha armado para a prisão do presidente. Brian chega a protagonizar um golpe contra Johnny, mas escapa com vida após vários membros da gangue morrerem em combate. Mais tarde, Johnny acaba matando Brian em seu esconderijo, que acaba se tornando uma nova casa para o protagonista.

Paralelamente à guerra interna da gangue, Johnny tem de lidar com Ray Boccino, um mafioso italiano com quem Niko Bellic, o protagonista do jogo principal, também trabalha; e Ashley, sua ex-namorada que sempre arranja problemas relacionados ao seu vício por drogas.

No final do jogo, é revelado que Billy irá depor contra sua gangue para entrar no Programa de Proteção de Testemunhas. Johnny então lidera uma invasão da pisão de Alderney, onde Billy se encontra, e executa seu ex-colega pessoalmente. Logo depois, o protagonista descobre que Jim, um veterano da gangue, foi morto. Sendo Johnny, Clay, Terry e Angus os únicos membros restantes da gangue, eles decidem dar fim à gangue e põem fogo no clube.

Em vários pontos do enredo, há conexões diretas com o enredo do jogo principal. Duas das missões do jogo, uma envolvendo um negócio de drogas de Elizabeta Torres e outra envolvendo os diamantes de Ray, são cumpridas também no GTA IV, mas sob a perspectiva de Niko. É revelado que é Johnny quem sequestra Roman Bellic, primo de Niko, que no enredo principal parte em seu resgate. No enredo do jogo em questão, Johnny realiza o serviço a mando de homens de Dimitri Rascalov, para quem Ashley deve dinheiro. Jim, o motocilcista colega de Johnny é assassinado durante o final do jogo, foi morto por Niko a mando de Ray, em uma missão realizável no jogo principal. Ainda, o assassinato de Jason Michaels por parte de Niko a mando de Mikhail Faustin é erroneamente considerado como uma provocação da gangue The Angels of Death, elevando a tensão entre elas. A animação final, com os créditos, mostra várias imagens de Liberty City, nas quais podem ser vistos diversos momentos do enredo principal do jogo, como Niko e Roman passando pela casa e pelo escritório de Roman, ambos em chamas; e o momento em que Niko executa Vlad. Uma das missões mostra ainda Tony Prince, de The Ballad of Gay Tony.

Há uma cena no jogo em que o personagem Thomas Stubbs III aparece totalmente nu, sendo possível ver as suas genitálias, o que levou um grupo de Parental Advisory chamado Common Sense Media a publicar um aviso público sobre o conteúdo do jogo.[4]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Referências

  1. Boyer, Brandon (29/06/2007). Product: Grand Theft Auto IV Using NaturalMotion's Euphoria (em inglês). Gamasutra (CMP Game Group). Página visitada em 28 de maio de 2009.
  2. Bramwell, Tom (22/01/2009). Rockstar prices GTAIV: Lost and Damned (em inglês). Eurogamer. Página visitada em 28 de maio de 2009.
  3. Surette, Tim (2009-02-16). GTA IV: The Lost & Damned In-Depth. IGN. Página visitada em 2009-02-16.
  4. Earnest Cavalli (21/2/2009). Parents Group Warns Against Lost And Damned Nudity. Wired.com. Página visitada em 24/6/2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.