Grande Mesquita de Djenné

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde novembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Imagem: Antigas Cidades de Djenné A Grande Mesquita de Djenné está incluida sítio Antigas Cidades de Djenné, Património Mundial da UNESCO. Welterbe.svg
Grande Mesquita de Djenné.

A Grande Mesquita de Djenné é o maior edificio em adobe do mundo, e é considerada por muitos arquitetos como a maior realização do estilo Sudano-Saheliano, embora tenha muitas influências islâmicas. Localiza-se na cidade de Djenné, no Mali, a qual foi declarada como patrimônio mundial pela Unesco em 1988.

A mesquita foi construída em 1280 por Koy Konboro, o 26º da rei de Djenné, no lugar do seu antigo palácio. No final do século XIX, no entanto, à medida que o número de crentes diminuia a mesquita foi caindo em ruínas. A mesquita foi reconstruída com o seu aspecto original em 1906. Apesar de não haver nenhum documento relatando o aspecto da mesquita, através dos relatos de anciães foram iniciados os tranalhos na mesquita. A construção terminou no ano seguinte.

A mesquita tem muros espessos, nos quais estão enterrados pedaços de madeira de palma, e três torres com perto de 20 metros de altura, e robustos pilares pontiagudos inteiramente feitos de terra seca. Este material é denominado adobe e é fabricado com argila misturada com palha picada, bosta de vaca, e, por vezes, manteiga de karité. Uma vez erguida, a parede é coberta com um revisto também de adobe.

A mesquita é danificada todos os anos pelas chuvas que ocorrem de Julho a Outubro, que levam uma parte do revestimento da mesquita, obrigando à manutenção regular do monumento. A esta manutenção dá-se o nome de "rebocadura" e tem lugar na estação seca, dando origem a uma grande festa. As mulheres trazem a água, os homens amassam o adobe com os pés e entregam-no aos pedreiros, que se empoleiram nas escadas para estende-lo nas paredes. Os pedreiros mais velhos verificam a qualidade do trabalho.

Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.