Grande Prêmio da Alemanha de 1990 (Fórmula 1)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grande Prêmio da Alemanha de Fórmula 1 de 1990
Hockenheimring prior to 2002.svg
Detalhes da corrida
Categoria Fórmula 1
Data 29 de julho de 1990
Nome oficial Grosser Mobil 1 Preis von Deutschland
Local Hockenheimring
Percurso 6,802 km
Total 45 voltas / 306,090 km
Pole
Piloto
Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda
Tempo 1:40.198
Volta mais rápida
Piloto
Bélgica Thierry Boutsen Williams-Renault
Tempo 1:45.602 (na volta 31)
Pódio
Primeiro
Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda
Segundo
Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford
Terceiro
Áustria Gerhard Berger McLaren-Honda

O Grande Prêmio da Alemanha de 1990 foi a 9ª corrida da temporada de 1991 da Fórmula 1. A prova foi disputada em 29 de julho no circuito de Hockenheimring. O vencedor foi o brasileiro Ayrton Senna.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pré-qualificação[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto Equipe Tempo Dif.
1 26 França Philippe Alliot Ligier-Ford 1:45.513
2 25 Itália Nicola Larini Ligier-Ford 1:46.186 +0.673
3 14 França Olivier Grouillard Osella-Ford 1:46.828 +1.315
4 18 França Yannick Dalmas AGS-Ford 1:47.125 +1.612
5 17 Itália Gabriele Tarquini AGS-Ford 1:48.127 +2.614
6 33 Brasil Roberto Moreno EuroBrun-Judd 1:48.983 +3.470
7 31 Bélgica Bertrand Gachot Coloni-Ford 1:50.460 +4.947
8 34 Itália Claudio Langes EuroBrun-Judd 1:50.897 +5.384
9 39 Itália Bruno Giacomelli Life 2:10.786 +25.273

Treino classificatório[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto Equipe Tempo Q1 Tempo Q2 Dif.
1 27 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 1:40.198 1:46.843
2 28 Áustria Gerhard Berger McLaren-Honda 1:40.434 1:46.628 +0.236
3 1 França Alain Prost Ferrari 1:41.732 1:42.590 +1.532
4 2 Reino Unido Nigel Mansell Ferrari 1:42.313 1:42.057 +1.859
5 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Renault 1:43.736 1:42.195 +1.997
6 5 Bélgica Thierry Boutsen Williams-Renault 1:43.620 1:42.380 +2.182
7 20 Brasil Nelson Piquet Benetton-Ford 1:42.926 1:42.872 +2.674
8 4 França Jean Alesi Tyrrell-Ford 1:43.255 1:44.652 +3.057
9 19 Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford 1:43.594 1:44.559 +3.396
10 16 Itália Ivan Capelli Leyton House-Judd 1:45.025 1:44.349 +4.151
11 30 Japão Aguri Suzuki Lola-Lamborghini 1:45.382 1:44.363 +4.165
12 29 França Éric Bernard Lola-Lamborghini 1:44.998 1:44.496 +4.298
13 3 Japão Satoru Nakajima Tyrrell-Ford 1:44.873 1:44.650 +4.452
14 15 Brasil Maurício Gugelmin Leyton House-Judd 1:45.193 +4.995
15 23 Itália Pierluigi Martini Minardi-Ford 1:45.736 1:45.237 +5.039
16 11 Reino Unido Derek Warwick Lotus-Lamborghini 1:45.364 1:45.244 +5.046
17 8 Itália Stefano Modena Brabham-Judd 1:45.547 1:47:269 +5.349
18 10 Itália Alex Caffi Arrows-Ford 1:46.201 1:45.604 +5.406
19 9 Itália Michele Alboreto Arrows-Ford 1:45.871 1:45.755 +5.557
20 12 Reino Unido Martin Donnelly Lotus-Lamborghini 1:47.723 1:45.790 +5.592
21 7 Austrália David Brabham Brabham-Judd 1:46.110 1:46.518 +5.912
22 25 Itália Nicola Larini Ligier-Ford 1:47.068 1:46.187 +5.989
23 21 Itália Emanuele Pirro Dallara-Ford 1:46.904 1:46.506 +6.308
24 26 França Philippe Alliot Ligier-Ford 1:46.596 1:57.287 +6.398
25 36 Finlândia JJ Lehto Onyx-Ford 1:48.856 1:46.867 +6.669
26 35 Suíça Gregor Foitek Onyx-Ford 1:47.209 1:47.726 +7.011
27 14 França Olivier Grouillard Osella-Ford 1:47.429 1:48.172 +7.231
28 24 Itália Paolo Barilla Minardi-Ford 1:47.747 1:47.958 +7.549
29 18 França Yannick Dalmas AGS-Ford 1:47.789 1:47.874 +7.591
30 22 Itália Andrea de Cesaris Dallara-Ford 1:48.118 1:48.032 +7.834

Corrida[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto Equipe Voltas Tempo Grid Pts
1 27 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 45 1:20'47"164 1 9
2 19 Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford 45 6"520 9 6
3 28 Áustria Gerhard Berger McLaren-Honda 45 8"553 2 4
4 1 França Alain Prost Ferrari 45 45"270 3 3
5 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Renault 45 48"028 5 2
6 5 Bélgica Thierry Boutsen Williams-Renault 45 1'21"491 6 1
7 16 Itália Ivan Capelli Leyton House-Judd 44 + 1 Volta 10  
8 11 Inglaterra Derek Warwick Lotus-Lamborghini 44 + 1 Volta 16  
9 10 Itália Alex Caffi Arrows-Ford 44 + 1 Volta 18  
10 25 Itália Nicola Larini Ligier-Ford 43 + 2 Voltas 22  
11 4 França Jean Alesi Tyrrell-Ford 40 Transmissão 8  
NC 36 Finlândia Jyrki Järvilehto Onyx-Ford 39 Não Classificado 25  
Ret 29 França Eric Bernard Lola-Lamborghini 35 B. Combustível 12  
Ret 30 Japão Aguri Suzuki Lola-Lamborghini 33 Clutch 11  
Ret 3 Japão Satoru Nakajima Tyrrell-Ford 24 Motor 13  
Ret 20 Brasil Nelson Piquet Benetton-Ford 23 Motor 7  
Ret 23 Itália Pierluigi Martini Minardi-Ford 20 Motor 15  
Ret 35 Suíça Gregor Foitek Onyx-Ford 19 Spun Off 26  
Ret 2 Inglaterra Nigel Mansell Ferrari 15 Broken Wing 4  
Ret 15 Brasil Mauricio Gugelmin Leyton House-Judd 12 Motor 14  
Ret 7 Austrália David Brabham Brabham-Judd 12 Motor 21  
Ret 9 Itália Michele Alboreto Arrows-Ford 10 Motor 19  
Ret 12 Irlanda do Norte Martin Donnelly Lotus-Lamborghini 1 Clutch 20  
Ret 8 Itália Stefano Modena Brabham-Judd 0 Clutch 17  
Ret 21 Itália Emanuele Pirro Dallara-Ford 0 Colisão 23  
DSQ 26 França Philippe Alliot Ligier-Ford 0 Desqualificado 24  
DNQ 14 França Olivier Grouillard Osella-Ford - - -  
DNQ 24 Itália Paolo Barilla Minardi-Ford - - -  
DNQ 18 França Yannick Dalmas AGS-Ford - - -  
DNQ 22 Itália Andrea de Cesaris Dallara-Ford - - -  
DNPQ 17 Itália Gabriele Tarquini AGS-Ford - - -  
DNPQ 33 Brasil Roberto Moreno Euro Brun-Judd - - -  
DNPQ 31 Bélgica Bertrand Gachot Coloni-Ford - - -  
DNPQ 34 Itália Claudio Langes Euro Brun-Judd - - -  
DNPQ 31 Itália Bruno Giacomelli Life - - -  

Tabela do campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

  • Nota: Observe que somente as cinco primeiras posições estão incluídas nas tabelas.

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Líderes por volta: Ayrton Senna - 1ª à 17ª, 34ª à 45ª e Alessandro Nannini - 18ª à 33ª
  • Pilotos que concluíram a prova: 11
  • Abandonos: 13
  • Não Classificado: 1
  • Desclassificação: 1
  • Ayrton Senna era o grande ídolo dos alemães. Tinha vencido em Hockenheim nos dois anos anteriores e, na falta de um piloto da terra, os germânicos saudavam o brasileiro com muita cerveja e bandeiras brasileiras com sua foto. Talvez esse carinho motivasse Senna porque, mais uma vez, foi imbatível na busca da pole position e tranqüilo no grande prêmio. Liderou fácil e, mesmo quando ficou atrás de Alessandro Nannini (Benetton-Ford), após o pit stop de pneus, não perdeu o controle da corrida. Voltou à ponta e emplacou a terceira vitória consecutiva no GP da Alemanha, propiciando aos seus alegres fãs mais um motivo para inundar o belo autódromo alemão de chope. Mas Ayrton Senna não comemorou, refugiou-se no motorhome da McLaren para chorar a morte do seu fiel amigo e empresário Armando Botelho, que aconteceu quando o piloto dava a volta da vitória em Hockenheim.
  • Philippe Alliot foi desclassificado porque os fiscais de pista o ajudaram de forma ilegal após sua Ligier ter sido bloqueada pela Dallara do italiano Emanuele Pirro. Esta foi a segunda desclassificação do francês na temporada.

Referências

Prova Anterior:
Grande Prêmio da Grã-Bretanha de 1990
Campeonato do Mundo da FIA
Fórmula 1, Temporada 1990
Próxima Prova:
Grande Prêmio da Hungria de 1990

Prova Anterior:
Grande Prêmio da Alemanha de 1989
Grande Prêmio da Alemanha Próxima Prova:
Grande Prêmio da Alemanha de 1991