Grande Prêmio da Alemanha de 1991 (Fórmula 1)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grande Prêmio da Alemanha de Fórmula 1 de 1991
Hockenheimring prior to 2002.svg
Mapa do circuito.
Detalhes da corrida
Categoria Fórmula 1
Data 28 de julho de 1991
Nome oficial Grosser Mobil 1 Preis von Deutschland
Local Hockenheimring
Percurso 6,802 km
Total 45 voltas / 306,090 km
Pole
Piloto
Reino Unido Nigel Mansell Williams-Renault
Tempo 1:37.087
Volta mais rápida
Piloto
Itália Riccardo Patrese Williams-Renault
Tempo 1:43.569 (na volta 35)
Pódio
Primeiro
Reino Unido Nigel Mansell Williams-Renault
Segundo
Itália Riccardo Patrese Williams-Renault
Terceiro
França Jean Alesi Ferrari

O Grande Prêmio da Alemanha de 1991 foi a 9ª corrida da temporada de 1991 da Fórmula 19. A prova foi disputada em 28 de julho no circuito de Hockenheimring. O vencedor foi o britânico Nigel Mansell.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pré-qualificação[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto Equipe Tempo Dif.
1 7 Reino Unido Martin Brundle Brabham-Yamaha 1:42.810
2 17 Itália Gabriele Tarquini AGS-Ford 1:43.939 +1.129
3 9 Itália Michele Alboreto Footwork-Ford 1:44.034 +1.224
4 8 Reino Unido Mark Blundell Brabham-Yamaha 1:44.257 +1.447
5 14 França Olivier Grouillard Fondmetal-Ford 1:44.645 +1.835
6 10 Itália Alex Caffi Footwork-Ford 1:45.282 +2.472
7 18 Itália Fabrizio Barbazza AGS-Ford 1:46.604 +3.794
8 31 Portugal Pedro Chaves Coloni-Ford 1:47.546 +4.736

Treino classificatório[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto Equipe Tempo Q1 Tempo Q2 Dif.
1 5 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Renault 1:37.467 1:37.087
2 1 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 1:38.208 1:37.274 +0.187
3 2 Áustria Gerhard Berger McLaren-Honda 1:37.946 1:37.393 +0.306
4 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Renault 1:38.146 1:37.435 +0.348
5 27 França Alain Prost Ferrari 1:39.422 1:39.034 +1.947
6 28 França Jean Alesi Ferrari 1:39.391 1:39.042 +1.955
7 33 Itália Andrea de Cesaris Jordan-Ford 1:40.387 1:40.239 +3.152
8 20 Brasil Nelson Piquet Benetton-Ford 1:40.560 1:40.878 +3.473
9 19 Brasil Roberto Moreno Benetton-Ford 1:41.968 1:40.957 +3.870
10 23 Itália Pierluigi Martini Minardi-Ferrari 1:40.998 1:41.373 +3.911
11 32 Bélgica Bertrand Gachot Jordan-Ford 1:41.443 1:41.308 +4.221
12 16 Itália Ivan Capelli Leyton House-Ilmor 1:42.025 1:41.330 +4.243
13 3 Japão Satoru Nakajima Tyrrell-Honda 1:41.515 1:41.390 +4.303
14 4 Itália Stefano Modena Tyrrell-Honda 1:41.566 1:41.952 +4.479
15 7 Reino Unido Martin Brundle Brabham-Yamaha 1:42.294 1:41.615 +4.528
16 15 Brasil Mauricio Gugelmin Leyton House-Ilmor no time 1:41.735 +4.648
17 25 Bélgica Thierry Boutsen Ligier-Lamborghini 1:41.823 1:41.929 +4.736
18 21 Itália Emanuele Pirro Dallara-Judd 1:42.021 1:42.672 +4.934
19 24 Itália Gianni Morbidelli Minardi-Ferrari 1:42.132 1:42.058 +4.971
20 22 Finlândia JJ Lehto Dallara-Judd 1:42.171 1:42.708 +5.084
21 8 Reino Unido Mark Blundell Brabham-Yamaha 1:43.414 1:42.216 +5.129
22 30 Japão Aguri Suzuki Lola-Ford 1:45.037 1:42.474 +5.387
23 11 Finlândia Mika Häkkinen Lotus-Judd 1:44.816 1:42.726 +5.639
24 34 Itália Nicola Larini Modena-Lamborghini 1:44.596 1:43.035 +5.948
25 29 França Eric Bernard Lola-Ford 1:43.797 1:43.321 +6.234
26 26 França Eric Comas Ligier-Lamborghini 1:43.803 1:43.364 +6.277
27 9 Itália Michele Alboreto Footwork-Ford 1:44.362 1:43.409 +6.322
28 12 Alemanha Michael Bartels Lotus-Judd 1:46.409 1:43.624 +6.537
29 17 Itália Gabriele Tarquini AGS-Ford 1:43.787 1:43.918 +6.700
30 35 Bélgica Eric van de Poele Modena-Lamborghini 1:44.489 1:44.207 +7.120

Corrida[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto Equipe Voltas Tempo Grid Pts
1 5 Inglaterra Nigel Mansell Williams-Renault 45 1:19'29"661 1 10
2 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Renault 45 13"779 4 6
3 28 França Jean Alesi Ferrari 45 17"618 6 4
4 2 Áustria Gerhard Berger McLaren-Honda 45 32"651 3 3
5 33 Itália Andrea de Cesaris Jordan-Ford 45 1'17"537 7 2
6 32 Bélgica Bertrand Gachot Jordan-Ford 45 1'40"605 11 1
7 1 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 44 Combustível 2  
8 19 Brasil Roberto Moreno Benetton-Ford 44 + 1 Volta 9  
9 25 Bélgica Thierry Boutsen Ligier-Lamborghini 44 + 1 Volta 17  
10 21 Itália Emanuele Pirro Dallara-Judd 44 + 1 Volta 18  
11 7 Inglaterra Martin Brundle Brabham-Yamaha 43 + 2 Voltas 15  
12 8 Inglaterra Mark Blundell Brabham-Yamaha 43 + 2 Voltas 21  
13 4 Itália Stefano Modena Tyrrell-Honda 41 + 4 Voltas 14  
Ret 27 França Alain Prost Ferrari 37 Embreagem 5  
Ret 16 Itália Ivan Capelli Leyton House-Ilmor 36 Motor 12  
Ret 22 Finlândia Jyrki Järvilehto Dallara-Judd 35 Motor 20  
Ret 20 Brasil Nelson Piquet Benetton-Ford 27 Motor 8  
Ret 3 Japão Satoru Nakajima Tyrrell-Honda 26 Caixa de Câmbio 13  
Ret 26 França Erik Comas Ligier-Lamborghini 22 Motor 26  
Ret 15 Brasil Mauricio Gugelmin Leyton House-Ilmor 21 Caixa de Câmbio 16  
Ret 11 Finlândia Mika Häkkinen Lotus-Judd 19 Motor 23  
Ret 30 Japão Aguri Suzuki Lola-Ford 15 Motor 22  
Ret 24 Itália Gianni Morbidelli Minardi-Ferrari 14 Diferencial 19  
Ret 23 Itália Pierluigi Martini Minardi-Ferrari 11 Diferencial 10  
Ret 29 França Eric Bernard Lola-Ford 9 Transmissão 25  
Ret 34 Itália Nicola Larini Modena-Lamborghini 0 Rodada 24  
DNQ 9 Itália Michele Alboreto Footwork-Ford - - -  
DNQ 12 Alemanha Michael Bartels Lotus-Judd - - -  
DNQ 17 Itália Gabriele Tarquini AGS-Ford - - -  
DNQ 35 Bélgica Eric van de Poele Modena-Lamborghini - - -  
DNPQ 14 França Olivier Grouillard Fondmetal-Ford - - -  
DNPQ 10 Itália Alex Caffi Footwork-Ford - - -  
DNPQ 18 Itália Fabrizio Barbazza AGS-Ford - - -  
DNPQ 31 Portugal Pedro Chaves Coloni-Ford - - -  

Tabela do campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

  • Nota: Observe que somente as cinco primeiras posições estão incluídas nas tabelas.

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Líderes por volta: Nigel Mansell - 1ª à 18ª, 21ª à 45ª e Jean Alesi - 19ª e 20ª
  • Pilotos que concluíram a prova: 13
  • Abandonos: 13

Em Hockenheim era aberta a segunda metade do campeonato de 1991. Nigel Mansell fez a sua segunda pole consecutiva, seguido de Ayrton Senna, Gerhard Berger, Riccardo Patrese, Alain Prost e Jean Alesi. Nelson Piquet largou em oitavo, Roberto Moreno em nono e Mauricio Gugelmin em décimo-sexto.

Na largada, Mansell pulou na frente seguido de Berger, Senna, Prost, Patrese e Alesi. Após 10 voltas, o Leão fazia uma corrida tranquila enquanto Senna não conseguia um bom ritmo para ultrapassar o seu companheiro de equipe. Na volta 19, Mansell fez a sua parada para troca de pneus e voltou no meio do bolo. Depois, Senna parou e voltou em quinto. Na volta 21, Alesi que era o líder, parou no box e voltou na frente de Patrese em segundo. Após as paradas, os seis primeiros eram Mansell, Alesi, Patrese, Senna, Prost e Berger.

Na volta 27, Patrese ultrapassou Alesi e assumiu o segundo lugar. Senna e Prost fizeram um duelo espetacular pela quarta posição por 11 voltas. Faltando 8 voltas para o final, Prost tentou a ultrapassagem por fora, mas passou reto na chicane e ficou sem embreagem abandonando a prova.

Nigel Mansell venceu pela terceira vez seguida na temporada, com Riccardo Patrese em segundo fazendo a dobradinha da Willams, Jean Alesi completou o pódio. Ayrton Senna na última volta teve o mesmo problema da etapa de Silverstone e ficou sem combustível, só que diferentemente da última corrida, Senna ficou em sétimo fora da zona de pontuação. Berger ficou em quarto, De Cesaris em quinto e Gachot em sexto. Roberto Moreno ficou em oitavo. Nelson Piquet abandonou com motor quebrado na volta 28, sete voltas antes Mauricio Gugelmin tinha abandonado com problemas na caixa de cambio.

A situação de Senna que era tranquila no campeonato, começava a complicar. Senna permaneceu com 51 pontos, enquanto Mansell aproximou perigosamente ficando apenas oito pontos atrás.

Prova Anterior:
Grande Prêmio da Grã-Bretanha de 1991
Campeonato do Mundo da FIA
Fórmula 1, Temporada 1991
Próxima Prova:
Grande Prêmio da Hungria de 1991

Prova Anterior:
Grande Prêmio da Alemanha de 1990
Grande Prémio da Alemanha Próxima Prova:
Grande Prêmio da Alemanha de 1992