Grande Prêmio da Itália de 1950 (Fórmula 1)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Grande Prêmio da Itália de 1950 foi uma corrida da Fórmula 1 que aconteceu em 3 de setembro de 1950.

Treino oficial[editar | editar código-fonte]

Pos No Piloto Construtor Volta Dif.
1 18 Argentina Juan Manuel Fangio Alfa Romeo 1:58.6 -
2 16 Itália Alberto Ascari Ferrari 1:58.8 + 0.2
3 10 Itália Nino Farina Alfa Romeo 2:00.2 + 1.6
4 46 Itália Consalvo Sanesi Alfa Romeo 2:00.4 + 1.8
5 36 Itália Luigi Fagioli Alfa Romeo 2:04.0 + 5.4
6 48 Itália Dorino Serafini Ferrari 2:05.6 + 7.0
7 60 Itália Piero Taruffi Alfa Romeo 2:05.8 + 7.2
8 12 França Raymond Sommer Talbot-Lago-Talbot 2:08.6 + 10.0
9 4 Itália Franco Rol Maserati 2:10.0 + 11.4
10 44 França Robert Manzon Simca-Gordini 2:12.4 + 13.8
11 40 França Guy Mairesse Talbot-Lago-Talbot 2:13.2 + 14.6
12 42 França Maurice Trintignant Simca-Gordini 2:13.4 + 14.8
13 58 França Louis Rosier Talbot-Lago-Talbot 2:13.4 + 14.8
14 64 França Henri Louveau Talbot-Lago-Talbot 2:13.8 + 15.2
15 30 Tailândia Prince Bira Maserati 2:14.0 + 15.4
16 24 França Philippe Étancelin Talbot-Lago-Talbot 2:14.4 + 15.8
17 38 Suíça Toulo de Graffenried Maserati 2:14.4 + 15.8
18 8 Reino Unido Peter Whitehead Ferrari 2:16.2 + 17.6
19 6 Mónaco Louis Chiron Maserati 2:17.2 + 18.6
20 56 França Pierre Levegh Talbot-Lago-Talbot 2:17.2 + 18.6
21 32 Reino Unido Cuth Harrison ERA 2:18.4 + 19.8
22 2 Bélgica Johnny Claes Talbot-Lago-Talbot 2:18.6 + 20.0
23 52 Itália Felice Bonetto Milano 2:19.8 + 21.2
24 50 Reino Unido David Murray Maserati 2:22.0 + 23.4
25 22 Itália Clemente Biondetti Ferrari-Jaguar 2:30.6 + 32.0
26 62 Itália Franco Comotti Maserati 2:33.6 + 35.0
27 28 Alemanha Paul Pietsch Maserati Sem tempo -

Resumo[editar | editar código-fonte]

Disposta a impressionar seu público em casa a Ferrari desenvolveu um motor 4.1 de 2 litros para tentar acabar com o domínio da Alfa Romeo. Ascari ficou em segundo lugar num grid com pole de Fangio e em seguida pôs-se adiante de Farina durante a prova. Infelizmente o ritmo era intenso e o carro novo não suportou o embalo sofrendo uma avaria na volta 20, o que restabeleceu o costumeiro domínio das Alfas. Fangio se apresentou duas vezes: uma em seu próprio carro e uma segunda vez, após assumir o lugar de Taruffi. Farina venceu seguido de Ascari que agora estava no carro do companheiro de equipe, Serafini. Apenas sete dos vinte e cinco carros concluíram a prova e com a vitória Farina se tornou o primeiro a receber a coroa do Campeonato Mundial de Pilotos.

Classification[editar | editar código-fonte]

Pos No Driver Constructor Laps Time/Retired Grid Points
1 10 Itália Nino Farina Alfa Romeo 80 2:51:17.4 3 8
2 48 Itália Dorino Serafini
Itália Alberto Ascari
Ferrari 80 + 1:18.6 6 3
3
3 36 Itália Luigi Fagioli Alfa Romeo 80 + 1:35.6 5 4
4 58 França Louis Rosier Talbot-Lago-Talbot 75 + 5 Laps 13 3
5 24 França Philippe Étancelin Talbot-Lago-Talbot 75 + 5 Laps 16 2
6 38 Suíça Toulo de Graffenried Maserati 72 + 8 Laps 17  
7 8 Reino Unido Peter Whitehead Ferrari 72 + 8 Laps 18  
Ret 50 Reino Unido David Murray Maserati 56 Gearbox 24  
Ret 32 Reino Unido Cuth Harrison ERA 51 Radiator 21  
Ret 12 França Raymond Sommer Talbot-Lago-Talbot 48 Gearbox 8  
Ret 40 França Guy Mairesse Talbot-Lago-Talbot 42 Oil Pipe 11  
Ret 4 Itália Franco Rol Maserati 39 Retirement 9  
Ret 60 Itália Piero Taruffi
Argentina Juan Manuel Fangio
Alfa Romeo 34 Engine 7  
Ret 56 França Pierre Levegh Talbot-Lago-Talbot 29 Gearbox 20  
Ret 18 Argentina Juan Manuel Fangio Alfa Romeo 23 Gearbox 1 1
Ret 2 Bélgica Johnny Claes Talbot-Lago-Talbot 22 Overheating 22  
Ret 16 Itália Alberto Ascari Ferrari 21 Engine 2  
Ret 22 Itália Clemente Biondetti Ferrari-Jaguar 17 Engine 25  
Ret 64 França Henri Louveau Talbot-Lago-Talbot 16 Brakes 16  
Ret 62 Itália Franco Comotti Maserati 15 Retirement 26  
Ret 42 França Maurice Trintignant Simca-Gordini 13 Water Pipe 12  
Ret 6 Mónaco Louis Chiron Maserati 13 Oil Pressure 19  
Ret 46 Itália Consalvo Sanesi Alfa Romeo 11 Engine 4  
Ret 44 França Robert Manzon Simca-Gordini 7 Transmission 10  
Ret 30 Tailândia Prince Bira Maserati 1 Engine 15  
Ret 28 Alemanha Paul Pietsch Maserati 0 Engine 27  
DNS 52 Itália Felice Bonetto Milano 0 Non Starter 23   -

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Líderes:
    • Nino Farina (voltas 1-13, 16-80)
    • Alberto Ascari (voltas 14-15)
  • Fangio marcou 1 ponto pela volta mais rápida da prova.
  • Os quatro pontos de Luigi Fagioli foram desconsiderados. Apenas os quatro melhores resultados de cada piloto eram válidos para efeitos de campeonato.
  • Philippe Étancelin terminou em quinto e tornou-se o mais velho piloto a marcar pontos no campeonato.
  • Três pilotos chegaram a esta prova com chances de título.
    • Fangio precisaria ao menos de um:
      • 2º lugar
      • 3º, 4º ou 5º, com Farina em 2º
      • Se não pontuasse precisaria fazer a melhor volta, desde que Farina fosse no máximo o terceiro (sem marcar a melhor volta)
      • Se não pontuasse nem fizesse a menor volta, Farina deveria ficar abaixo do 3º lugar (sem a melhor volta) e Fagioli não poderia vencer e assinalar a melhor volta
    • Farina precisaria ao menos
      • Vencer e marcar a melhor volta com Fangio no máximo em terceiro
      • No mínimo ser o 3º e marcar a melhor volta desde que Fangio não pontuasse
    • Fagioli precisava
      • Vencer e marcar a melhor volta com Farina no máximo em terceiro e Fangio fora da zona de pontuação

Mundial de pilotos após a prova[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto Pontos
1 Itália Nino Farina 30
2 Argentina Juan Manuel Fangio 27
3 Itália Luigi Fagioli 24
4 França Louis Rosier 13
5 Itália Alberto Ascari 11
  • Nota: Apenas os cinco primeiros são relacionados. Somente os quatro melhores resultados de cada piloto são válidos para efeito de pontuação no campeonato.


Fonte: Formula1.com

Ver também[editar | editar código-fonte]