Grande Prêmio do Brasil de 1989 (Fórmula 1)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Resultados do Grande Prêmio do Brasil realizado em Jacarepaguá a 26 de Março de 1989.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto Equipe Voltas Tempo Grid Pts
1 27 Flag of England.svg Nigel Mansell Ferrari 61 1:38'58"744 6 9
2 2 Flag of France.svg Alain Prost McLaren-Honda 61 7"809 5 6
3 15 Brasil Mauricio Gugelmin March-Judd 61 9"370 12 4
4 20 Flag of England.svg Johnny Herbert Benetton-Ford 61 10"493 10 3
5 9 Flag of England.svg Derek Warwick Arrows-Ford 61 17"866 8 2
6 19 Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford 61 18"241 11 1
7 3 Flag of England.svg Jonathan Palmer Tyrrell-Ford 60 + 1 Volta 18  
8 12 Japão Satoru Nakajima Lotus-Judd 60 + 1 Volta 21  
9 26 Flag of France.svg Olivier Grouillard Ligier-Ford 60 + 1 Volta 22  
10 4 Itália Michele Alboreto Tyrrell-Ford 59 + 2 Voltas 20  
11 1 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 59 + 2 Voltas 1  
12 30 Flag of France.svg Philippe Alliot Lola-Lamborghini 58 + 3 Voltas 26  
13 22 Itália Andrea de Cesaris Dallara-Ford 57 + 4 Voltas 15  
14 38 Alemanha Christian Danner Rial-Ford 56 + 5 Voltas 17  
15 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Renault 51 Alternador 2  
Ret 10 Estados Unidos Eddie Cheever Arrows-Ford 37 Colisão 24  
Ret 34 Alemanha Bernd Schneider Zakspeed-Yamaha 36 Colisão 25  
Ret 7 Flag of England.svg Martin Brundle Brabham-Judd 27 Semi-Eixo 13  
Ret 16 Itália Ivan Capelli March-Judd 22 Suspensão 7  
Ret 11 Brasil Nelson Piquet Lotus-Judd 10 Bomba de Combustível 9  
DSQ 17 Itália Nicola Larini Osella-Ford 10 Desclassificado 19  
Ret 8 Itália Stefano Modena Brabham-Judd 9 Semi-Eixo 14  
Ret 5 Flag of Belgium.svg Thierry Boutsen Williams-Renault 3 Motor 4  
Ret 23 Itália Pierluigi Martini Minardi-Ford 2 Chassis 16  
Ret 28 Flag of Austria.svg Gerhard Berger Ferrari 0 Colisão 3  
Ret 24 Espanha Luis Perez-Sala Minardi-Ford 0 Colisão 23  
DNQ 29 Flag of France.svg Yannick Dalmas Lola-Lamborghini - - -  
DNQ 25 Flag of France.svg Rene Arnoux Ligier-Ford - - -  
DNQ 33 Flag of Switzerland.svg Gregor Foitek Euro Brun-Judd - - -  
DNQ 31 Brasil Roberto Moreno Coloni-Ford - - -  
DNPQ 21 Itália Alex Caffi Dallara-Ford - - -  
DNPQ 18 Itália Piercarlo Ghinzani Osella-Ford - - -  
DNPQ 39 Alemanha Volker Weidler Rial-Ford - - -  
DNPQ 32 Flag of France.svg Pierre Henri Raphanel Coloni-Ford - - -  
DNPQ 41 Alemanha Joachim Winkelhock AGS-Ford - - -  
DNPQ 35 Japão Aguri Suzuki Zakspeed-Yamaha - - -  
DNPQ 36 Flag of Sweden.svg Stefan Johansson Onyx-Ford - - -  
DNPQ 37 Flag of Belgium.svg Bertrand Gachot Onyx-Ford - - -  

Notas[editar | editar código-fonte]

Extensão da Pista e Número de Voltas

5,031 m e 61 Voltas

Pole Position

Ayrton Senna

1'25"302

Volta mais rápida

Riccardo Patrese

1'32"507

Líderes por volta

Riccardo Patrese - 1ª à 15ª, 21ª e 22ª, Nigel Mansell - 16ª à 20ª, 28ª à 44ª, 47ª à 61ª e Alain Prost - 23ª à 27ª, 45ª e 46ª

Pilotos que concluíram a prova

15

Abandonos

10

Desclassificação

1

Senna faz a pole, com Patrese, da Williams, em segundo e Berger, da Ferrari, em terceiro. Prost é apenas o quinto. Berger larga muito bem e tenta ultrapassar Senna por dentro da curva 1, com Patrese formando um sanduíche por fora. O austríaco força muito se choca com o brasileiro, que não tinha espaço de nenhum dos dois lados. Patrese sai ileso e toma a ponta, com Boutsen, recém-contratado pela Williams, em segundo. Berger abandona. Senna insiste em continuar, mas sem as duas asas dianteiras do carro, fazendo com que o atual campeão fosse para os boxes colocar outro bico com as duas asas no carro.

Com os problemas da turma da frente, Mansell, que largou na 6ª posição, pula para 3º e vai para cima das duas Williams.

Na 3ª volta, ultrapassa Boutsen, e na 15ª era a vez de Patrese ser superado. Com isso, Mansell assume a ponta da prova.

Com 21 voltas, Mansell faz seu pit-stop e cai para a terceira posição. Enquanto isso, Prost ataca Patrese e assume a ponta. Logo depois, o italiano, com pneus desgastados por causa de sua estratégia de uma parada, é facilmente ultrapassado por Mansell, que não demora muito para ultrapassar Prost, que tinha perdido sua embreagem. O francês também estava com os pneus muito desgastados e seguiu assim até o fim, porque se parasse nos boxes sem a embreagem, o motor apagaria.

Na 45ª volta, Mansell ainda faz uma outra parada para troca de pneus, e ainda tem tempo para trocar a direção do carro que estava com problemas. Ele volta atrás de Prost e ainda consegue ultrapassá-lo e reassume a liderança da prova.

Na 46ª, Patrese faz finalmente a troca de pneus; retorna ao circuito em 5º; quando o pneu atigiu a temperatura ideal, ele vai tirando a vantagem de Gugelmin, então em 3º; indo para abrir a 51ª volta, Patrese ultrapassa o piloto brasileiro da March, mas a alegria do italiano da Williams foi em vão, porque o alternador do carro quebrou, voltando a posição para Gugelmin, que tentava novamente ganhar a 2ª posição do francês da McLaren, mas não conseguiu

No final, Mansell vence a primeira na sua nova equipe, com Prost em 2º, Gugelmin em 3º, Herbert em 4º, Warwick em 5º e Nannini em 6º lugar.

  • A corrida tambem marcou a estreia do câmbio semi-automatico com acionamento no volante nos carros da Ferrari.
  • Retorno do motor Renault na categoria, agora como aspirado.
  • Estreia da equipe Onyx.
  • Estreias dos pilotos:

- inglês Johnny Herbert;

- suíço Gregor Foitek;

- franceses Olivier Grouillard e Pierre Henry Raphanel e

- alemães Volker Weidler e Joachim Winkelhock.

  • Última corrida na pista de Jacarepaguá.
Prova Anterior:
Grande Prêmio da Austrália de 1988
Campeonato do Mundo da FIA
Fórmula 1, Temporada 1989
Próxima Prova:
Grande Prêmio de San Marino de 1989

Prova Anterior:
Grande Prêmio do Brasil de 1988
Grande Prêmio do Brasil Próxima Prova:
Grande Prêmio do Brasil de 1990