Grande Teatro de Genebra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fachado do Grande Teatro.

O Grande Teatro de Genebra (Le Grand Théâtre) é o principal teatro de ópera desta cidade na Suíça e fica situado na Praça Nova (Place Neuve). O teatro ocupa um bom lugar entre os grandes teatros líricos da Europa.[1]

Durante a Reforma protestante a ópera é limitada pela ortodoxia calvinista e é só em meados de 1760 que se pensa em construir um edifício específico. Sobre a influência de Voltaire a ópera começa timidamente a realizar-se em 1738 nas salas do Jeu de Paume de Saint-Gervais e depois no Teatro de Rosimond em 1766 que será destruído pelas chamas em 1768.[2]

O Grande Teatro[editar | editar código-fonte]

É em 1861 que nasce a ideia de criar o actual teatro - mesmo se entretanto houve uma pequena sala mal equipada e demasiado pequena - o que só se verifica com a herança do duque Carlos II de Brunsvique e ao dão de um terreno pelo Estado de Genebra.[2] Criticado por ser "uma pálida cópia da Ópera Garnier em Paris", o no entanto prestigioso edifício é aberto ao público a 2 de Outubro de 1879, com a representação de 'Guilherme Tell de Rossini.

No estilo Segundo Império a fachada é rica de numerosas esculturas dos quais fazem parte quatro estátuas que representam a Tragédia, a Dança, a Música e a Comédia. O frontão contem as armas de Genebra.[2]

O incêndio[editar | editar código-fonte]

O átrio que escapou ao incêndio.

Em 1951 durante a preparação de um efeito pirotécnico para o último ato das Valquírias, um incêndio só permite recuperar a fachada, o átrio e a biblioteca. A reconstrução é então aproveitada para ampliar o teatro.

Atualmente o teatro apresenta cerca de uma centena de espetáculos de balé, de ópera e de música clássica. Desde 1997 a música de câmara é geralmente apresentada na sala Théodore Turrettini no Edifício das Forças Motrizes.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligação Externa[editar | editar código-fonte]