Grandes Oficiais do Reino da Suécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Reino da Suécia
Coat of Arms of Sweden Lesser.svg

Este artigo é parte da série:
Política e governo da
Suécia



Outros países · Atlas

Os Grandes Oficiais do Reino (Sueco: De högre riksämbetsmännen) eram os cinco grande lideres membros do Conselho Privado da Suécia, entre o final do século dezesseis até meados de 1680.

Com a constituição de 1634, os cinco oficiais tornaram-se ministros de diferentes braços do governo (Sueco:kollegium). A mesma constituição declarou que os detentores dos cargos deveriam atuar como regentes no impedimento da ocupação do trono. Todos os Grandes oficiais do reino foram abolidos pelo rei Carlos XI.

O cargo de Lord High Steward e Lord High Chancellor foram reabertos no final do século dezoito, mas logo foram abolidos.[1]

Os Cinco Grandes Oficiais[editar | editar código-fonte]

O grandes oficiais eram, em ordem do que foi estabelecido em 1634, os seguintes [2] :

  1. Lord High Steward (ou Lord High Justiciar) (Sueco: Riksdrots)
  2. Lord High Constable (Sueco: Riksmarsk)
  3. Lord High Admiral (Sueco: Riksamiral)
  4. Lord High Chancellor (Sueco: Rikskansler)
  5. Lord High Treasurer (Sueco: Riksskattmästare)

Lord High Steward[editar | editar código-fonte]

O titulo tinha importante significado até 1614, quando o então Lord High Steward Magnus Brahe foi colocado no Svea Court of Appeal, a mais alta corte da Suécia naquele tempo. O lorde ficou responsável por supervisionar a justiça na Suécia.[3]

Lord High Constable[editar | editar código-fonte]

O titulo tinha importante significado até 1630, quando o Lord High Constable Jacob De la Gardie tornou-se presidente do Conselho de Guerra (Sueco: primeiro Krigsrätten, depois Krigsrådet e, em 1634, Krigskollegium), assim como chefe das forças armadas.[4]

Lord High Admiral[editar | editar código-fonte]

O Lord High Admiral era chefe do Almirantado da Suécia (Sueco: Amiralitetskollegium em 1634) e da Marinha Sueca.[5]

Lord High Chancellor[editar | editar código-fonte]

O Lord High Chancellor foi designado para garantir que as ordens do rei e do governo fossem seguidas. Ao longo do caminho, as atribuições do chanceler aumentaram até ao montante da criação de uma chancelaria, a Privy Council Chancellery of Sweden (em Inglês). A chancelaria tornou-se um dos ramos do governo e o chanceler atuou como a cabeça dele. Ainda que no quarto posto entre os grandes oficiais, o Lord High Chancellor se tornou a figura mais importante do Conselho Privado. O chanceler foi chefe das relações com as potências estrangeiras.[6]

Lord High Treasurer[editar | editar código-fonte]

O Lord High Treasurer tinha a responsabilidade de fiscalizar as questões relativas à economia do estado. O titular do escritório era o chefe das Câmaras, que em 1634 foi declarado um dos cinco departamentos do governo sob o nome de Kammarkollegium.[7]

Oficiais Menores do Reino[editar | editar código-fonte]

Atrás dos grandes oficiais, estavam outros membros do governo, Oficiais Menores do Reino (inglês), (em Sueco: de lägre riksämbetsmännen). Esses eram Marechal do Reino (riksmarskalk), Equerry do Reino (riksstallmästare), Forester do Reino (riksjägmästaren), e General Quartermaster (generalkvartermästaren) e rikstygmästaren.[1]

Gustavo III da Suécia

No final do século 17, o rei Carlos XI removeu não apenas os grandes oficiais, mas os oficiais menores também. Os escritórios do Marechal do Reino e do Equerry do Reino foram ambos revivido pelo rei Gustavo III no final do século 18.[1] Entre os pequnos e grandes oficiais do Reino, o unico ainda a existir é o Marehal do Reino.


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c Nordisk Familjebok - Riksämbetsmän (em swedish). Nordisk Familjebok at runeberg.org (1916). Página visitada em 2009-06-06.
  2. Nordisk familjebok - Riksämbetsmän (em swedish). Nordisk Familjebok at runeberg.org (1889). Página visitada em 2009-06-06.
  3. Nordisk Familjebok - Drots (em swedish). Nordisk Familjebok at runeberg.org pp. 881–882. Página visitada em 2009-06-06.
  4. Nordisk Familjebok - Marsk (em swedish). Nordisk Familjebok at runeberg.org. Página visitada em 2009-06-06.
  5. Nordisk Familjebok - Riksamiral (em swedish). Nordisk Familjebok at runeberg.org (1916). Página visitada em 2009-06-06.
  6. Nordisk Familjebok - "Rikskansler" (em swedish). runeberg.org. Página visitada em 2009-06-06.
  7. Nordisk Familjebok (Uggleupplagan) - Riksskattmästaren (em swedish). Nordisk Familjebok at runeberg.org (1916). Página visitada em 2009-06-06.