Granina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Granina (cromogranina ou secretogranina)
Estrutura de um fragmento da cromogranina A.[1]
Indicadores
Símbolo Granin
Pfam PF01271
InterPro IPR001990
PROSITE PDOC00365
SCOP 1cfk
Família OPM 328
Proteína OPM 1lv4

As graninas (cromogranina e secretogranina) formam uma família de proteínas ubiquitárias reguladoras de secreção proteica, que são encontradas nas vesículas secretórias de hormônios aminas e peptídicos e de neurotransmissores.[2]

Função[editar | editar código-fonte]

As graninas (cromograninas ou secretograninas) são proteínas ácidas e estão presentes nos grânulos secretórios de uma grande variedade de células endócrinas e neuroendócrinas. A função exata dessas proteínas ainda não foi estabelecida, mas há evidências de que as graninas funcionam como pró-hormônios, liberando inúmeros fragmentos de peptídeos, para os quais atividades autócrinas, parácrinas e endócrinas têm sido demonstradas in vitro e in vivo. A bioquímica intracelular das graninas inclui ligação com Ca2+, ATP e catecolaminas (epinefrina e norepinefrina) no interior das vesículas de armazenamento dos hormônios.

Membros[editar | editar código-fonte]

Cromograninas[editar | editar código-fonte]

Secretograninas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Preece NE, Nguyen M, Mahata M, et al.. (Abril 2004). "Conformational preferences and activities of peptides from the catecholamine release-inhibitory (catestatin) region of chromogranin A". Regul. Pept. 118 (1-2): 75–87. DOI:10.1016/j.regpep.2003.10.035. PMID 14759560.
  2. Huttner WB, Gerdes HH, Rosa P. (Janeiro 1991). "The granin (chromogranin/secretogranin) family". Trends Biochem. Sci. 16 (1): 27–30. DOI:10.1016/0968-0004(91)90012-K. PMID 2053134.
Ícone de esboço Este artigo sobre proteínas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.