Gregg Berhalter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Junho de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Berhalter
Berhalter
Informações pessoais
Nome completo Gregg Berhalter
Data de nasc. 1 de Agosto de 1973 (40 anos)
Local de nasc. Englewood,  Estados Unidos
Altura 1,85 m
Esquerdo
Informações profissionais
Clube atual Estados Unidos Columbus Crew
Posição Treinador/Ex-Defensor
Clubes de juventude
1991-1994 Universidade da Carolina do Norte
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1993
1994-1996
1996-1998
1998-1999
2001-2002
2002-2006
2006-2009
2009–2011
Estados Unidos Raleigh Flyers
Países Baixos Zwolle
Países Baixos Sparta Rotterdam
Países Baixos Cambuur Leeuwarden
Inglaterra Crystal Palace
Alemanha Energie Cottbus
Alemanha Munique 1860
Estados Unidos Los Angeles Galaxy
- (-)
37 (2)
10 (0)
56 (2)
19 (1)
111 (9)
73 (8)
52 (0)
Seleção nacional
1993
1994-2006
Flag of the United States.svg Estados Unidos Sub-20
Flag of the United States.svg Estados Unidos
4 (0)
44 (0)
Gregg Berhalter
Informações pessoais
Data de nasc. {{{nascimento_data}}}
Local de nasc. {{{nascimento_cidade}}}, {{{nascimento_país}}}
Informações profissionais
Times que treinou
2011
2011-2013
2013-
Estados Unidos Los Angeles Galaxy (jogador/auxiliar-técnico)
Suécia Hammarby
Estados Unidos Columbus Crew

Gregg Berhalter (Englewood, 1 de agosto de 1973) é um ex-futebolista e treinador de futebol norte-americano, que atuava como defensor.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início em torneios universitários e passagens por Holanda, Inglaterra e Alemanha[editar | editar código-fonte]

De origem irlandesa, Berhalter, assim como a maioria dos jogadores de futebol dos EUA, iniciou a sua trajetória futebolística em torneios universitários, sendo inclusive colega de classe do meio-campista Claudio Reyna na Escola Preparatória St. Benedict.

Seu primeiro time foi o Raleigh Flyers, que disputava a USISL, em 1993. Assinaria seu primeiro contrato profissional em 1994, no Zwolle, atuando em 37 partidas e marcando três gols. Jogaria mais cinco anos no futebol holandês, oelas equipes do Sparta Rotterdam e do Cambuur Leeuwarden, atuando em 10 e 56 partidas respectivamente.

Berhalter teve ainda uma malsucedida passagem pelo Crystal Palace, aparecendo em apenas 19 partidas e marcando um gol. Em 2002, foi contratado pelo Energie Cottbus, tendo uma passagem destacada pela equipe alemã: entre 2002 e 2006, atuou em 111 partidas, marcando nove gols.

Contratado pelo Munique 1860 ainda em 2006, o zagueiro manteve sua bua sequência de jogos em território alemão (73 jogos, oito gols). Fora dos planos do segundo time de Munique, Berhalter voltou aos EUA depois de quinze anos para representar o Los Angeles Galaxy.

Retorno aos EUA e final de carreira[editar | editar código-fonte]

Depois de quinze anos no futebol europeu, Berhalter voltou aos EUA para jogar no Los Angeles Galaxy, seu primeiro time profissional em seu país de origem.

No Galaxy, disputou 52 partidas. Em 2011, acumulou as funções de jogador e auxiliar-técnico. Berhalter anunciou sua aposentadoria em 12 de outubro, realizando sua última partida contra o Houston Dynamo, no dia 23 do mesmo mês.

Apesar de o Galaxy tentar mantê-lo na comissão técnica em 2012, Berhalter preferiu seguir carreira de treinador, mas não nos EUA e sim na Suécia, tendo sido contratado pelo Hammarby.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Berhalter estreou na Seleção dos EUA em novembro de 1994, contra a Arábia Saudita.

Foi preterido por Steve Sampson para a Copa de 1998, mas foi convocado para a Copa seguinte, realizada por Coreia do Sul e Japão.

Seria reserva de Jeff Agoos, mas o titular se lesionou e abriu espaço para Berhalter jogar duas partidas. Esteve prestes a ficar de fora da Copa de 2006, sendo inclusive tirado da lista final de convocados. Porém, uma lesão contraída por Cory Gibbs abriu caminho para Berhalter na Seleção, que não repetiu a boa campanha de 2002, caindo na primeira fase. Berhalter, desta vez, não entrou em nenhuma das três partidas dos EUA na Alemanha.

Bandeira de Estados UnidosSoccer icon Este artigo sobre futebolistas estadunidenses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.