Grupamento de Unidades-Escola/9ª Brigada de Infantaria Motorizada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grupamento de Unidades-Escola/9ª Brigada de Infantaria Motorizada
Estado  Rio de Janeiro
Subordinação 1ª Divisão de Exército
Sigla GUEs/9ª Bda Inf Mtz
Criação 1971
Comando
Comandante Gen Bda Henrique Martins Nolasco Sobrinho[1]
Sede
Endereço Rua Bernardo de Vasconcelos, 1090, Realengo

O Grupamento de Unidades-Escola/9ª Brigada de Infantaria Motorizada (GUEs/9ª Bda Inf Mtz) é uma das Brigadas do Exército Brasileiro. Sua sede localiza-se no Rio de Janeiro. Sua área de influência compreende todo o estado do Rio de Janeiro e o Brasil, por se tratar de força de deslocamento rápido. Tem como objetivo apoiar os Estabelecimentos de Ensino do Exército, por meio de demonstrações que imitam o combate real, contribuindo para a formação e o aperfeiçoamento de oficiais e sargentos. É subordinado à 1ª Divisão de Exército, sediada no Rio de Janeiro.

História[editar | editar código-fonte]

No século XVI, o 1º Batalhão de Infantaria Motorizado (Escola), conhecido por Regimento Sampaio, combateu os invasores franceses no litoral fluminense. Também participou da Guerra do Paraguai, da conquista de Monte Castelo, durante a Segunda Guerra Mundial e, recentemente, fez-se representar em Operações de Paz, realizadas em Angola. O 2º Batalhão de Infantaria Motorizado (Escola), o Regimento Avaí, também, participou da Campanha da Tríplice Aliança e materializou o núcleo da Força de Paz que, sob a bandeira da ONU, atuou por quase dez anos na Faixa de Gaza. O 57º Batalhão de Infantaria Motorizado (Escola), o Regimento Escola de Infantaria, operou, igualmente, como Força de Paz, a cerca de trinta anos, na República Dominicana, sob patrocínio da OEA, e recentemente acabou de retornar da missão das Nações Unidas para a estabilização no Haiti.

Organizações Militares Subordinadas[editar | editar código-fonte]

  • Comando do Grupamento de Unidades-Escola/9ª Brigada de Infantaria Motorizada - Rio de Janeiro

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. INFORMEX NR 006 - DE 11 DE MARÇO DE 2013 (em português) Visitado em 1 de abril de 2013