Gruta da Virgem dos Pobres

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gruta da Virgem dos Pobres
Gruta as margens da BR-104
Construção 1958
Diocese Diocese de Campina Grande
Local Lagoa Seca, PB
 Brasil

A imagem da Virgem dos Pobres, ou Nossa Senhora de Banneux como é mundialmente conhecida, fica em uma gruta construída em sua homenagem no ano de 1958 no município de Lagoa Seca, no estado da Paraíba.

Histórico[editar | editar código-fonte]

A imagem da Virgem dos Pobres foi trazida para o município de Lagoa seca por Frei Pascoal Becker, que era da Alemanha e estava no Brasil a serviço da Ordem Franciscana. A imagem saiu de Banneux na Bélgica para Lagoa Seca em 1958.

Após conhecer a história da aparição da Virgem dos Pobres e a fé do povo alemão, Frei Pascoal trouxe a imagem da Virgem dos Pobres para Lagoa seca. Como a exemplo da Alemanha, foi construída uma gruta próxima da BR-104 para abrigar a imagem. A Virgem dos Pobres foi inaugurada em 19 de outubro de 1958. A imagem trazida por Frei Pascoal passou a ser admirada pelos católicos de Lagoa Seca. Por se encontrar em um ponto estratégico na rodovia BR-104, que liga Lagoa Seca a Campina Grande a outras cidades do Brejo Paraibano, a imagem da Virgem dos Pobres passou a ser venerada por fiéis de outras cidades. No local onde a gruta foi construída, passaram a ser realizadas missas e novenas semanalmente. As pessoas passaram a frequentar o local para fazer as suas orações e acender velas em agradecimento pelas graças alcançadas e fazer novos pedidos.

Aparições[editar | editar código-fonte]

Em 1933,Banneux, uma pequena aldeia da Bélgica, recebeu a aparição da Virgem dos Pobres. Ela foi revelada oito vezes a menina Marieta, que tinha doze anos de idade e pertencia a uma família muito pobre. A imagem aparecia à menina e pedia a ela orações.

Certo dia, em uma das aparições, Marieta perguntou: Quem sois vós, bela Senhora? E ela respondeu: Eu sou a Vigem dos Pobres! Nove anos após as aparições, em 22 de agosto de 1949, Roma reconheceu a veracidade das aparições da Virgem de Banneux.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações internas[editar | editar código-fonte]