Guarda Amazônica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Guarda Amazônica
Muammar Gaddafi, Damascus University, Damascus, Syria.jpg
País  Líbia
Subordinação Muammar al-Gaddafi
Missão Força especial
Criação 1980
Cores Verde e branco
História
Guerras/batalhas Guerra civil na Líbia (2011)

A Guarda Amazônica líbia foi a denominação dada a um pequeno corpo de segurança feminino — de 30 a 40 unidades — responsável pela proteção direta à vida e à integridade física do ex-presidente da Líbia, Muammar al-Khadaffi. As amazonas tinham como dever zelar pela segurança de Khadaffi ainda que isto custasse-lhes a própria vida.

A corporação era composta de uma força especialmente treinada de guarda-costas mulheres supostamente virgens que dividiam, inclusive, habitações com o líder líbio. Durante um atentado terrorista em 1998, uma das amazonas do grupo morreu cravejada de balas, protegendo intacto o corpo de Khadaffi.

Ver também[editar | editar código-fonte]