Guerras Anglo-Holandesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Guerra Anglo-Holandesa)
Ir para: navegação, pesquisa
Guerras Anglo-Holandesa
Van Soest, Attack on the Medway.jpg
Batalha de Medway durante a Segunda Guerra Anglo-Holandesa (tela de Pieter Cornelisz van Soest, 1667).
Data 1780 - 1784
Local Mar do Norte, Canal Inglês, Noruega, Itália,

Holanda

Desfecho
  • Vitória Britânica
  • Tratado de Paris (1784)
  • Grã-Bretanha ganha direitos de livre comércio partes das Índias Orientais Holandesas
Mudanças
territoriais
Negapatnam holandês cede para a Grã-Bretanha.
Combatentes
 Reino da Inglaterra Prinsenvlag.svg República Holandesa
Principais líderes
Inglaterra Sir Hyde Parker, 5th Baronet Prinsenvlag.svg Johan Zoutman
Forças
650 navios de guerra
300 soldados
600 navios de guerra
1.500 marujos
50 soldados
Vítimas
40 navios de guerras perdidos
18 navios de guerras capturados
13.310 mortos
25,000 feridos
2,000 capturados
56 navios de guerras perdidos
20 navios de guerras capturados
21.150 mortos


20,000 feridos
2,500 capturados

As chamadas Guerras Anglo-Holandesas, também referidas como Guerras Anglo-Neerlandesas (em neerlandês: Engels-Nederlandse Oorlogen ou Engelse Zeeoorlogen), foram uma série de conflitos navais que se desenvolveram entre o século XVII e o XVIII entre o Reino Unido, (mais tarde Reino da Grã-Bretanha durante a quarta guerra) e a República das Sete Províncias Unidas dos Países Baixos pelo controle das rotas marítimas. São conhecidas como Guerras Holandesas na Inglaterra e Guerras Inglesas nos Países Baixos.[1]

História[editar | editar código-fonte]

No século XVI, durante as Guerras religiosas entre a Dinastia dos Habsburgo (católica) e as nações Protestantes, a Inglaterra, graças ao Ato de Navegação de Oliver Cromwell, e nomeadamente sob o reinado de Isabel I de Inglaterra, construiu um poderoso império naval, destinado a principalmente atacar as frotas da Prata espanholas. Um exemplo dessa prática foram as ações de corso de Francis Drake.

O conflito pela disputa dos mares desenvolveu-se em quatro guerras:

A Primeira Guerra Anglo-Neerlandesa (1652-1654) terminou com o Tratado de Westminster (1660), mantendo em vigor o Ato de Navegação de 1651.

A Segunda Guerra Anglo-Neerlandesa começou em 1665 quando os ingleses declararam guerra - de fato, eles já tinham atacado os Novos Países Baixos – e durou até 1667 quando os holandeses destruíram grande parte da frota inglesa nas águas do rio Tamisa. Este incidente levou ao Tratado de Breda, que terminou com estes conflitos.

Com a Revolução Francesa e particularmente as Guerras Napoleônicas (1793-1815), a França reduziu os Países Baixos a uma nação satélite e finalmente anexou o país em 1810. Em 1797, a Armada Neerlandesa já havia sido derrotada pela Britânica na Batalha de Camperdown. Os Britânicos tomaram várias colônias holandesas como o Ceilão (atual Sri Lanka), a Colônia do Cabo (atual África do Sul), a cidade de Malaca e várias feitorias na Índia. Restaram apenas a Indonésia, o Suriname, as Antilhas Holandesas e a feitoria de Deshima, no Japão.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Guerras Anglo-Holandesa
PrimeiraSegundaTerceiraQuarta
[editar]