Guerra Gótica (376–382)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde março de 2012)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Guerra Gótica
Parte da(o) Guerras Góticas
Data 376/77–82
Local Bálcãs
Desfecho Vitória pírrica romana
Combatentes
Império Romano Godos,
rebeldes locais,
saqueadores alanos,
saqueadores hunos
Principais líderes
Valente 


Teodósio I
Albia Dominica

Fritigerno
Alateu
Safrax
Farnóbio 

Guerra Gótica é o nome dado a uma série de batalhas e saques empreendidos pelos gados no leste do Império Romano, mais especificamente na região dos Bálcãs, entre 376/5 e 381. Esta guerra, e, especificamente, a Batalha de Adrianópolis, foi um ponto chave na história do Império Romano, na medida em que foi a primeira invasão bárbara numa série de eventos que, ao longo do século seguinte, acabaria por acarretar o colapso do Império Romano do Ocidente.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.