Guerra de Sucessão da Polônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cerco de Danzig

A Guerra da Sucessão Polaca (1733-1738) foi um conflito que se estabeleceu entre a França, aliada da Espanha, e a Rússia. Com a morte de Augusto II, rei da Polônia, o imperador Carlos VI e a Rússia ameaçaram intervir pela força para garantir a eleição de Augusto III, enquanto Estanislau era proclamado rei da Polónia pela dieta de Varsóvia. Augusto III, apoiado pela Rússia e pelo imperador, expulsou seu rival.

O apoio da candidatura saxônica na Polónia (1733) levou Carlos VI a declarar guerra à França, a Saboia e à Espanha. Intervindo, a França obteve as vitórias de Parma e Guastalla. Carlos, abandonado pelo poder marítimo, pelos seus aliados e apoiado tardiamente pela Rússia, acabou por ser derrotado. Fleury, partidário da paz, consentiu, pelo Tratado de Viena (1738), em reconhecer Augusto III como rei da Polônia. Estanislau recebeu como compensação os ducados de Lorena e de Bar.

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.