Guerra de Fronteira (1910-1919)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Guerra de fronteira mexicano-americana
Parte da(o) Revolução Mexicana
Us-mexico-border.jpg
Data 1910 - 1919
Local Fronteira Estados Unidos-México
Desfecho Batalhas entre as forças mexicanas e norte-americanas cessaram em 1919.
Combatentes
Villistas
Constitutionalistas
Carrancistas
Maderistas
Sediciosos
 Império Alemão
 Estados Unidos
Principais líderes
Pancho Villa
Alvaro Obregon
Venustiano Carranza
Francisco Madero
Herbert H. Slocum
John J. Pershing
Frank Tomkins
Frederick J. Herman

A Guerra de Fronteira (em inglês Border War[1] ) ou a Campanha das Fronteiras,[2] refere-se ao enfrentamentos militares que ocorreram na região da fronteira mexicano-estadunidense na América do Norte durante a Revolução Mexicana.

Desde o início da Revolução Mexicana em 1910, o Exército dos Estados Unidos estava estacionado ao longo da fronteira e em várias ocasiões lutaram com os rebeldes mexicanos ou tropas federais. O auge do conflito aconteceu em 1916 quando o revolucionário Pancho Villa atacou a cidade fronteiriça de Columbus, Novo México. Em resposta, o Exército dos Estados Unidos, sob a direção do general John J. Pershing, lançou uma expedição ao norte do México, para encontrar e capturar Villa. Embora a operação foi bem sucedida em encontrar e enfrentar os rebeldes villistas, o revolucionário escapou e o exército estadunidense retornou aos Estados Unidos em janeiro de 1917. Os conflitos na fronteira continuaram, todavia, e os Estados Unidos lançaram várias operações menores em território mexicano até 1919, quando a violência diminuiu significativamente após a Batalha de Ambos Nogales. O conflito não envolveu apenas os villistas e norte-americanos; Maderistas, Carrancistas, Constitucionalistas e alemães também se envolveram nas batalhas com as forças estadunidenses durante este período. A guerra foi um dos destaques da era do Velho Oeste.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Notas
  1. Weber, pg. 84
  2. [1]
Bibliografia
  • Britton, John A. Revolution and Ideology Images of the Mexican Revolution in the United States. Louisville: The University Press of Kentucky (1995)
  • Weber, John W.. The shadow of the revolution: South Texas, the Mexican Revolution, and the evolution of modern American labor relations. [S.l.]: ProQuest, 2008. ISBN 0-549-96152-6