Guess Who's Coming to Dinner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Guess Who's Coming to Dinner
Adivinha Quem Vem Jantar (PT)
Adivinhe Quem Vem Para Jantar (BR)
 Estados Unidos
1967 • cor • 108 min 
Direção Stanley Kramer
Roteiro William Rose
Elenco Spencer Tracy
Katharine Hepburn
Sidney Poitier
Género drama / comédia / romance / clássico
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

Guess Who's Coming to Dinner (Adivinhe Quem Vem Para Jantar (título no Brasil) ou Adivinha Quem Vem Jantar (título em Portugal))[1] [2] é um premiado filme estadunidense cômico-dramático de 1967 dirigido por Stanley Kramer e que traz Spencer Tracy, Sidney Poitier e Katharine Hepburn no elenco.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O filme conta a história de Joanna Drayton (Houghton), uma jovem branca estadunidense que acabou de começar um romance com o renomado Dr. Prentice (Poitier), um médico afro-americano que ela conheceu enquanto estava de férias no Havaí. Os dois planejam se casar e ela irá retornar com ele para sua casa na Suíça. O enredo do filme é centrado no retorno de Joanna para a casa de sua família liberal de classe alta em San Francisco com seu noivo e a reação de seus pais e amigos ao saberem da notícia.

Informação[editar | editar código-fonte]

Adivinhe Quem Vem Vem Para Jantar venceu o prêmio Oscar de 1968 de melhor roteiro original para o roteirista William Rose. A história de 1967 lidava com o então controverso tema de casamento interracial; nos Estados Unidos da época ainda era ilegal em dezessete estados até 12 de junho daquele mesmo ano. Ainda que legalizado pela Suprema Corte estado-unidense no caso Loving vs. Virgínia, o tópico ainda era um enorme tabu em várias áreas do vasto país.

De acordo com o diretor Stanley Kramer, ele e Rose intencionalmente quebraram vários estoreótipos étnicos: o personagem do jovem médico foi criado com ideais tão puros e perfeitos para que a única objeção possível para que ele se casasse com Joanna fosse sua raça, ou o fato de que se conheceram há apenas nove dias antes dos acontecimentos do filme.

Stanley Kramer disse mais tarde que, os atores principais do filme acreditavam tanto na premissa que concordaram em atuar no projeto antes mesmo de lerem o roteiro. Spencer Tracy estava terrivelmente doente e as companhias de seguro se recusaram a cobri-lo; Kramer e Hepburn juntaram parte de seus salários para que se ele morresse outro ator pudesse ser contratado. As filmagens foram alteradas para acomodar Tracy.

As críticas do filme foram mais positivas do que negativas, com a maior parte dos críticos elogiando as elegantes performances dos quatro atores principais. O filme também tentou tocar no racismo de negro-contra-branco, como quando o pai do médico e Tillie Binks, a governanta da casa, tentam persuadir o jovem a abandonar seus planos de casamento.

O filme também se tornou notável por ser a última performance nas telas do duo Tracy-Hepburn (Tracy morreu dezessete dias depois que as filmagens acabaram). No último discurso de Tracy no filme, Hepburn chora de verdade, já que ambos sabiam que esta seria a última vez que atuariam juntos. Hepburn nunca viu o filme todo. Ela declarou que seria muito doloroso.

No filme também estrelam Roy Glenn e Beah Richards como o Sr. e a Sra. Prentice. Richards foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante, mais perdeu para Estelle Parsons. Virginia Christine também estrela como a preconceituosa amiga de trabalho de Christina (Hepburn).

A versão original do filme continha a frase "O reverendo Martin Luther King!", dita pela empregada Tillie em resposta à pergunta "Adivinhe quem vem para jantar?", que é a fala principal do diálogo entre ela e Joanna e que foi pêga como o título do filme. Esta fala era o maior momento do filme como uma comédia. No entanto, após o assassinato do Sr. King em 4 de abril de 1968, a fala foi retirada do filme. A fala ainda não constava na versão do filme em VHS, décadas mais tarde. Foi recentemente reincluída na versão do filme em DVD.

Em 1998, o American Film Institute (Instituto de Cinema dos EUA) classificou Adivinhe Quem Vem Para Jantar como o 99o. melhor filme estado-unidense de todos os tempos.

Principais prêmios ganhos[editar | editar código-fonte]

O filme recebeu dez indicações aos prêmios Oscar, levando apenas duas estatuetas. Recebeu sete indicações aos prêmios Globo de Ouro, levando nenhum. Recebeu também duas indicações aos prêmios BAFTA, levando ambos os prêmios.

  • 1968: Oscar na categoria de melhor atriz principal (Katharine Hepburn)
  • 1968: Oscar na categoria de melhor roteiro original
  • 1969: BAFTA na categoria de melhor ator principal (Spencer Tracy)
  • 1969: BAFTA na categoria de melhor atriz principal (Katharine Hepburn)
  • 1968: Prêmio David di Donatello (Itália) na categoria de melhor filme estrangeiro
  • 1969: Premios Fotogramas de Plata (Espanha) na categoria de melhor ator estrangeiro (Sidney Poitier)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]