Guido da Toscânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Gui (também Guido ou Wido; criado Leo, chamado de o Filósofo) (falecido em 3 de fevereiro de 929)[1] foi conde e duque de Lucca e marquês da Toscânia, desde 915, após a morte de seu pai Adalberto II, à sua própria morte em 929. Esteve originalmente sob a regência de sua mãe, Berta, filha de Lotário II da Lotaríngia, até 916.[2]

Manteve corte em Mântua em torno dos anos 920. Em 924 ou 925, se tornou o segundo marido de Marózia, senatrix patricia Romanorum. Teve uma filha, Teodora (ou Berta) e, provavelmente, alguns outros filhos que nada mais é conhecido. Nenhum dose seus filhos sobreviveram e ele foi sucedido na Toscânia por seu irmão Lamberto.

Referências

  1. Townsend, Geo (1847) Ecclesiastical and Civil History Philosophically Considered, Vol. II, p. 157
  2. David Bailie Warden, M. de Saint-Allais (Nicolas Viton), Maur François Dantine, Charles Clémencet, Ursin Durand, François Clément. L'art de vérifier les dates ...: t.1-18. L'art de vérifier les dates des faits historiques, des chartes, des chroniques, et autres anciens monuments, depuis la naissance de Notre-Seigneur (em francês). [S.l.]: Valade, 1819.
Precedido por:
Adalberto II
Marquês da Toscana Sucedido por:
Lamberto